Isaías Rocha

Compromisso com a verdade, compromisso com você

Isaías Rocha - Compromisso com a verdade, compromisso com você

Com apoio de Marquinhos, Arraiá na Vila se destaca com um dos melhores de São Luís

A temporada junina em São Luís contou com uma das mais tradicionais festas típicas do município, o Arraiá da Vila. Em 2017, o evento que é uma realização do Centro Social Das Donas de Casa da Vila Luizão (Censodoca), chegou a sua 5ª edição e recebeu um público estimado de mais de 14 mil pessoas, durante os três dias de programação.

O Arraiá da Vila é uma festa solidária, que é organizado com apoio da Prefeitura de São Luís e do vereador Antônio Marcos Silva, o Marquinhos (DEM), aconteceu nos dias 22,23 e 24 de junho, na Avenida João Alberto, Vila Luizão, bairro da grande região Turu, reunindo as melhores atrações da cultura maranhense.

Neste ano a festa ficou maior e melhor, tanto na duração, quanto nas atrações. A festança junina contou com todos os ritmos e sotaques do folclore maranhense como: Boi de Morros, Brilho da Ilha, Pirilampo, Nina Rodrigues, Boi de Axixá, Boi da Maioba e Encanto do Olho D’água deram um tom especial ao evento, além, de quadrilhas, cacurias, danças portuguesas, boiadeiro e country.

“O saldo do evento não podia ser melhor”, comemorou o vereador Marquinhos. Segundo o parlamentar, o resultado da festa foi muito positivo, tanto pelo grande número de pessoas quanto pelo sucesso obtido pelas pessoas que tiveram oportunidade de ganhar uma renda extra com a venda de comidas típicas.

“O clima ajudou, o público compareceu, as pessoas se esmeraram e a atrações agradaram. Só temos a agradecer a comunidade, aos parceiros que nos ajudaram a fazer desta edição uma das melhores da história do Arraiá da Vila”, enfatizou Marquinhos.

A alegria era visível no rosto das pessoas que prestigiaram os três dias de festa. A dona Ana Teresa, moradora da Vila Luizão, disse que esperou o ano inteiro para viver esse momento. “Eu espero o ano inteiro para viver esse momento, e não vou para outro lugar, fico aqui, prestigiando o arraial do meu bairro”, declarou.

Na opinião do senhor Antônio de Jesus, o Censodoca e o vereador Marquinhos estão de parabéns pelo evento, pois a grande região Turu se sente privilegiada com o esplendor que é o Arraial na Vila.

A crítica especializada no segmento elogiou o arraial e parabenizou a iniciativa do vereador Marquinhos em valorizar cultura, apoiando eventos dessa natureza em sua região. Formada por jornalistas, radialistas e promotores culturais, a crítica especializada, elegeu o Arraial na Vila, como um dos melhores da capital maranhense, por sua diversidade, organização, estrutura e participação popular.

“Eu sei a importância da cultura de nossa gente, sei o quanto as brincadeiras lutam para fazerem parte do São João, por isso sempre apoio essa iniciativa”, afirmou Marquinhos ao se referir sobre as brincadeiras folclóricas do estado que abrilhantaram o evento.

“Para mim, é um orgulho muito grande apoiar a realização desse evento, um evento que une famílias e proporciona a nossa gente, alegria e a felicidade de contemplar o melhor da nossa cultura: com conforto, segurança, dignidade e respeito a nossa gente”, concluiu o parlamentar.

Temer ignora Dino escolhe Raquel Dodge para a PGR

De O Globo

(Foto: Jorge William / Agência O Globo)

O presidente Michel Temer escolheu Raquel Dodge para ocupar o posto de procuradora-geral da República. Primeira mulher a ocupar o cargo, ela sucederá Rodrigo Janot, que na segunda-feira denunciou Temer por corrupção passiva.

Raquel era considerada a candidata preferida de caciques do PMDB, partido do presidente, entre eles José Sarney. Ela ficou em segundo lugar na lista tríplice elaborada por integrantes do Ministério Público Federal.

O porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, anunciou a escolha e exaltou o fato de Raquel ser a primeira mulher a ser nomeada PGR.

— O presidente escolheu na noite de hoje a subprocuradora geral da república, doutora Raquel Elias Dodge, para o cargo de procuradora geral da República. A doutora Raquel Dodge é a primeira mulher a ser nomeada para a procuradoria — disse o porta-voz.

