Isaías Rocha

Compromisso com a verdade, compromisso com você

Isaías Rocha - Compromisso com a verdade, compromisso com você

“Ninguém mais nasce em Rosário”, denuncia gestor Regional de Saúde

O gestor de Saúde da Unidade Regional de Rosário, Willame Anceles (PSB) participou da audiência pública sobre a situação da saúde materno-infantil do Maranhão, realizada nesta quinta-feira (28), na Assembleia Legislativa.

Willame Anceles cobrando a retomada das obras do Hospital Regional de Rosário. Foto: Renato Waquim/Rosário Notícias

Presidida pela deputada estadual Valéria Macedo (PDT), a audiência pública abordou os números do aumento da mortalidade materna no estado, a melhoria da assistência obstétrica e neonatal da rede, déficit de leitos e recursos humanos, fechamento de maternidades e a realização de concurso público.

Durante o debate, o rosariense Anceles fez um pronunciamento criticando a prefeita Irlahi Linhares (PMDB) que, segundo ele, proibiu a realização de partos e cirurgias em geral no Hospital SESP, principal unidade de saúde do município. A prefeita já é alvo, inclusive, de uma CPI que investiga irregularidades no setor.

“Ninguém mais nasce em Rosário desde 2013, depois que a gestão municipal proibiu a realização de partos e cirurgias em geral. Toda semana as mães rosarienses vivem uma verdadeira odisseia”, desabafou.

VEJA TAMBÉM:
Vereador retira assinatura da CPI, mas se diz favorável às investigações
Após CPI da Saúde, prefeita de Rosário tenta impedir investigações
CPI da Saúde em Rosário não tem previsão para iniciar investigações
CPI irá apurar irregularidades na saúde em Rosário

Ao defender a retomada das obras do Hospital Regional de Rosário, o gestor Regional de Saúde, afirmou que a construção da unidade seria a única forma de Rosário deixar de ‘exportar’ seus nativos para cidades vizinhas.

“Precisamos unir forças para que a obra de construção do Hospital Regional de Rosário se torne uma realidade, pois só assim o município vai deixar de exportar seus nativos para cidades vizinhas”, declarou.

ENCAMINHAMENTOS
Ao final da audiência, foram fixados vários encaminhamentos acerca dos problemas discutidos. As principais medidas são: reunião para discutir a estruturação das regionais com Secretaria de Estado da Saúde, Conselho Regional de Saúde, Ministério Público, Defensoria Pública e Associação dos Conselheiros Tutelares; exigência de médico plantonista nas maternidades privadas (vigilância sanitária); realização de concurso público para profissionais da saúde; curso de capacitação em obstetrícia para enfermeiras; capacitação de todas as parteiras do estado do Maranhão; solicitação de Mapeamento de Rede; criação de uma Coordenação de Estatística na Secretaria de Saúde; solicitação de informações sobre o Comitê de Monitoramento de Mortalidade Materno, Infantil e Fetal; reestruturar as maternidades já existentes, com equipamentos, reformas e ampliação das casas de parto; fortalecimento e estímulo do Fórum Perinatal; fortalecimento da Rege Cegonha.

E ainda: capacitação em obstetrícia dos médicos e profissionais que trabalham no interior do estado; cofinanciamento do Estado na Política de Atenção Primária em Saúde (Equipe de Saúde da Família, Equipe Saúde Bucal, Laboratório de Prótese Regional e CEOS); avaliação de cobertura da estratégia da saúde da família e incentivo ao aumento dessa cobertura bem como capacitação da equipe; criação de Grupo de Trabalho Paritário para construção de linha de cuidado e definição de linha de cuidado.

Vereador retira assinatura da CPI, mas se diz favorável às investigações

O vereador Léo Cavalcante (PTB) resolveu retirar sua assinatura em apoio à criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) destinada a investigar irregularidades na Saúde em Rosário. Em contato por telefone com o BLOG, o parlamentar petebista justificou sua decisão, afirmando que o colegiado não pode apurar as irregularidades com base apenas no relatório produzido pelos colegas, após uma inspeção ao Hospital SESP.

ENQUETE:


A CPI da Saúde em Rosário vai punir os culpados ou acabar em pizza?

