Isaías Rocha

Compromisso com a verdade, compromisso com você

Isaías Rocha - Compromisso com a verdade, compromisso com você

Corpo de mecânico executado em Vitória do Mearim será exumado

O Ministério Público da cidade de Vitória do Mearim, interior do Maranhão, pediu a exumação do corpo do mecânico Irialdo Batalha, executado na tarde do dia 28 de maio, pelo servidor municipal Luiz Carlos que acompanhava dois policiais militares em uma operação que visava interceptar dois suspeitos de assalto.

O procedimento deve ser feito no começo do mês de julho, assim como a reconstituição do crime porque a dinâmica do crime não pôde ser analisada pela perícia, pois o corpo de Irialdo foi retirado do local pelos indiciados, segundo informou o delegado Guilherme Sousa Filho, da Delegacia de Homicídios.

Os indiciados montaram uma blitz na BR-122, entre Vitória do Mearim e Arari. Irialdo e o amigo Diego Ferreira estavam em uma moto, não pararam na blitz e foram alvejados.Irialdo tinha 34 anos de idade, havia chegado do Pará há um mês e estava prestes a voltar.

No laudo de balística, o médico legista concluiu que Irialdo Batalha foi executado com três tiros, mas a bala que atingiu o mecânico atrás da bacia não foi encontrada na autopsia.

A polícia afirma que as investigações para descobrir onde a bala está não puderam ser concluídas por causa do prazo para conclusão do inquérito, que é de 10 dias.

Prisão e execução
O suspeito de ter executado o mecânico Irialdo Batalha, filmada e divulgada nas redes sociais, foi preso no começo do mês em um quarto alugado no bairro da Forquilha, em São Luís, a 180 quilômetros de Vitória do Mearim, município onde ocorreu o crime.

No vídeo, ele aparece atirando contra a vítima desacordada, junto com dois policiais militares que foram presos. A execução aconteceu em plena luz do dia. Luiz Carlos era funcionário da Prefeitura de Vitória do Mearim e estava cedido à Polícia Militar.

Na época, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão emitiu nota oficial afirmando que a vítima era um assaltante. Ainda de acordo com a nota, houve perseguição e troca de tiros entre os suspeitos e policiais.

Após ver as imagens, o secretário Jefferson Portela e o comandante da PM admitiram que a nota não estava de acordo com os fatos apresentados no vídeo, que repercutiu nas redes sociais.

Mulher é presa por suspeita de agiotagem em Brejo

Uma mulher foi presa nesta terça-feira (23), na cidade de Brejo, interior do Maranhão, com dezenas de cartões de recebimento de benefícios de vários programas sociais do governo como, por exemplo, bolsa família, previdência social e de alguns bancos. Segundo a polícia, a suspeita se apropriava dos cartões como garantia de pagamento de dívidas.

Suspeita de reter cartões de benefícios como garantia de pagamento de dívidas (Foto: Divulgação / SSP-MA)

A prisão ocorreu em cumprimento de mandado de busca domiciliar, emitido após denúncia de uma das vítimas de Francisca. No momento da abordagem a polícia encontrou com Francisca dezenas de carteiras de identidades, cartões de bancos, previdenciários, assistenciais, agendas e cadernos de anotações contábeis.

Ainda de acordo com a denúncia, há casos de pessoas idosas e com saúde debilitada que tinham seus cartões de benefícios retidos, os quais não eram devolvidos.

Segundo o delegado Souza Júnior, responsável pela Delegacia de Brejo, os cartões serviam para que a mulher sacasse o dinheiro e ficasse apenas com o equivalente aos juros sobre o valor da dívida.

A suspeita foi presa em flagrante e autuada  por apropriação indébita e agiotagem.

Roseana refere-se a Luis Fernando como “um erro”

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) não titubeou ontem, em reunião de lideranças do PMDB, ao referir-se ao ex-prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB).

Ela classificou de erro, a escolha por Luis Fernando, para a disputa da eleição para o Governo do Estado em 2014.

“Eu errei ao escolher meu candidato. Achei que fosse o melhor […], mas não esperei que ele me largasse no meio do caminho, como ele me largou, ele  nos largou”, disse.