Vereadores buscam apoio dos deputados para modificar projeto de viaduto em Bacabeira

Os vereadores de Bacabeira acompanharam na última segunda-feira (26), a vistoria feita pela Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara Federal às obras de duplicação da BR-135. Estiveram presentes, o presidente da Câmara, vereador Elias Teixeira Lima (Tchabal / PROS), o vice-presidente Dino Neto (PPS), Magno Guimarães (PPS), Ademir Cantanhede (PMDB), Joaquim Lopes (Meu Povo / DEM), Vanderlan Mendes (PSC), Vilmar Fernando (IDEM) e Kellyane Calvet (PMB).

Na visita, vereadores e deputados atestaram que as obras não avançam e cobraram da Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) mais celeridade na conclusão das obras.

“Infelizmente constatamos que obra está no mesmo ponto em que estava em dezembro de 2016. É um absurdo o que está sendo feito com os maranhenses. Aqui já foram gastos R$ 500 milhões e a obra praticamente está paralisada. É bom que se diga que a culpa não é dos políticos do Maranhão, a culpa é do DNIT e do consorcio SERVENG/ATERPA. Nós vamos apresentar o nosso relatório à Comissão de Fiscalização da Câmara e mostrar que R$ 500 milhões do erário público federal estão indo pelo ralo, pois parte do trecho que já foi duplicado está rachando”, afirmou o deputado Hildo Rocha.

Após a visita, os deputados foram ao prédio da Câmara Municipal para uma reunião com os parlamentares, a fim de discutir e viabilizar possíveis alterações no projeto do viaduto da sede do município e a localização adequada de retornos no perímetro que corta a cidade. Os deputados estaduais, Fábio Braga (SD) – presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Assembleia e Wellington do Curso (PP) também participaram da reunião.

Os vereadores informaram que o projeto da obra de duplicação da BR – 135 nunca foi debatido com os moradores do município e sequer com os vereadores. Diante disso, ficou agendado uma reunião com o DNIT para próxima segunda-feira, as 9h, entre vereadores, deputados estaduais e o superintendente regional do DNIT, Gerardo de Freitas Fernandes, que assegurou de imediato as alterações no projeto.

O presidente da casa, vereador Elias Teixeira Lima (Tchabal / PROS) falou sobre a ida dos deputados a Câmara. “Nós articulamos esta reunião com o objetivo de somarmos forças para viabilizar as modificações no projeto, principalmente sobre o viaduto, que hoje, além de prejudicar a visibilidade, divide ao meio nossa querida cidade”, disse Tchabal.

Delegado, policiais e advogado são presos suspeitos de corrupção

Uma equipe inteira da Polícia Civil e mais um advogado foram presos na manhã desta quarta-feira (28), em Açailândia, distante 550 km de São Luís, por integrarem uma quadrilha que usava a própria delegacia da cidade (1º DP) como local para negociatas, de acordo com o delegado geral de Polícia Civil do Maranhão, Lawrence Melo. Pelo menos quatro casos estão sendo investigados.

O delegado Thiago Philipini, o investigador Glauber Santos da Costa, a escrivã Sylvia Helena Alves, o carcereiro Mauricélio da Costa Silva e o advogado Eric Nascimento Carosi foram presos preventivamente na própria cidade onde trabalhavam e encaminhados para São Luís no fim desta manhã por meio de um helicóptero policial do Centro Tático Aéreo (CTA).

“Uma investigação conduzida pela Superintendência Estadual de Combate a Corrupção, vinculada à Polícia Civil, teve início a partir de denúncias realizadas no Ministério Público em Açailândia sob a conduta de policiais civis com a participação de um advogado formando uma verdadeira organização criminosa, que buscava desvirtuar todas as obrigações legais que aquela equipe deveria estar praticando”, disse o delegado geral.

De acordo com as investigações, eles negociavam com as pessoas conduzidas à delegacia em vez de iniciarem o procedimento legal. A negociação tinha por objetivo a liberação dos detidos mediante pagamento de propina que variava de acordo com o crime cometido. Em outros casos, de acordo com o Ministério Público, “a prisão em flagrante era forjada pelos envolvidos”.

“Foram reiteradas situações e algumas já estão formalizadas com provas testemunhais e materiais. O valor exigido pela organização criminosa dependia da gravidade do delito, mas não tem como informar ainda um valor preciso”, declarou o delegado geral.

Em um dos casos, Lawrence Melo revelou que o delegado preso chegou a retirar o que já havia sido inserido no sistema da Polícia Civil, mas as alterações ficaram registradas e serviram para comprovar as ações suspeitas do grupo.

