Isaías Rocha

Compromisso com a verdade, compromisso com você

Isaías Rocha - Compromisso com a verdade, compromisso com você

Hilton Gonçalo já recebeu convite de seis partidos para disputar eleição

PSDB, PMN, PEN, PRB, Avante e PSL já ofereceram legenda para prefeito de Santa Rita ser candidato a um cargo majoritário no estado.
Prefeito de Santa Rita recebe convite para se filiar do presidente do PSL no Maranhão

Prefeito de Santa Rita recebe convite para se filiar do presidente do PSL no Maranhão

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB) vem ganhando aspectos cada vez mais de novidade para as eleições deste ano. Fenômeno eleitoral de 2016, o comunista ainda não conseguiu conquistar os medalhões do partido para se cacifar como candidato por um cargo majoritário na disputa de outubro próximo, mas tem chamado a atenção de concorrentes, como PSDB e PMN.

Além de contar com o apoio popular e de vários empresários no estado, para observadores do cenário político no estado, Gonçalo carrega no nome um dos critérios mais almejados atualmente: o sentimento de renovação.

Madeira já defendeu o nome de Hilton Gonçalo no PSDB para disputar o Senado

Madeira defende nome de Hilton no PSDB para disputar o Senado

As desavenças internas no PCdoB apimentam ainda mais o assédio com outras legendas. Sabendo do potencial político do por enquanto aliado, o governador Flávio Dino atua como uma espécie de ‘bombeiro’ para apagar um possível ‘incêndio’ na aliança partidária com Gonçalo, que já colocou seu nome a disposição do PCdoB, mas a sigla prefere ignorar as pretensões do filiado.

Eduardo Braide, presidente do PMN, também que Gonçalo no partido

Eduardo Braide, presidente do PMN, também que Gonçalo no partido

Sendo assim, o caminho seria buscar outro partido. E opções não faltam. Além do PSDB e PMN, Hilton já recebeu convites de PEN, PRB, Avante e PSL que lhe ofereceram legendas para concorrer a um dos cargos majoritários no estado. Se o PCdoB não permitir sua candidatura a um dos cargos almejados pelo prefeito santa-ritense, restará a ele abandonar as hostes comunistas e buscar abrigo em outra sigla para colocar seus projetos políticos em práticas.

Ricardo Diniz recebe reivindicações de moradores da Cidade Operária

 

O vereador Ricardo Diniz (PCdoB) mantêm uma intensa agenda de visitas à bairros de São Luís com o objetivo de ouvir as demandas da população.

Em recente visita a Cidade Operária, ele se reuniu com moradores da Unidade 105 e ouviu reivindicações da comunidade que solicitou a recuperação de ruas e avenidas, melhorias no serviço de limpeza e do transporte público.

Ricardo Diniz atendeu ao chamado do moradores da Cidade Operária, ouviu as solicitações e disse que vai propor requerimentos para solicitar da Prefeitura os benefícios para a comunidade.

“A importância do vereador estar sempre dentro da comunidade é porque ele pode observar, conversar com os moradores, sentir quais são os problemas que mais incomodam e discutir com a população quais as soluções viáveis para os bairros, estamos sempre em visita as comunidades para tentar levar esperança para as pessoas que aguardam os benefícios”, apontou o vereador.

Ex-secretários de Paço do Lumiar são condenados por improbidade administrativa

O ex-secretário municipal de Orçamento e Gestão, Francisco Morevi Rosa Ribeiro, e o ex-presidente da Comissão Permanente de Licitação de Paço do Lumiar, Luis Carlos Teixeira de Freitas, foram condenados em Ação Civil Pública por atos de improbidade administrativa, movida pelo Ministério Público do Maranhão.

Os ex-gestores foram acionados devido a irregularidades em processos licitatórios realizados pelo município de Paço do Lumiar em 2009 e por terem descumprido normas orçamentárias e financeiras para empenho das despesas.

Na sentença assinada pelo juiz Ernesto Guimarães Alves, em 18 de dezembro passado, os réus receberam as penalidades previstas na Lei nº 8.429/92: suspensão dos direitos políticos pelo prazo de dois anos; pagamento de multa no valor de três vezes a remuneração recebida à época, a ser revertida para o Município de Paço do Lumiar, acrescida de correção monetária pelo IPCA e juros de 0,5% ao mês, a contar desde a citação; proibição de contratar ou receber qualquer tipo de benefício do Poder Público, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dois anos.