Punir culpados
Acabar em pizza
Prefiro não opinar

Votar

resultado parcial…



—  Eu retirei minha assinatura porque fiquei surpreso com a decisão de criação da CPI. Embora tenha assinado o pedido, eu não fui comunicado sobre a decisão de criar ou não a comissão. Além disso, não podemos investigar a saúde de Rosário com base apenas no relatório de inspeção no Hospital SESP, até porque pelo que se comenta no município, a própria prefeita resolveu parte de alguns dos problemas constatados na visita —  revelou.

Apesar de ter anunciado a retirada da sua assinatura da proposta de instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), o vereador Léo Cavalcante afirmou ser favorável ao trabalho de investigação, mas ressalta que isso deve ser feito “dentro das novas denúncias que estão sendo publicadas na imprensa”.

VEJA TAMBÉM:
Após CPI da Saúde, prefeita de Rosário tenta impedir investigações
CPI da Saúde em Rosário não tem previsão para iniciar investigações
CPI irá apurar irregularidades na saúde em Rosário

— O presidente da Câmara, Agenor Brandão, precisa se reunir com os vereadores para tratar sobre o assunto. Eu sou a favor das investigações na saúde, mas eu só não quero é fazer parte da CPI. Se for para investigar a saúde, que se investigue dentro das novas denúncias que estão sendo publicadas nos blogs — afirmou.

IRLAHI JÁ FOI PROCESSADA NA CÂMARA
Em 2013, na condição de presidente da Câmara, Léo Cavalcante publicou um decreto de outra CPI que afastou a prefeita Irlahi Linhares, por 90 dias, depois de a peemedebista ter contratado a empresa Moraes e Linhares Ltda, de propriedade do pai dela, para fornecer combustíveis e derivados para todas as secretarias do Município. O contrato era de R$ 919.450,00.

A prefeita retornou no dia seguinte, calçada em liminar judicial assinada pela juíza Rosângela Prazeres, da Comarca de Rosário.

Para a magistrada, a votação no Legislativo – que culminou com o afastamento da peemedebista por 90 dias – foi feita sem que se desse à prefeita o direito de defesa.

“A votação foi realizada sem que a requerente exercesse seu direito constitucional de defesa”, despachou.

SEIS AINDA APOIAM A CPI
Dos dez vereadores que assinaram, quatro já havia declinado da proposta. Dois deles, inclusive, ajudaram a afastar a prefeita no final de junho de 2013. Mesmo com a retirada dos quatro parlamentares, a CPI da Saúde deve continuar sua missão, já que para sua instalação era necessária apenas a assinatura de cinco edis. Do total de dez, seis continuam apoiando as investigações no setor.

IRREGULARIDADES APARECEM          
As irregularidades na saúde de Rosário podem abrir investigação federal e, caso não apure as irregularidades no setor, a Câmara de Vereadores, responsável pela fiscalização dos atos do Executivo, também pode ser arrolada ao processo caso seja negligente em relação às investigações da CPI.

Prefeita Irlahi sumiu com as ambulâncias que prestavam socorro imediato à população da zona rural

Descaso com ambulâncias, supostas irregularidades no atendimento público de emergência, problemas nas estruturas físicas das unidades de saúde; falta de medicamentos, de materiais e ausência de médicos. Esse é o raio x do relatório produzido pela comitiva de vereadores após uma inspeção no Hospital SESP, principal unidade de saúde no município.

Suspeito de homicídio em São José de Ribamar é preso na cidade de Rosário

A polícia de Rosário prendeu uma pessoa suspeita de cometer um crime de homicídio, na cidade de São José de Ribamar, localizada na região metropolitana de São Luís.

O suspeito foi identificado como Ivanilson Santos Abreu. Ele estava escondido em uma casa no povoado Cajazal, zona rural de Rosário. A PM recebeu denúncia ao chegar ao local foi constatada a veracidade dos fatos e ao perceber a presença da guarnição, o suspeito fugiu por um matagal, mas foi detido.

Com Ivanilson foi encontrada uma arma de fogo, tipo espingarda. Ele foi encaminhado para a Delegacia Regional de Rosário, onde os procedimentos legais para o caso foram tomadas.

