Isaías Rocha

Compromisso com a verdade, compromisso com você

Isaías Rocha - Compromisso com a verdade, compromisso com você

Falta de transporte causa evasão em escola municipal de São Luís

A Unidade de Educação Básica (UEB) Nossa Senhora das Mercês, localizada no povoado Jacamin, na zona rural de São Luís, tem capacidade para 200 alunos, mas apenas 85 estão matriculados atualmente. O motivo da sobra de vagas é a falta de transporte escolar, segundo informações do Sindicato dos Professores Municipais de São Luís (Sindeducação).

O sindicato diz que a unidade ainda não tem data para começar as aulas em 2015. No ano passado, a escola fechou o ano com apenas 48 dias letivos. Além disso, alunos de diferentes séries estariam ocupando a mesma sala e dividindo o mesmo professor e conteúdo.

Localizado entre o Estreito dos Coqueiros e a Ilha de São Marcos, a 20 km da capital, o povoado Jacamin tem acesso à ilha por via marítima, o que dificulta o transporte dos estudantes. Para chegar à escola, eles precisam atravessar o estreito e percorrer aproximadamente 10 km por terra.

O sindicato afirma que as lanchas da prefeitura estão encalhadas desde o ano passado e o único ônibus que transporta os alunos até a escola tem capacidade para apenas 16 pessoas. Barqueiros autônomos estão fazendo a travessia a R$ 1,00 por pessoa em canoas que não oferecem requisitos básicos de segurança como colete salva-vidas.

Já os professores reclamam que não dispõem do benefício do “terço de hora atividade” e que não recebem vale transporte. As aulas estão sendo ministradas apenas às segundas, terças e quartas-feiras pela manhã e às terças, quartas e quintas-feiras à tarde.

Além do problemas de transporte, na escola, o bebedouro não funciona, a estrutura da caixa d’água ameaça cair, as janelas são cobertas com palha para proteger as turmas de sol e chuva, há rachaduras e cupim e esgoto a céu aberto, de acordo com o sindicato.

Em nota ao G1, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que a lancha escolar que atende os estudantes teve seu funcionamento interrompido para a troca de cabos. A Semed acrescenta ainda que disponibiliza ao corpo docente discente um ônibus para que eles possam chegar até a escola. Sobre os problemas estruturais na escola exposto pelos na reportagem a Semed afirma que está trabalhando no processo de manutenção e requalificação estrutural das unidades de ensino.

Leia a nota na íntegra
“A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que a lancha escolar que atende aos estudantes da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Nossa Senhora das Mercês teve seu funcionamento temporariamente interrompido para troca de cabos. A Semed esclarece, porém, que mantém um ônibus na ilha à disposição do transporte das crianças e adolescentes e que garante integralmente a chegada destes à sala de aula, e que disponibilizou um veículo para o transporte dos professores até a lancha. A Secretaria reforça que está trabalhando no processo de manutenção e requalificação estrutural das unidades de ensino, que a U.E.B. Nossa Senhora das Mercês receberá os serviços necessários, e que dias letivos perdidos são repostos mediante calendário suplementar elaborado pela Semed após diálogo com a comunidade, professores e gestão escolar”.

Category: Uncategorized

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*