A Ação Civil Pública, que teve a autoria dos promotores de justiça Gabriela Brandão da Costa Tavernard, Reinaldo Campos Castro Junior e Samaroni de Sousa, foi baseada em irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) na prestação de contas do Município no exercício financeiro de 2009.

As principais irregularidades observadas pelos técnicos do TCE envolveram dois processos licitatórios (modalidade carta-convite). O primeiro – nº 27/2009 – teve como objeto a contratação de serviços de pavimentação asfáltica em avenidas do Maiobão no valor de R$ 145.987,07, em que saiu vencedora a construtora Ires Engenharia Comércio e Representações.

Na outra carta-convite – nº 39/2009 –, foi contratada a prestação de serviços de pavimentação na localidade Sítio Grande, no valor de R$ 146.198,23.

Em ambos os processos licitatórios, foram detectadas, entre outras situações irregulares, a presença de assinatura falsa de um contador em diversos documentos; não publicação de contratos; ausência da assinatura de engenheiro nos projetos básicos; falta de projetos técnicos e de Anotação de Responsabilidade Técnica.

Márcio Jardim quer nomes na chapa majoritária para “PT existir no Maranhão”

images (1)

Está cada dia mais evidente a cisão política entre o PT e o PDT nas hostes do governo Flávio Dino (PCdoB). A legenda petista reclama por mais espaço no Palácio dos Leões, enquanto os pedetistas festejam, comem caviar e tomam vinho chileno e já tem chancelado pelo chefe do executivo um pré-candidato ao Senado da República, o deputado federal Weverton Rocha.

Mediante o cenário nada agradável, o PT, por meio de seus dirigentes, já anda falando aos quatro ventos que não tem compromisso nenhum em apoiar outro candidato ao Senado que não seja do próprio partido.

Atualmente, o PT já ensaia sair com dois nomes à Câmara Alta, em outubro deste ano, tendo na disputa o ex-secretário de Esportes Márcio Jardim e o professor Raimundo Nonato Chocolate.

Enquanto isso, com o aval do governo comunista, o deputado Weverton Rocha faz de conta que a sinalização raivosa petista não é com ele, deixando a má digestão partidária para o fundo do ônibus.

Não convidem para a mesma mesa petistas e pedetistas!

Roseana Sarney diz estar ouvindo vozes no Maranhão

roseana_sarney

Em entrevista na quinta-feira passada, 11, à rádio Mirante AM, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) disse estar “ouvindo vozes” e pedidos da população e de correligionários políticos para retornar, pela quinta vez consecutiva, ao Palácio dos Leões.

Numa declaração ainda indefinida, enigmática, mas com algum fundo de verdade, a ex-mandatária do Maranhão avisa:

“Estou analisando, mas sou pré-candidata a governadora e o meu nome está à disposição do partido (MDB). Você não é candidata de si mesma, é de uma circunstância, de um partido. Mas, a princípio, serei candidata, sim”.

Na oportunidade, a ex-governadora disse ainda que “tem deixado as coisas fluírem naturalmente”.

Então tá!

Chinesa CCCC oficializa participação no Porto de São Luís

José Hagge, diretor do Porto Multimodal, e Fabiano Figueiredo, executivo da WPR, explicam a operacionalização do porto (Foto: De Jesus/O Estado)

José Hagge, diretor do Porto Multimodal, e Fabiano Figueiredo, executivo da WPR, explicam a operacionalização do porto (Foto: De Jesus/O Estado)

A maior empresa de infraestrutura da China – a China Communications ConstructionCompany (CCCC), assinou, dia 27 de dezembro, o último documento para a formalização da parceria na construção do Porto Multimodal de São Luís. O grupo passa a ser formado pela CCCC, com participação em 51% do empreendimento, e por sócios brasileiros,com 49%. Quatro mil empregos devem ser gerados na obra, sendo dois mil já no primeiro ano da construção e 85% da mão-de-obra do Maranhão.