Luis Fernando desistiu da disputa eleitoral contra o agora aliado Flávio Dino (PCdoB), meses antes do pleito. Para muitos analistas políticos, um ato de covardia, talvez em decorrência da flagrante desvantagem para o comunista.

A declaração de Roseana sobre o novo tucano ainda vai render…

CPI do Sistema Carcerário vista o Maranhão nesta terça-feira

A CPI do Sistema Carcerário Brasileiro da Câmara dos Deputados realizará nesta terça-feira, 23, visita in loco ao sistema prisional maranhense.

– É uma agenda importante, pois o Maranhão faz parte da rota nacional de situação de vulnerabilidade no sistema prisional. […] Nós realizaremos oitivas e visitas no estado. Esta será uma contribuição importante da CPI para o país, pois a partir da realidade do Maranhão e dos dados que iremos colher, poderemos trabalhar para promover mudanças no sistema nacional brasileiro – destacou Eliziane Gama (PPS-MA) que é membro da CPI e autora do Requerimento.

Os parlamentares que integram a CPI farão audiência pública com oitivas e uma visita ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, localizado em São Luís – MA.

A previsão é que os deputados façam a visita no período da manhã de terça-feira(23), e as oitivas à tarde.

UFMA é a terceira universidade mais procurada por candidatos no SISU

De O Imparcial

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) é a terceira instituição mais procurada pelos candidatos. De acordo com os dados do Ministério da Educação (MEC), com 136.480 inscrições, a UFMA ficou atrás apenas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 139.406 e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com 176.285. O curso de medicina, com 185.818 pedidos, lidera o interesse, seguido de direito (128.929) e administração (95.272). O Sistema de Seleção Unificada (SISU) registrou 1.192.622 inscritos nesta segunda edição de 2015. Como cada estudante pôde fazer até duas opções de curso pelo sistema on-line, foram registradas 2.302.722 inscrições.

A UFMA ofertou, nesta segunda edição, 3.338 vagas para o segundo semestre de 2015, sendo 1.742 vagas para o campus São Luís, 436 vagas para o campus Imperatriz, 290 vagas para Pinheiro, 210 para São Bernardo, 170 para o campus Codó, 170 vagas para Chapadinha, 120 para Grajaú, 120 para o campus Bacabal e 80 vagas para o campus Balsas. Entre os mais de 136.480 inscritos, a jovem Laís Silva, de 20 anos, moradora do município de Matões do Norte, a 158 km de São Luís, conta que depois de concorrer por quatro vezes a vagas na Universidade Federal do Maranhão, pelo SISU, enfim realizou seu sonho de entrar para a UFMA. Ela, que vai cursar a faculdade de Letras, com habilitação em Língua Inglesa, conquistou uma das três vagas disponíveis na modalidade ‘pretos e pardos, estudantes de escola pública, com renda familiar menor ou igual a 1,5 salário’.

“Meu maior sonho sempre foi estudar na UFMA. Costumava passar em frente da universidade e imaginar o dia em que seria aprovada para estudar lá… Algo até então distante da realidade em que me encontro. Mas o SISU me proporcionou a oportunidade de realizar este sonho, não consigo descrever a alegria e emoção que senti ao ver que fui aprovada, só tenho a agradecer a Deus por ter me dado tão grande conquista”, relata emocionada.

Inscrições por estado
Em relação ao número de inscrições por estado, o Maranhão também se destaca. O estado aparece entre as 10 unidades da federação com maior número de inscritos no SISU 2015.2. Com as 136.480 inscrições, o Maranhão teve a quinta maior quantidade de candidatos a vagas em universidades federais no segundo semestre de 2015. O Maranhão também é destaque entre os estados de origem dos candidatos a vagas disponíveis no SISU. De acordo com os números do MEC, das 1.192.622 pessoas que se inscreveram na segunda edição do SISU 2015, 60.108 são maranhenses, o que coloca o estado na sétima colocação entre as 27 unidades da federação.

Nacional
Dentre os inscritos, 57% são mulheres. Do total geral, 60% dos candidatos (720.201) têm idade entre 18 e 24 anos. Os estados com maior número de inscritos são Minas Gerais (170.761), Rio de Janeiro (140.788) e São Paulo (125.584).

