Isaías Rocha

Compromisso com a verdade, compromisso com você

Isaías Rocha - Compromisso com a verdade, compromisso com você

Genival Alves cobra nomeação de aprovados em concurso para suprir déficit de professores na rede municipal

Parlamentar também apresentou emenda modificativa visando mudanças nas eleições de diretores de escolas da capital

Preocupado com o alto índice de evasão escolar em função da falta de professores na rede pública municipal de São Luís, o vereador Genival Alves (PRTB), pediu nesta terça-feira (11), em entrevista ao programa Câmara News, a contratação dos aprovados em concurso para sanar a carência de educadores em sala de aula. O maior déficit é em relação à disciplina de Português.

De acordo com o parlamentar, dados obtidos junto ao Censo Escolar revelaram que 37 mil alunos matriculados na rede pública municipal de São Luís abandonaram a sala de aula por falta de condições para estudar, em 2012. Esse número aumentou nos últimos anos, por conta de falta de professores.

“Desde 2012, os alunos estão abandonando escolas do município. Nesse período já tivemos a perda de muitas crianças por conta do ano letivo, que começou atrasado, déficit de carga horária, falta de professor nas escolas, escolas que tiveram que passar por reformas, demorou muito. É uma situação lastimável”, destacou.

Só para se ter ideia, segundo levantamento realizado pelo vereador, há quatro anos o ano letivo começou com 130 mil alunos matriculados e, depois da constatação dos problemas, o Censo Escolar registrou a permanência de 93 mil estudantes na rede municipal de ensino – cerca de 37 mil alunos a menos.

ELEIÇÕES DE DIRETORES
Em função do déficit de professores, Genival Alves apresentou Emenda Modificativa nº 04/2018, propondo alterações no Art. 26 do Ato das Disposições Transitórias da Lei Orgânica do Município que trata da Eleição Direta de todos os Diretores das Escolas Municipais, através de lista tríplice encaminhada para nomeação do Poder Executivo.

De acordo com o parlamentar, como até a presenta data não houve convocação e nomeação dos concursados, ficaria inviável promover uma eleição na rede municipal com essa insuficiência de professores que poderiam deixar a sala de aula para assumir o comando das escolas municipais.

“Se nós não temos professores nem na sala de aula, por que não foram chamados os concursados, como é que vamos tirar os poucos que ainda estão lecionando para assumirem direção de escolas? Foi com base nisso que resolvemos apresentar uma emenda propondo alterações na Lei Orgânica do Município no dispositivo que trata da Eleição Direta para Diretores das unidades de ensino”, concluiu.

Category: Uncategorized

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*