Eles devem responder por concussão (crime praticado por funcionário público que busca vantagens pra si e para outros), corrupção passiva e organização criminosa.

Denúncia contra secretário gera demissão e revela sonegação de R$ 200 milhões na Semfaz

Documentos que revelaram “baixas-indevidas” de débitos tributários de empresas ligadas ao secretário Lula Filho, do sistema de arrecadação fiscal da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz) causou, essa semana, um reboliço na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), na Câmara Municipal de São Luís e na opinião pública, ao ponto do chefe do executivo pedir que o auxiliar antecipe suas férias para evitar um desgaste maior ao governo.

Segundo as denúncias obtido pelo BLOG DA DALVANA MENDES , as dívidas tributárias “baixadas” –– referentes ao período de janeiro de 2012 a maio de 2017 –– eram de duas empresas: a Sucesso Assessoria e Marketing Esportivo e o Instituto de Desenvolvimento Profissional e Pessoal – ME. A primeira possuía débitos que variavam entre R$ 1,5 mil à R$ 1,9 mil. Enquanto os débitos da segunda eram entre R$ 8,3 mil à R$ 9,5 mil.

As denúncias vieram à tona na última segunda-feira (26), mas até o momento o prefeito Edivaldo Júnior não se pronunciou sobre o assunto. Embora não tenha tomado medidas em relação as suspeitas que envolve seu principal secretário, o blog apurou que a gravidade do caso provocou a demissão de dois funcionários por suspeitas de vazamentos dos documentos: um que estava lotado na Semfaz e outro que trabalhava na (CTA) Centro de Tecnologia Avançada, empresa responsável pela terceirização do sigilo fiscal.


ROMBO POR DÍVIDAS NÃO COBRADAS
Os débitos fiscais das duas firmas com a administração pública — da qual o secretário Lula Filho faz parte — estariam somando mais de R$ 10 mil. De acordo com informações obtidas com exclusividade pelo blog, em função dessa denúncia, foi constatado que desde 2012, a terceirização do sigilo fiscal dos contribuintes ludovicenses vem provocando uma sonegação fiscal que ultrapassam os R$ 200 milhões. Isso ocorre, segundo as informações, devido ao fato da empresa que gerencia e controla a arrecadação do ISSQN, exercer atribuições exclusivas da administração pública, como por exemplo, o lançamento, exclusão e inclusão de credito tributário.

CASO REINCIDENTE NA CÂMARA
A denúncia sobre irregularidades na terceirização do sigilo fiscal dos contribuintes ludovicenses não é nova. Em maio de 2014, o ex-vereador Fábio Câmara (PMDB) chegou a protocolar, no Ministério Público do Estado (MPE-MA), uma representação contra o prefeito Edivaldo de Holanda Júnior para impedir que a Prefeitura continue terceirizando serviços de exclusividade de funcionários concursados da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz). Além do prefeito, foram alvos da representação os ex-secretários José Mario Bittencourt e Sueli Bedê; e a empresa Desenvolvimento de Sistemas Fiscais (DSF), que era responsável pela terceirização do sigilo fiscal.

Na época, Câmara usou dois dispositivos constitucionais para contestar o contrato e a terceirização do sigilo fiscal dos contribuintes ludovicenses: o Código Tributário Nacional e a própria Constituição Federal.

— O artigo 37 da Constituição determina que as administrações tributárias da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, são atividades essenciais ao fundamento do Estado, devendo ser exercida exclusivamente por servidores de carreira especificas, — diz trecho do documento protocolado na Promotoria da Curadoria de Patrimônio do Estado do Maranhão, órgão vinculado ao Ministério Público.

O tempo passou, e as denúncias envolvendo Lula Filho mostram que o ex-parlamentar peemedebista estava certo ao classificar a terceirização do sigilo fiscal, de “usurpação da função pública”.

Escândalo fiscal de sonegação milionária pode motivar abertura de CPI na Câmara

CPI PARA INVESTIGAR DENÚNCIAS
Desde o início desta semana, os fortes indícios de irregularidades evolvendo as empresas ligadas ao secretário Lula Filho tem sido um dos assuntos mais discutidos ou comentados pelos vereadores nos bastidores da Câmara de São Luís. A possibilidade da oposição pedir a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as irregularidades sobre evasão de receitas na Secretaria Municipal de Fazenda não vem sendo descartada. Talvez seja esse o motivo pela falta de quórum, ao longo da semana, para realizar as sessões ordinárias na Casa desde que o escândalo veio a público. Os detalhes desse e de outros assuntos que envolvem o secretário iremos abordar na próxima matéria.