Nesta edição do Sisu, foram abertas 55.571 vagas. Consideradas as duas edições do ano, são 261.085 em 2015, o que representa acréscimo de 17% em relação às 222.813 oferecidas em 2014. Este ano, o governo federal totaliza 726.640 vagas abertas na educação superior, com todas as edições do SISU, do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e do Programa Universidade para Todos (ProUni).
Por meio do SISU, sistema informatizado do Ministério da Educação, instituições públicas de educação superior oferecem vagas a participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste segundo semestre, puderam concorrer os candidatos que participaram do Enem de 2014 e obtiveram nota na redação que não tenha sido zero.

O resultado desta edição está disponível na página do SISU na internet. As matrículas serão realizadas nos dias 19, 22 e 23 próximos. O prazo para manifestar interesse em integrar a lista de espera termina no dia 26. A convocação, pelas instituições, dos candidatos da lista de espera está prevista para 2 de julho.

 Matrículas suspensas

Em assembleia geral de greve realizada na tarde da última quarta-feira (17), os técnico-administrativos em educação da UFMA, aprovaram por unanimidade a suspensão das matrículas do Sistema de Seleção Unificada (SISU) acompanhando a orientação aprovada no Comando Nacional de Greve – CLG/Fasubra, em Brasília.

Os trabalhadores denunciam as precárias condições que os estudantes aprovados para a UFMA irão encontrar na universidade, depois, principalmente, do corte de verbas realizado pelo Governo Federal no início do ano na ordem de 9 bilhões de reais. A falta de recursos está inviabilizando a manutenção até mesmo de serviços essenciais na universidade, a exemplo da falta de pagamento dos fornecedores de alimentos do restaurante universitário, que pode fechar a qualquer momento.

As matrículas estão suspensas desde ontem e segue na próxima segunda-feira, dia 22, e terça-feira, dia 23, como forma de pressionar o Governo Federal, através do Ministério da Educação – MEC, e Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG, a atender a pauta de reivindicações que se estende desde o ano de 2012. A reposição de 27,3% no piso salarial, a realização de concurso público para preenchimento de todas as vagas em aberto, a devolução e repasse de verbas para a UFMA, além do reposicionamento dos aposentados e pensionistas no Plano de Carreiras da categoria são algumas das principais reivindicações do movimento.

Ao longo dos próximos dias ações sistemáticas de fechamento das bibliotecas da universidade, setores administrativos e Hospital Universitário serão paralisados na tentativa de efetivar o encaminhamento das negociações com o governo, disse Mariano Azevedo, presidente do Sintema.

Os trabalhadores em educação estão buscando diálogo com os estudantes através do Diretório Central de Estudantes – DCE, e com os professores através das entidades representativas (Apruma e Sindufma) no intuito de construir uma greve unificada, e assim, sensibilizar toda a comunidade universitária e a sociedade em geral acerca da problemática que passa o ensino superior do país. “A sociedade precisa entender que nós estamos lutando por todos nós”, disse Jorge Mendes, dirigente sindical e membro do Comando Local de Greve – CLG/Sintema.

Ainda durante a assembleia, durante os informes, foi repassado aos presentes que os professores da UFMA estão em greve desde o dia 10 de junho, e que os trabalhadores do IFMA, campus Maracanã, estão em estado de greve podendo deflagrar o movimento a qualquer momento.

Os membros da mesa disseram que o Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu liminar favorável à Fasubra, abrindo prazo de 10 dias para que o MEC e MPOG, se manifestem sobre a greve dos trabalhadores em educação de todo o país. A pressão é para que o Governo negocie de fato e encaminhe as demandas debatidas exaustivamente ao longo de anos na mesa de negociação da categoria com o MEC.

No Coroadinho 65% dos jovens estão envolvidos em crimes, diz pesquisa

o Coroadinho, a quarta maior favela do país e a primeira do Norte e Nordeste – segundo o último censo realizado pelo Instituto Brasileiro e Geografia e Estatística (IBGE) – pelo menos 65% dos jovens estão envolvidos em crimes ou consomem algum tipo de droga, enquanto 70% das famílias ganham menos de um salário mínimo, hoje, cotado no valor de R$ 788.