A informação sobre a formalização da parceria é do diretor do Porto Multimodal, José Hagge, que esteve em São Luís esta semana para compromissos técnicos da obra que já iniciou a fase de supressão vegetal. “Estamos confiantes de que o investimento de R$ 800 milhões no Maranhão contribuirá para a geração de empregos diretos e indiretos, arrecadação de tributos e possibilitará o incremento do desenvolvimento ao Estado que conta com excelente posição geográfica e marítima na baía de São Marcos”, analisa Hagge.

O projeto do Porto Multimodal de São Luís é de um Terminal de Uso Privado (TUP), com área de 2 milhões de metros quadrados, sendo 550 mil de área de proteção ambiental, próxima ao Porto do Itaqui, compreendendo seis berços (quatro na primeira fase e dois na segunda, ponte de acesso, acesso rodoferroviário e pêra ferroviária. O terminal atende as áreas central, norte e nordeste do país, interligado pelas Ferrovias Norte Sul e Carajás.

A primeira fase da obra deve ser concluída em quatro anos, com capacidade para movimentar anualmente: 7 milhões de toneladas de soja e milho, 1,5 milhão de fertilizantes, 1,5 milhão de carga gerale 1, 8 mil metros cúbicos de derivados de petróleo.

Grupo de investidores

CCCC- Empresa chinesa de construção pública negociada, foi criada em 2005 e é a maior empresa do segmento da China. Está envolvida na construção e infraestrutura de transporte de draga, além de operar ativos em outros países. Entre suas obras mais conhecidas está a maior ponte do mundo, que liga Hong Kong, Macau e Zhuahi, com 55 quilômetros. Da infraestrutura faz parte um túnel com 6,7 quilômetros, que se situa a 40 metros abaixo do nível do mar.

WPR- Fundada em São Paulo, em 1981, atua em diferentes áreas, como construção civil, desenvolvimento imobiliário, centros logísticos, entretenimento, shopping centers e infraestrutura.Os projetos que assina já somam quase 10 milhões de metros quadrados de área construída. Entre as obras de destaque estão estaleiro Rio Grande, no Rio Grande do Sul, o Allianz Parque, em São Paulo, conhecido como Arena Palmeiras, construído para receber espetáculos, concertos, eventos corporativos e, principalmente, partidas de futebol do Palmeiras.

Região metropolitana avança na gestão integrada de resíduos sólidos

Lívio Correa, diretor de projetos da AGEM, Pedro Duarte, engenheiro ambiental, Augusto Braga, gerente técnico da Floram, Pedro Lucas Fernandes, presidente da AGEM e Pedro Aurélio, técnico da AGEM

Lívio Correa, diretor de projetos da AGEM, Pedro Duarte, engenheiro ambiental, Augusto Braga, gerente técnico da Floram, Pedro Lucas Fernandes, presidente da AGEM e Pedro Aurélio, técnico da AGEM

A Agência Executiva Metropolitana (AGEM) deu um importante passo para resolver um problema histórico entre as cidades que compõe a região, no que se refere a gestão dos resíduos sólidos. Na tarde desta segunda-feira (15), o presidente Pedro Lucas assinou o contrato e a ordem de serviço para a elaboração do Plano que trará um diagnóstico completo. O documento terá ainda indicação de soluções consorciadas, concepção tecnológica e de viabilidade para tratamento e disposição final dos resíduos, pelos próximos 20 anos.

Os serviços serão realizados pela Floram Engenharia e Meio Ambiente, que terá sete meses para concluir esse primeiro Plano de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana da Grande São Luís. A empresa elaborou o mesmo tipo de documento para Maceió, capital do estado de Alagoas, e projetos específicos para os estados da Bahia e Pernambuco.

“É um trabalho desafiador, integrar na mesma gestão, cidades com perfis tão diferentes e construir soluções que atendam aos interesses de todos e ao mesmo tempo soluções individualizadas”, comentou Augusto Braga, gerente técnico que também assinou os documentos.

Todo o material apurado será submetido ao Comitê para validação dos estudos e o processo acontecerá com a plena participação da comunidade, em cinco etapas que incluem audiências públicas, como prevê o controle social dentro da política de saneamento, com apresentação dos resultados, questionamentos, bem como as contribuições dos moradores. O Plano também terá diretrizes de educação ambiental, um trabalho que se inicia quando o resíduo é gerado e vai até a disposição final.