Festejo Junino de Alcântara atrai público local e turistas

unnamed

Após o sucesso do carnaval e o festejo do Divino, o São João de Alcântara atrai grande público na abertura do Arraial na Praça da Matriz, no Centro histórico da cidade, que começou no último final de semana. A abertura oficial aconteceu no sábado (24) e contou com várias atrações folclóricas, como Balé Junino de infância do Cras, Cacuriá da Vila Airton (composto por crianças e adolescentes), Boizinho Felicidade do Cras (composto por crianças, jovens, adultos e terceira idade), Quadrilha RIR Quem Quer, Dança do Boiadeiro Alegria de Alcântara, Dança Portuguesa Sonho de Portugal e o show de Forró com o cantor Romim Mata, encerrando a primeira noite de Festa Junina.

O festejo junino de Alcântara é realizado pela Secretaria de Cultura e Turismo, com o patrocínio exclusivo da Prefeitura e apoio do Governo do Estado, em parceria com o deputado Othelino Neto. O São João de Todos, na cidade histórica terá seis dias e dezenas de brincadeiras folclóricas locais e da região.

O evento cultural tem atraído tanto o público local, quanto turistas que frequentam a cidade histórica. Para a professora paraense, de 33 anos, a cidade é aconchegante e prazerosa de visitar. “Estou aqui pela oitava vez, sempre trago alguém diferente, este ano trouxe amigos do mestrado da Argentina. Sempre venho no final do ano, este ano vim no período junino e estou adorando. Já estou aqui há três dias e vou passar cinco dias dos meus quinze que me restam. A cidade está limpa, e vi uma diferença em comparação aos anos anteriores” – destacou Maria Tereza Souza Alencar.

Desde sábado (24) a Praça da Matriz tem recebido grande público e inúmeros grupos folclóricos que animam a plateia presente. Além das brincadeiras e danças juninas, a secretaria está preparando para o encerramento, nesta quinta-feira (29), uma programação recheada de atrações; incluído um show de forró, com a banda Farra da Gordinha.

Para a secretária de Cultura e Turismo, toda programação foi montada de acordo a disponibilidade das atrações, mas pensando no gosto dos alcantarenses. “Este arraial 2017 está sendo um São João diferenciado, já que Alcântara nunca teve bandas no festejo junino. Estamos valorizando os grupos culturais de nosso município. O compromisso do prefeito Anderson, em parceria com a secretaria de cultura, é promover alegria e valorizar a cultura alcantarense, gerando renda através do turismo. Esse é o nosso compromisso, e estamos cumprindo passo a passo” – destacou Marcelina Serrão.

Para o prefeito de Alcântara, a cultura do município voltou a ser revitalizada. “Nossos eventos culturais movimentam o turismo local, geram renda e emprego, tanto para empresários de hotelaria e pousadas, quanto para donos de restaurantes e transportes. Só este ano já realizamos três eventos culturais (Carnaval, Festejo do Divino e São João), mostrando nosso compromisso com a cultura local. Além da cultura, estamos trabalhando na saúde, educação, infraestrutura e esporte. Nossa meta é melhorar a vida de nosso povo, e isso estamos fazendo. Este festejo junino é diferente de todos os outros já realizados em Alcântara. Este ano temos bandas, tanto na abertura do arraial, quanto no encerramento” – destacou Anderson Wilker.

Após problema mecânico, ônibus que transportava grupo folclórico deixa feridos na BR 135

Um ônibus que transportava um grupo folclórico do município de Presidente Juscelino para uma apresentação na cidade de Santa Rita saiu da pista e foi parar no meio da vegetação ao lado da estrada, noite desta segunda-feira (26), no Km 60 da BR 135, povoado Rancho Papoco, município de Bacabeira. Segundo testemunhas, o motorista disse que perdeu o controle depois de o veículo ter quebrado a barra de direção.

Screenshot-2017-06-26-at-23.34.21

Conforme a Policia Rodoviária Federal (PRF), o ônibus trafegava sentido Bacabeira/Santa Rita, quando perdeu o controle. Não se sabe quantas pessoas estavam dentro do coletivo, mas algumas delas ficaram feridas e foram atendidas em um hospital do município santa-ritense. Felizmente ninguém morreu. Alguns brincantes tiveram escoriações, mas nenhum com gravidade.