Os dados fazem parte de uma pesquisa realizada pela ONG Instituto Cidadania Ativa. O estudo traçou o perfil da região, em relação à violência social, com ajuda de dados sociais: informações recebidas por denúncias anônimas e entrevistas com famílias moradoras do bairro.

“A partir de um momento que você tem um jovem que é criado em família que ganha menos de um salário mínimo, que não tem uma boa escola, uma boa alimentação, ele é uma mão de obra de fácil captação para o mundo do crime”, afirmou Maurício Miguel, presidente da ONG.

Para o juiz Roberto de Paula, que trabalhou 17 anos na Vara de Execuções Penais, as facções criminosas, que se organizaram dentro dos presídios, avançaram para os bairros e aumentaram os índices de criminalidade em São Luís.

Além da violência, o Coroadinho sofre com a ausência do poder público e isso contribuiu para que que as facções tomassem uma dimensão expressiva.  O juiz diz que estudos mostram diminuição da criminalidade nas comunidades onde há investimento em saúde, trabalho, infraestrutura, moradia, educação e saneamento básico.

“Não se combate violência só com repressão. É preciso que haja inclusão social. Na hora que o estado intervém, tanto com as forças de segurança como com as políticas de inclusão social, todos os estudos demonstram isso, consequentemente se diminui a violência”, observou.

Entenda o caso
A guerra entre facções rivais pelo controle do tráfico de drogas resultou em oito mortes em 16 dias, média de uma vítima dos criminosos a cada dois dias. Os casos mais recentes envolvem a morte de um comerciante e três suspeitos de envolvimento no crime organizado.

Além disso, mais de 50 famílias foram expulsas de casa por traficantes que comandam o crime na região do Coroadinho. Nesta quarta-feira (17), a polícia realizou uma operação de ocupação no bairro para garantir que novos casos não fossem registrados.

Empresa que aluga veículos para Câmara de Bacabeira tem endereço em fazenda

Do blog da Dalvana Mendes

Em 2013, a Câmara Municipal de Bacabeira desembolsou R$ 72.900 (setenta e dois mil e novecentos) para o aluguel de carros [não se sabe quantos] que deveria ser utilizados por membros da Mesa Diretora ou destinados para as diretorias e setores administrativos da Casa Legislativa. O contrato firmado com a empresa Mult Serviços e Construções Ltda, foi homologado no dia 13 de fevereiro daquele ano. A escolha da empresa foi feita por meio de carta convite, segundo consta na prestação de contas do chefe do Legislativo, vereador Antônio Romualdo Barbosa Oliveira (PTB), apresentada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Na busca pela locadora, o BLOG descobriu que a empresa que aluga os veículos para a Câmara bacabeirense tem endereço fornecido à Receita Federal numa fazenda, localizada na Estrada de Santa Maria, bairro Santa Maria, no município maranhense de Matinha. Durante uma visita in loco não conseguimos obter informações sobre os veículos, no local flagramos apenas vacas e outros animais, algo que é no mínimo inusitado.

Prestação de contas da Câmara de Bacabeira mostra contratos com locação de veículo

Mesmo sem possuir sede, veículos e funcionários, a ‘locadora’ conseguiu abocanhar o contrato com o Legislativo de Bacabeira. Não se sabe quais são esses veículos e onde eles estão. Mesmo assim, além dos gastos com os automóveis locados, a Câmara informou ao TCE uma grande despesa com combustível no valor de R$ 75.000,00 pagos à empresa ‘E Mello’, conforme documentos da prestação de contas.

combustivel

ORÇAMENTO DE R$ 1 MILHÃO
Bacabeira é um município com uma população de 16.276, segundo Censo 2014. A cidade conta com nove vereadores e as sessões acontecem apenas uma vez por semana, geralmente às sextas-feiras. Cada um dos vereadores pode custar ao contribuinte mais de R$ 5 mil por mês.

bacab

O salário dos edis é de R$ 6 mil, mas quem participa de Mesa Diretora ganha um pouco mais. O orçamento da Casa no exercício de 2013 foi fixado em R$ 1.825.793,00 (hum milhão oitocentos e vinte e cinco mil, setecentos e noventa e três reais). A execução da despesa atingiu o montante de 1.825.788,00 (hum milhão oitocentos e vinte e cinco mil, setecentos e oitenta e oito reais), segundo documentos obtidos junto ao TCE.