Para o presidente da AGEM, Pedro Lucas Fernandes, esta é uma grande conquista para toda a região, que pela primeira vez terá um plano com todas as sugestões para implantação de uma gestão responsável dos resíduos sólidos.

“O plano vem ao encontro das exigências da Política Nacional de Resíduos, que prevê, dentre outra ações, o fechamento dos lixões com a consequente implantação de aterros sanitários, incrementando a questão da coleta seletiva com aproveitamento de materiais para a reciclagem e a valorização do trabalho do catador, além de se pensar também na melhoria dos serviços de limpeza pública”, concluiu.

Temer afasta quatro vice-presidentes da Caixa por 15 dias

O presidente Michel Temer determinou o afastamento de quatro dos 12 vice-presidentes da Caixa. (Marcos Corrêa / PR)

O presidente Michel Temer determinou o afastamento de quatro dos 12 vice-presidentes da Caixa. (Marcos Corrêa / PR)

O presidente Michel Temer determinou o afastamento de quatro dos 12 vice-presidentes da Caixa Econômica Federal (CEF) por um período de 15 dias. Em nota, o Palácio do Planalto informou que esse será o prazo para que eles apresentem defesa das acusações de que são alvo.

Os vice-presidentes são investigados em operações da Polícia Federal. Temer deu a ordem ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; e ao presidente da Caixa, Gilberto Occhi, para que procedessem com os afastamentos.

A foi anunciada oito dias depois que o governo federal não seguiu a recomendação do Ministério Público Federal (MPF) para exonerar todos os 12 vice-presidentes do órgão. Na última quinta-feira (11), os procuradores responsáveis pela Operação Greenfield enviaram um novo ofício ao presidente, desta vez alertando que ele poderia ser responsabilizado por “eventuais novos ilícitos” cometidos pelos gestores do banco. No documento, encaminhado inicialmente à Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, os membros do MPF colocam como data final para atendimento à recomendação o dia 26 de fevereiro.

Eles solicitam também que sejam anexados aos autos o relatório das investigações feitas por um escritório independente de advocacia contratado pela Caixa, o ofício enviado anteriormente a Temer e uma recomendação do Banco Central, de “teor semelhante” ao enviado pelo Ministério Público.

Na semana passada, o Palácio do Planalto disse que não cumpriria a recomendação.

A Operação Greenfield investiga indícios da existência de um esquema de cooptação de testemunhas para que não contribuíssem com a apuração de supostas irregularidades envolvendo fundos de pensão.

O primeiro pedido havia sido encaminhado a Temer no final do ano passado. Além das investigações em andamento, os procuradores citam a relação de alguns desses executivos com o ex-deputado Eduardo Cunha e o ex-ministro Geddel Vieira Lima, ambos presos por denúncias de corrupção.

Os vice-presidentes afastados são Antônio Carlos Ferreira, do Corporativo; Deusdina dos Reis Pereira, Fundos de Governo e Loterias; José Henrique Marques da Cruz, Clientes, Negócio e Transformação Digital, e Roberto Derziê de Sant’Anna, Governo.

Preso suspeito de assassinar radialista em Coelho Neto

1516126958-800518046

A Polícia Civil prendeu, na tarde desta terça-feira (16), o principal suspeito de ter assassinado o radialista Francisco Ramyllson Barros, 19 anos, conhecido como “Carlos Show”, o qual foi morto a facadas na madrugada dessa segunda (15), na cidade de Coelho Neto.

Gustavo Morais Machado, 18 anos, conhecido como “Galego”, foi preso após investigações da Polícia Civil, a qual localizou imagens de Gustavo correndo logo após o fato, tendo sido confirmado por testemunhas que ele estava próximo ao local do crime.

Além disso, os policiais encontraram peças de roupas manchadas de sangue na casa do suspeito. Ele confirmou que as roupas são dele, mas nega o envolvimento no crime. No entanto, o jovem não deu explicações sobre as roupas sujas de sangue.

Em depoimento, Galego afirma que viu a vítima passando no local e logo em seguida caindo da moto, mas afirma que não matou o radialista.

Apesar de negar a autoria do crime, a Polícia Civil, diante dos indícios, autuou Gustavo Morais Machado pelo crime de homicídio.