Isaías Rocha

Compromisso com a verdade, compromisso com você

Isaías Rocha - Compromisso com a verdade, compromisso com você

Candidatos registram dinheiro recebido para suas campanhas

De O Estado – Os candidatos ao governo do Maranhão e também ao Senado já começaram a receber doações e repasses de partidos para a campanha eleitoral de 2018. A candidata da coligação “Maranhão quer mais”, Roseana Sarney (MDB), foi a que mais recebeu de seu partido, R$ 8 milhões. Flávio Dino (PCdoB), da coligação “Todos pelo Maranhão” recebeu R$ 4 milhões do diretório de sua legenda e Roberto Rocha (PSDB), da coligação “Coragem e união para fazer um Maranhão melhor” recebeu R$ 1 milhão do diretório tucano.

O limite de gastos para um candidato a governador é de pouco mais de R$ 9 milhões para o primeiro turno. No Maranhão, dos seis candidatos, somente três já receberam dinheiro das direções nacionais de suas legendas para a campanha.

Roseana Sarney recebeu do MDB 87,9% do valor do teto de gastos na campanha. Este, até o momento, é a única verba recebida pela emedebista que não registrou junto a Justiça Eleitoral qualquer doação de pessoa física.

Já Flávio Dino recebeu do PCdoB 43,95% do valor total a ser gasto na campanha para o governo estadual. Esta verba foi acrescida com a doação de R$ 84,8 mil feito por pessoas físicas.

O PSDB enviou para Roberto Rocha somente 10,9% do valor total de gastos para governador. Assim como Roseana, o tucano não recebeu qualquer dinheiro de doação.

Já os candidatos Odívio Neto (PSOL) da coligação “Vamos sem medo de mudar o Maranhão”, Ramon Zapata (PSTU) e Maura Jorge, da coligação “Renovação de verdade” não apresentam qualquer tipo de gasto ou receita para a campanha.

Senado

Na disputa pelas duas vagas ao Senado existem 11 candidatos no Maranhão. Destes, somente quatro já registraram na Justiça Eleitoral recebimento de dinheiro e gastos já feitos durante a campanha, que teve início no último dia 16 de agosto.

Weverton Rocha (PDT), Alexandre Almeida (PSDB), Eliziane Gama (PPS) e Edison Lobão (MDB) registraram o recebimento de dinheiro. O que mais recebeu foi o emedebista Edison Lobão. Ele garante que foram repassados pelo seu partido R$ 2 milhões. Isto representa cerca de 57,1% do limite total de gastos para candidatos a senador que é de R$ 3,5 milhões.

Alexandre Almeida registrou no site da Justiça Eleitoral que já recebeu R$ 706 mil sendo que R$ 500 mil foi do PSDB e R$ 206 mil doação feita por ele mesmo a sua campanha.

O candidato Weverton Rocha também já publicou recebimento de dinheiro para sua campanha. O pedetista diz que R$ 65,5 mil foram repassados a ele. Destes, R$ 20 mil foram de doações de pessoas físicas e R$ 45,5 mil vieram do PDT.

Eliziane Gama recebeu R$ 1,16 milhão até o momento. Todo o dinheiro, que representa 33,14% do total de gastos na campanha para o Senado, foi dado a candidata pelo diretório de seu partido, o PPS.

Mais

Os candidatos ao Senado Sarney Filho (PV), Zé Reinaldo Tavares (PSDB), Iêdo Bruno (PSOL), Saulo Arcângeli (PSTU), Preta Lu (PSTU) e Saulo Pinto (PSOL) e Samoel Campelo (PSL) ainda não registraram recebimento de dinheiro ou gastos de campanha.

Category: Uncategorized

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*