Débitos tributários de empresas ligadas a secretário “desaparecem” da Semfaz

Dívidas fiscais de empresas ligadas ao secretário Municipal de Governo, Lula Fylho, teriam sido ‘baixados’, misteriosamente, dos sistemas computacionais do órgão arrecadador da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), conforme um dossiê ao qual tivemos acesso, obtido com exclusividades pelo blogdodavimax.com.br.

De acordo com as informações, essas “baixas-indevidas” seriam de débitos de natureza tributária (IPTU, ISS, Alvará, ITBI, dentre outros) que tem o sigilo fiscal terceirizado. O caso pode ser apenas a ponta do iceberg de várias denúncias que envolvem o secretário número 1 do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

A reportagem apurou que as dívidas tributárias “baixadas”, referentes ao período de janeiro de 2012 a maio de 2017, eram de duas empresas: Sucesso Assessoria e Marketing Esportivo Ltda. – Por Acaso Grill; e do Instituto de Desenvolvimento Profissional e Pessoal – ME, cujo nome de fantasia é Fator e – Consultoria, Planej e Treinamento Empresarial. A primeira possuía débitos que variavam entre R$ 1,5 mil à R$ 1,9 mil. Enquanto os débitos da segunda eram entre R$ 8,3 mil à R$ 9,5 mil.

 

A sócia de Lula Fylho, no “Por Acaso Grill”, é sua esposa, Janaina Falcão Bastos Lula, que é diretora da Escola de Governo do Maranhão (EGMA). Ela, por sua vez, tinha participação no Instituto de Desenvolvimento Profissional. As dívidas das duas firmas com a administração pública — da qual o secretário faz parte — somavam mais de R$ 10 mil, porém, desapareceram misteriosamente do sistema tributário do fisco municipal.

 

SIGILO FISCAL É TERCEIRIZADO

A terceirização dos sistemas de arrecadação tributária na Semfaz, segundo as denúncias, ocorre desde 2011. Nessa época, a Prefeitura de São Luís havia celebrado contrato com uma empresa de São Paulo e tirou dos auditores fiscais a tarefa de cobrança de impostos, aplicação de multas, dentre outros. Desde então, o sigilo fiscal de todos os contribuintes da capital, pessoa física ou jurídica, é de responsabilidades de empresas terceirizadas.

Atualmente quem cuida do serviço é uma empresa maranhense ligada ao ex-secretário Raimundo Rodrigues que, segundo as denúncias, passou a gerenciar e controlar a arrecadação do ISSQN, bem como exercer atribuições exclusivas da administração pública, como por exemplo, o lançamento, exclusão e inclusão de credito tributário.

DÍVIDA IMPEDE EMISSÃO DE CERTIDÃO

Mesmo com os débitos baixados, as empresas ligadas a Lula Fylho continuam inadimplentes com o pagamento de taxas estão com seus nomes incluídos no cadastro de negativação da Semfaz. Isso ficou constatado depois que o blog tentou obter a comprovação de regularidade das firmas com a fazenda, mas a negativação impossibilitou a emissão da Certidão Negativa de Débitos, emitida pelo próprio órgão, conforme documentos em anexo.

E MAIS:

Além desses indícios de irregularidades evolvendo as empresas ligadas ao secretário Municipal de Governo, outro dado que chamou atenção foi um contrato assinado por ele com entidade presidida pela dirigente da Academia Pinheirense de Letras, mas esse já é um assunto para a próxima matéria.

LDO deve receber emendas de vereadores até a próxima semana

Os vereadores de São Luís têm até a próxima segunda-feira, 26, para apresentação de emendas ao texto original do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO). O plenário da Câmara Municipal realizou na última quinta-feira, 21, audiência pública para discutir a proposta encaminhada ao Legislativo pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). A matéria deve ser apreciada e votada até o dia 12 de julho, quando os parlamentares entram recesso.

A explanação da LDO foi feita pelo secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan), José Cursino Raposo, que detalhou sobre as prioridades da LDO, ou o que merece atenção do Executivo Municipal para o ano seguinte.

Também explicou sobre os anexos que devem estar presentes na LDO como as metas anuais, que tratam das despesas, resultado primário (não gastar mais do que se recebe) e nominal, e o montante da dívida, avaliação do cumprimento das metas fiscais do ano anterior, incluindo exercícios anteriores, a evolução do patrimônio líquido, margem de expansão das despesas obrigatórias de caráter continuado, dentre outras informações.

