Isaías Rocha

Compromisso com a verdade, compromisso com você

Isaías Rocha - Compromisso com a verdade, compromisso com você

Sem uso, VLT volta a ser guardado dentro de galpão na BR-135

VLT não está mais exposto às intempéries, ele foi guardado em galpão (Foto: Flora Dolores / O ESTADO)

VLT não está mais exposto às intempéries, ele foi guardado em galpão (Foto: Flora Dolores / O ESTADO)

De O ESTADO – O futuro do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ainda é incerto. Apresentado como uma das soluções para o caótico trânsito de São Luís, o veículo novamente foi depositado dentro do galpão de uma empresa localizada às margens da BR-135.

Em dezembro do ano passado, o veículo foi colocado para fora desse galpão, onde estava guardado até então, e ficou dessa forma por ao longo de vários dias, se deteriorando por causa da ação do sol e chuva. Nessa sexta-feira, dia 27, O Estado esteve no local e constatou que o VLT havia sido colocado novamente para dentro do galpão, longe dos olhos do público.

Funcionamento
Até o momento, o único funcionamento do VLT, além de uma viagem inaugurou de poucos metros que fez assim que desembargou na capital maranhense, foi para dentro e fora dessa galpão às margens da BR-135. A real finalidade dele, que é servir aos usuários de transporte da cidade, ainda não foi cumprida e, até o momento, não há qualquer previsão para isso.

Os novos capítulos sobre a história do VLT na capital maranhense iniciaram ainda em agosto do ano passado, quando a prefeitura conseguiu na Justiça – por meio de decisão expedida pelo juiz titular da 4ª Vara da Fazenda Pública de São Luís, Cícero Dias de Sousa Filho – o direito de que a empresa cearense Bom Sinal Indústria e Comércio, responsável pela fabricação do veículo, arcasse com todos os seus custos de manutenção e conservação, obrigando-se, em especial, ao pagamento da locação do galpão.

A empresa, por sua vez, informou que recorrerá da decisão judicial que a obriga a fazer a guarda a manutenção do veículo. Ela disse também que serão tomadas as medidas legais para a defesa contra qualquer ônus que venha a ser imputado à Bom Sinal, inclusive difamação, uma vez que a empresa não tem qualquer responsabilidade sobre custos de armazenagem e manutenção do VLT.

SAIBA MAIS

Sob grande expectativa, o VLT chegou a São Luís em 5 de setembro de 2012, em meio às comemorações dos 400 anos da cidade. À época, a gestão municipal anunciou a implantação do modelo de transporte como uma das soluções para o deslocamento urbano.

Passados quatro anos e alguns meses, o veículo continua sendo deixado de lado pela administração municipal sem que haja qualquer previsão de quando ele será posto em funcionamento. Prejuízo para os usuários de transporte público da capital maranhense, que pagaram pelo VLT por meio dos impostos, mas tem de conviver diariamente com os velhos problemas do trânsito da cidade.

Category: Uncategorized

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*