Políticos do MA recebem R$ 160 mil de aposentadoria parlamentar

O Congresso em Foco divulgou hoje uma lista de todos os deputados (ou ex-deputados) e senadores (ou ex-senadores) que recebem aposentadoria parlamentar.

Na lista do site, há 11 representantes (ou ex-representantes) do Maranhão, entre eles João Castelo, Nan Souza, Jaime Santana, Freitas Diniz e Costa Ferreira.

No total, o contribuinte paga a estes maranhenses, todo mês, mais de R$ 160 mil a título de aposentadoria.

Veja abaixo a lista completa dos maranhenses.

Clique aqui para ver a lista integral do Congresso em Foco e entenda por que essa turma toda recebe o benefício.

João Castelo 28.766,13 PDS-MA
Magno Bacelar 26.740,34 PDT-MA
José Ribamar Machado 17.556,79 PDS-MA
Jayme Santana 17.556,79 PSDB-MA
Costa Ferreira 17.556,79 PSC-MA
Freitas Diniz 13.167,60 PT-MA
Enoc Vieira 13.167,60 PFL-MA
Haroldo Saboia 12.070,29 PT-MA
José Carlos Saboia 9.875,69 PSB-MA
João Rodolfo 8.778,39 PPR-MA
Nan Souza 8.778,39 PFL-MA

Em tempo: Por um descuido, o blog deixou de incluir na lista três representantes do Maranhão. São eles Luis Fernando Freire (R$ 10.972,99), Remi Trinta (R$ 8.778,39) e Wagner Lago (R$ 8.778,39)

Em São Luís, moradores do João Paulo tapam buracos no bairro

Após esperarem por seis anos, os moradores do bairro do João Paulo, em São Luís, decidiram, por conta própria, realizar a recuperação das ruas e avenidas do bairro, que deveriam ser reconstruídas pela Prefeitura da cidade. Os trabalhos, que já começaram a uma semana, estão sendo desenvolvido por toda a comunidade, incluindo moradores e comerciantes que trabalham nas proximidades.

11351294_723117684477149_4476980731339272678_n

Como é o caso do comerciante Cenilson. Ele, que está sendo encarregado em recolher todo o dinheiro da obra orçada em 10 mil reais, diz que é revoltante ter que realizar um serviço que único e exclusivamente da Prefeitura de São Luís. “Não era para fazer isso aqui. Esse é trabalho da Prefeitura, mas a Prefeitura nos abandonou, o poder público nos abandonou”, lamenta o comerciante.

Antes de realizarem as obras, os residentes do bairro ludovicense filmaram a condição precária em que se encontra atualmente o local. Com destaque para a cena de um veículo preso em um dos buracos, situação muito comum na região.

Em nota, a Secretaria de Obras e Serviços Públicos de São Luís informou que está realizando obras de recapeamento e drenagem para resolver os problemas dos buracos nas ruas e avenidas da cidade, e que as obras na rua do bairro do  João Paulo vão começar depois do período das chuvas porque precisa ser feita uma drenagem profunda na rua.

Acusado de mandar matar jornalista Décio Sá é ouvido em São Luís

Glaucio Alencar, acusado de ser o mandante da morte do jornalista Décio Sá, em abril de 2012, foi ouvido na manhã desta sexta-feira (29) na Superintendência de Investigações Criminais (Seic), em São Luís. No local, ele prestou declarações sobre o crime de agiotagem, investigado no Maranhão.

Sem a presença do seu advogado, Glaucio falou sobre os benefícios que recebeu em quatro municípios maranhenses na sala de Comissão de Advogados, que investiga os casos de agiotagem no estado. Segundo a Polícia, a presença de Glaucio na sede da Seic é muito importante porque é um confronto de informações do que já foi investigado, até o momento, em quatro municípios do Maranhão, onde várias pessoas já foram presas.

De acordo com o delegado que preside a Comissão, Roberto Fortes, Glacio foi beneficiado por quatro prefeituras do estado, segundo aponta a investagação. Ele foi favorecido em Dom Pedro, Bacabal, Zé Doca e Marajá do Sena. Ele afirmou que haverá uma acareação para saber mais detalhes sobre a empresa El Berite, beneficiada durante a ex-gestão em Bacabal.