E MAIS
Apesar de declarar despesa de R$ 72.900 com locação de automóveis, o BLOG apurou que só agora a Câmara de Bacabeira adquiriu um veículo com 7 lugares, para uso de seus membros. No entanto, até ontem, o automóvel ainda não havia chegado à sede do legislativo da cidade.

Resolução do TSE tira Venancinho da disputa eleitoral em Bacabeira

FALTA LEITURA 
O pessoal que insiste em colocar certos nomes como candidatos a prefeito de Bacabeira precisa ler a decisão do TSE no processo 401-37.2014.6.06.0000. Nele, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu o que deixa um ex-prefeito inelegível.

NÃO ADIANTA   
O novo entendimento do TSE é de que basta ter uma conta rejeitada pelo Tribunal de Contas do Estado para ficar inelegível, impedido de concorrer. Mesmo que a conta seja aprovada depois pelo julgamento político da Câmara.

BARRADOS NO BAILE   
Em Bacabeira, tanto o atual prefeito Alan Linhares (PTB) quanto ex-prefeito José Venâncio, o Venancinho (DEM) são inelegíveis nas eleições de 2016. Para ficar claro: nenhum dos dois pode concorrer no ano que vem e serão barrados pelo TSE.

Prefeito de Bacabeira é acusado deixar de fornecer medicamentos para pacientes

A promotora de justiça Maria Cristina Lima Lobato Murillo, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Rosário, quer dar um basta no fornecimento irregular de medicamentos aos portadores de deficiência no município de Bacabeira. Para tanto, encaminhou Recomendação ao prefeito Alan Linhares (PTB), para que adote providências imediatas para o restabelecimento da distribuição de medicamentos.

MP cobra regularidade na distribuição de medicamentos em Bacabeira

Segundo denúncias da Associação de Pais, Amigos e Deficientes ao Ministério Público, além dos medicamentos, a prefeitura bacabeirense também não estaria procedendo a distribuição de órteses e cadeira de rodas.

No ofício em anexo, a promotora afirma que resolveu buscar uma solução sem a necessidade de ajuizamento de demanda judicial.

“Visando a solução mais célere do presente imbróglio e assim melhor atender a população de Bacabeira, sem a necessidade de ajuizamento de demanda judicial, sirvo-me do presente para requerer que Vossa Senhoria sane os referidos”, informa trecho do documento.

Relação dos protadores de deficiência que deveriam receber o medicamento

Moradores de bairro em São Luís deixam suas casas após ameaças

Moradores do bairro do Coroadinho, um dos mais violentos de São Luís, foram obrigados a abandonar as casas por causa da ameaça de traficantes. Pelo menos 50 famílias já deixaram os imóveis.

Os moradores pediram apoio da polícia para fazer a mudança em segurança. O reforço policial veio depois que moradores denunciaram que estavam sendo expulsos por criminosos que comandam o tráfico na região.

As famílias usaram carros e caminhões para retirar seus pertences. Teve família que recorreu às carroças. Baldes e caixa d´água foram improvisados para levar roupas e comida. Algumas casas já foram colocadas à venda.

Fotos feitas pela polícia mostram bandidos armados monitorando o movimento no bairro. Segundo a Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), esta semana um comerciante foi assassinado por traficantes só porque conversou com policiais.

“O silêncio é nosso maior inimigo. Porque se nós tivermos o apoio da comunidade fazendo as denúncias anônimas fidedignas que nós possamos correr atrás e termos o resultado positivo, obviamente a comunidade vai ter muito mais tranquilidade”, disse o major Gehringer Ferreira.

Os moradores que ficaram estão assustados. “Nós estamos com medo, mas o que a gente pode fazer? A gente não tem lugar para ir… Protegendo nós, só Deus”, disse um dos moradores que não quis se identificar.