Governo informa falsa condição de praias em São Luís

De O ESTADO

O Governo do Estado está informando de forma errada as condições de balneabilidade das praias da Região Metropolitana de São Luís. Em pelo menos um trecho não é permitido o banho das pessoas, de acordo com as análises feitas pelo próprio governo, contudo há uma placa informando que o local é livre para os banhistas, situação essa que oferece riscos para a saúde dos frequentadores.

O trecho em questão localiza-se na Praia da Ponta d’Areia, na capital. De acordo com o último laudo técnico elaborado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), e divulgado na quinta-feira, dia 22, o trecho localizado em frente à Praça de Apoio aos Banhistas está impróprio para o banho.

No entanto, O Estado esteve no local na manhã de ontem e registrou a presença de uma placa no trecho, com a informação de que o espaço estava liberado para o banho, quando na verdade está impróprio. Ainda ontem, várias pessoas aproveitaram o perigo para banhar na praia, alheias ao risco a que estavam se submetendo. O laudo da Sema atesta que, dos seis pontos monitorados ao longo dessa praia, nenhum está próprio para o banho por causa da alta concentração de esgoto na água.

E é justamente esse esgoto que é alvo de reclamação dos comerciantes que trabalham no local. Eles alegam que frequentemente o esgoto estoura no local e a água poluída corre a céu aberto em direção ao mar.

Raimundo José Campos trabalha na região há vários anos e afirmou que esse problema persiste e até o momento nada foi feito para solucioná-lo. “Quando estoura, o esgoto corre a céu aberto, principalmente quando chove. Já falamos várias vezes com a Caema sobre essa situação e até agora ela não foi resolvida”, reclamou o comerciante.

De acordo com o último laudo divulgado pelo governo, dos 21 trechos que estão sendo monitorados ao longo da orla da Região Metropolitana de São Luís, apenas dois estão próprios para o banho: um localizado na Praia do Meio e o outro na do Araçagi. Todos os outros 19 estão impróprios.

Laudos
As amostras de água são colhidas regularmente em situação de maré baixa e na isóbata de 1m. O monitoramento obedece aos padrões fixados na Resolução do Conselho Estadual de Meio Ambiente (Conama) nº 274/00, segundo a qual, as águas das praias serão consideradas próprias, quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras, obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, e colhidas no mesmo local, houver no máximo 100 enterococos/100 mL (NMP – Número Mais Provável). As águas das praias serão consideradas impróprias, quando não atenderem aos critérios anteriores, ou quando o valor obtido na última amostragem for superior a 400 enterococos/100 mL (NMP).

Outro lado
O Governo do Estado foi procurado pela reportagem para se posicionar sobre a situação observada na Praia da Ponta d’Areia, mas até o fechamento desta edição nenhuma resposta foi obtida.

Condições de balneabilidade das praias de São Luís

Praia da Ponta d’Areia (ao lado do Forte Santo Antonio) – impróprio

Praia da Ponta d’Areia (atrás do Hotel Praia Mar) – impróprio

Praia da Ponta d’Areia (atrás do Bar do Dodô) – impróprio

Praia da Ponta d’Areia (em frente à Praça de Apoio ao Banhista) – impróprio

Praia da Ponta d’Areia (em frente ao Edifício Herbene Regadas) – impróprio

Praia da Ponta d’Areia (em frente ao Hotel Brisa Mar) – impróprio

Praia de São Marcos (em frente aos Bares Do Chef e Marlene’s) – impróprio

Praia de São Marcos (em frente à Barraca da Marcela) – impróprio

Praia de São Marcos (em frente ao Agrupamento Batalhão do Mar) – impróprio

Praia de São Marcos (em frente ao IPEM e ao Bar Kalamazoo) – impróprio

Praia de São Marcos (Foz do Rio Calhau) – impróprio

Praia do Calhau (à direita da elevatória II da CAEMA) – impróprio

Praia do Calhau (em frente a Pousada Tambaú) – impróprio

Praia do Calhau (em frente ao Bar Malibu) – impróprio

Praia do Olho d’Água (à direita da Elevatória Pimenta I) – impróprio

Praia do Olho d’Água (à direita da Elevatória Iemanjá II) – impróprio

Praia do Meio (em frente ao Bar do Capiau) – próprio

Praia do Meio (em frente ao Bar da Praia) – impróprio

Praia do Araçagi (em frente ao Fatima’s Bar) – próprio

Praia do Araçagi (em frente ao Bar Novo Point) – impróprio

Praia do Araçagi (em frente ao Bar do Isaac) – impróprio