“Após esse interragatório dele nós iremos acareá-lo com o proprietário da empresa El Berite, que foi uma empresa altamente beneficiada durante a ex-gestão em Bacabal. Ela foi beneficiada em uma vultuosa soma em dinheiro sem nenhuma justificativa, sem licitação e sem contrato”, revelou.

Ainda segundo a Polícia, ainda pode acontecer uma acareação entre Glaucio Alencar e o empresário Josival Cavalcante da Silva, mais conhecido como “Pacovan, preso recentemente. As operações contra acorrupção e a agiotagem no Maranhão já atuaram em quatro municípios com prisões de dois prefeitos e quatro ex-prefeitos.

Vereador pede implantação de bibliotecas em terminais de ônibus

O vereador Fábio Câmara (PMDB) está solicitando à Prefeitura Municipal de São Luís (PMSL), por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), a implantação de bibliotecas públicas nos cinco terminais de integração que fazem parte do sistema de transporte da capital maranhense.

Presidente da Comissão de Transportes da Câmara Municipal de São Luís, Fábio Câmara afirma que sua proposta visa promover o hábito da leitura e desenvolvimento da educação através da implantação de bibliotecas públicas nos terminais.

— Encarar fila para pegar ônibus nos terminais de São Luís é sempre uma tarefa árdua.  A demora e a lotação podem não mudar, mas com a implantação das bibliotecas nos terminais, o passageiro teria a chance de aproveitar o caminho para pôr a leitura em dia — ressaltou o peemedebista em sua justificativa.

O pedido do parlamentar, oficializado por meio do Requerimento 235/2015, se encontra em pauta na ordem do dia e será apreciado pelo Plenário da Câmara Municipal de São Luís (CMSL) na próxima segunda-feira, dia 1º junho.

Astro de Ogum, Rose Sales e Fábio Câmara serão homenageados por atuação em São Luís

Os vereadores Astro de Ogum (PMN), Rose Sales (PP) e Fábio Câmara (PMDB) receberão o prêmio de vereadores mais atuantes da atual legislatura concedido pelo Instituto Tiradentes, com sede em Viçosa, Minas Gerais.

A “Medalha Tiradentes – Colar de Ouro” é conferida aos parlamentares mais atuantes do país. A pré-seleção ocorre em toda Região Norte e Nordeste mediante pesquisa de opinião pública realizada, por amostragem, via consultas telefônicas junto aos moradores.

O levantamento realizado entre os dias 20 de abril e 05 de maio deste ano, usou o Sistema Sentio, no qual há o nome de todos os vereadores do município e o cidadão escolhe os que ele considera os mais atuantes pela tecla do telefone.

Com o resultado da pesquisa, os três parlamentares ludocivicenses estão inclusos no rol de homenageados com a Láurea, que será entregue em sessão solene durante 92º Seminário Brasileiro de Prefeitos, Vereadores e Procuradores Jurídicos que será realizado nos dias 12 e 13 de junho, no Auditório do Belém Soft Hotel, na cidade de Belém (PA).

Na consulta espontânea, os vereadores lideram uma lista com mais de 30 nomes. E os percentuais, nesse caso, são elevados. Astro de Ogum aparece com 565 votos; Rose Sales obteve 432 votos e Fábio Câmara recebeu 356 votos.

“Este é um reconhecimento valioso do trabalho que realizamos na Câmara em favor da população de São Luís. É gratificante receber o prêmio que valoriza estas ações. Confesso que tenho muitos objetivos que visam desenvolver nossa cidade e garanto que estou só no começo”, afirmou Astro de Ogum.

O vereador Fábio Câmara destacou a importância do prêmio. “O resultado da pesquisa mostra que estamos no caminho certo. Estou feliz pelo reconhecimento da população quanto à nossa atuação na Câmara. Espero continuar trabalhando no intuito de honrar ainda mais essa conquista”, declarou o peemedebista.

A vereadora Rose Sales também disse estar lisonjeada com o reconhecimento por parte da população. “Tenho procurado trabalhar cumprindo o cronograma de tudo que preguei em campanha, fiscalizando, criando leis e buscando melhorias para atender os anseios da nossa população da melhor forma possível”, revelou a vereadora.

E MAIS:

SISTEMA SENTIO DE PESQUISA

Sentio é um software seguro que realiza pesquisas por telefones, por meio de perguntas junto aos eleitores dos municípios com os nomes de todos os vereadores em ordem alfabética com o seguinte questionamento: “o Instituto Tiradentes esta realizando pesquisa popular para saber qual é o vereador mais atuante da sua cidade”. Ao atender a chamada o cidadão vai ouvir uma mensagem solicitando que ele escolha pela tecla do telefone uma das alternativas mencionadas. Após o procedimento é feita a identificação do parlamentar atuante.

Para realizar a enquete, o Instituto Tiradentes, possui um banco de dado com mais de 120 milhões de telefones de todos Brasil dependendo da quantidade de habitantes de cada cidade probabilidade proporcional ao tamanho – IBGE são sorteados pelo computado setenta a mil e quinhentos números de telefones para fazer parte da pesquisa, objetivo sempre que em diferentes dias e horários da semana, incluindo sábado e o período noturno.

Ex-prefeito de Zé Doca Presta depoimento à Promotoria

O ex-prefeito do município de Zé Doca, a 302 km de São Luís, Raimundo Nonato Sampaio, o Natim, prestou depoimento nesta quarta-feira (27) na 1ª Promotoria de Justiça da Comarca sobre envolvimento com agiotagem durante sua gestão à frente da prefeitura.

Natim negou envolvimento no esquema que era comandado pelo grupo de Gláucio Alencar Pontes Carvalho, um dos suspeitos de ser o mandante da morte do jornalista Décio Sá, e acometeu diversos municípios maranhenses.

Segundo ele, Gláucio Alencar teria doado R$ 100 mil para a sua campanha em 2008, sendo que R$50 mil teriam sido emprestados e o restante seria pago com o fornecimento de merenda escolar ao município. Natim relatou ainda que teria reincidido contrato com a empresa ligada a Gláucio Alencar cerca de um ano depois, pois a qualidade da merenda deixa a desejar.

Raimundo Nonato Sampaio foi preso no dia 5 de maio durante investigações das operações “Morta Viva” e “Marajá”, que investiga crimes de agiotagem nos municípios maranhenses. O ex-prefeito foi liberado após dez dias.

Entenda
As operações “Morta Viva” e “Marajá”, assim como a “Imperador”, são desdobramentos da “Operação Detonando”, realizada em 2012 após o assassinato do jornalista Décio Sá. Na ação, foram presos os empresários Gláucio Alencar e José Miranda, pai e filho acusados de mandar matar o repórter e de comandar um esquema de agiotagem no Estado.

Na época, a polícia descobriu que o que motivou o assassinato foi uma postagem, no “Blog do Décio”, referente à morte do agiota Fábio Brasil, no Piauí. Na operação, foram apreendidos carros de luxo, máquinas pesadas como tratores, documentos e descoberta uma conta com saldo de mais de R$ 5 milhões.

MPF denuncia trânsito de quadriciclos no Parque Nacional dos Lençóis

O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão denunciou à Justiça Federal a circulação de quadriciclos e outros veículos motorizados no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, nas cidades de Barreirinhas e Santo Amaro, no norte maranhense.

Com uma paisagem natural formada por dunas e lagoas cristalinas, o local é um dos principais destinos do ecoturismo no país.

De acordo com o MPF, a ação civil pública, com pedido de liminar, foi ajuizada em desfavor do Município de Barreirinhas, do Departamento de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) e de um empresário, que não teve a identidade revelada.

A medida foi motivada por uma representação do Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade (ICMbio). Segundo o instituto, quadriciclos e outros veículos motorizados foram flagrados circulando na região.

Parque Nacional dos Lençóis fica em Barreirinhas e Santo Amaro

A exploração irregular da atividade turística, que seria realizada por agências de turismo, “gera impactos ambientais graves ao Lençóis e é a atividade constante” e causa “danos de difícil reparação”, aponta o ICMbio.

Na ação, o MPF pede a proibição imediata da circulação dos veículos nas vias urbanas e rurais das duas cidades citadas e que os agentes públicos divulguem a proibição da atividade, além de fiscalizar a prática.

Segundo o órgão ministerial, o Parque Nacional dos Lençóis é uma unidade de conservação federal, criada por decreto e protegida por lei. Não é destinada apenas ao turismo ecológico, mas, também, à proteção de espécies da fauna e da flora.