Coordenador do Pacto pela Paz discute enfrentamento à criminalidade em Bacabeira com secretário de Segurança

A pedido da prefeita Fernanda Gonçalo, o coordenador do Pacto pela Paz de Bacabeira, Capitão BM Lucas Lindoso, esteve reunido com o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, na tarde dessa terça-feira (21/01), para discutir o cenário, as ações e os desafios da Segurança Pública no município bacabeirense. A reunião aconteceu na Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, em São Luís.

De acordo com Capitão Lucas Lindoso, que também responde pela Secretaria Municipal de Saúde, o encontro serviu para compartilhar com o secretário estadual a preocupação com a situação da segurança pública em Bacabeira e também apresentou a demanda dos bacabeirenses no enfrentamento à criminalidade.

“A pedido da prefeita Fernanda Gonçalo, estive reunido na tarde de hoje [ontem] com o secretário de Segurança Pública, Dr. Jeferson Portela para tratar de assuntos referentes aos serviços de segurança pública no município de Bacabeira”, destacou o coordenador do Pacto pela Paz de Bacabeira em suas redes sociais.

Luta por melhoria na segurança

Em contato com o blog, Capitão BM, Lucas Lindoso afirmou que sempre lutou por melhoria na segurança da cidade. Ele destacou, por exemplo, que em 2015, quando não estava como secretário da prefeitura ou sequer pensava em assumir a Coordenação do Pacto pela Paz no município, trabalhava para inibir ação de meliantes em comunidades bacabeirenses.

Lembrou que nessa época lutou para que fosse instalado em Peri de Baixo um Posto Móvel Integrado de Segurança Pública. Naquele período, o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, esteve pessoalmente no município para entregar um trailer, equipado com duas viaturas (da Polícia Militar e do Bombeiro), rádios de comunicação, que chegou a funcionar 24h.

A unidade móvel que contava com um efetivo diário de policiais e bombeiros militares tinha o objetivo de realizar um trabalho de parceria e, assim, melhorar o atendimento aos moradores daquela localidade.

Naquele ano, o próprio o secretário Jefferson Portela chegou a afirmar que a iniciativa só foi possível graças ao empenho do Capitão BM, Lucas que já desenvolve ações prevenção à criminalidade através do projeto Bombeiro Mirim que tem o objetivo de salvar jovens das drogas, das ruas, da marginalização e dar novas oportunidades de aprendizagem.

“Sempre defendi políticas de Segurança Pública como uma das prioridades para o município, diante do crescente quadro de criminalidade na cidade. Mas faço isso porque tenho formação na área, pois sou um oficial do Corpo de Bombeiros do Maranhão. Hoje, na condição de secretário municipal, também tenho colaborado com a gestão da prefeita Fernanda Gonçalo visando melhorias neste setor para garantir mais segurança aos cidadãos de Bacabeira”, concluiu.

Rádio pirata opera em Santa Rita usando frequência de emissora que deveria funcionar em São José de Ribamar

Emissora que é controlada por familiares do ex-prefeito de Bacabeira, Alan Linhares, não teria autorização da Anatel e ainda estaria usando frequência de estação em nome de Manoel Ribeiro, de quem o politico bacabeirense foi aliado.

Veículo estaria funcionando ilegalmente

A fiscalização frágil e o método burocrático para fazer denúncias viraram combustível para o enraizamento de rádios piratas no Maranhão, que funcionam sem grandes dificuldades e já são quase maioria no estado. Uma dessas emissoras suspeita de operar na clandestinidade é a Rádio Alegria FM (91.5 MHz), estação com sede em Santa Rita e que sofre influência política do ex-prefeito de Bacabeira, Alan Linhares. A ilegalidade pode causar interferências em outros canais de comunicação, como aeroporto, bombeiros, Samu, polícia e trazer prejuízos ao setor.

Além da fiscalização frágil, outro fator que explica a multiplicação da pirataria está na facilidade para adquirir equipamentos e criar uma estação clandestina. Apesar de a Anatel afirmar que atua contra a comercialização não homologada, esses equipamentos são comercializados sem nenhuma vedação em sites na internet.

A reportagem apurou que a emissora comandada por Alan Linhares não está listada nos bancos de informações de canais da Anatel, agência que fiscaliza e regulamenta a radiodifusão nacional. E o mais grave: a Alegria opera em 91.5 MHz usando a mesma frequência de uma emissora em nome de Manoel Ribeiro, cuja sede fica no bairro Tijupá Queimado, em São José de Ribamar.  O ex-deputado foi aliado politico do ex-prefeito bacabeirense.

Alegria está operando em nome da RA Sistema de Radiodifusão, empresa sem registro em Santa Rita

Desde que a emissora iniciou suas atividades, em janeiro de 2017, surgiram dúvidas sobre a legalidade da estação. Muitos se perguntavam como uma empresa de rádio simples e com parcos recursos financeiros havia sido bem sucedida em um projeto que outros empresários com mais know-how e poder aquisitivo haviam falhado. Tal dúvida levava a outra indagação: – Seria a rádio legal ou pirata?

A resposta, entretanto, veio hoje após um levantamento detalhado junto à Anatel. Conforme o banco de dados da agência que fiscaliza e regulamenta a radiodifusão nacional, apenas três emissoras estão com registros para operar com serviço de radiodifusão em Santa Rita: a Associação dos Amigos de Santa Rita, como rádio comunitária; e duas repetidoras de TV – sendo a Rádio e TV Difusora do Maranhão e a VTV Comunicação Ltda.

 

Alegria durou pouco! Emissora de Alan não consta na Anatel para operar em Santa Rita

Conhecida na região como a “rádio dos Linhares”, a Alegria FM – embora tenha a razão social registrada como Rádio Alegria FM Alegria Comunicações LTDA, também é suspeita de outra grave irregularidade: está registrada em nome de uma empresa que já não está inapta junto à Receita Federal, por omissão de declarações, conforme documento em anexo. Trata-se da RA Sistema de Radiodifusão Ltda. (CNPJ 01.895.225/0001-16), registrada na Rua Nossa Senhora das Graças, nº 52, Tijupá Queimado, em São José de Ribamar.

Mesmo em Santa Rita, frequência 91.5 FM deveria funcionar onde a RA está registrada: em São José de Ribamar

A reportagem apurou que a RA Sistema de Radiodifusão obteve a outorga junto ao Ministério das Comunicações, por meio do processo 9999, cujo número do documento é 1218, datado de 05 de julho de 2002. A autorização de natureza jurídica foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), do dia 10 de julho do mesmo ano. A emissora ribamarense tem registro comercial e deveria opera na frequência 91.5 MHz.

Empresa ‘mantenedora’ da Alegria estaria inapta na Receita por omissão de declarações
Manoel Ribeiro, ex-aliado de Alan, é sócio da RA Sistema de Radiodifusão
Local onde RA Sistema de Radiodifusão está registrada nem de longe lembra a sede de emissora

VEÍCULO PODE SER FECHADO

Por conta de irregularidade, a Alegria que será denunciada ao Ministério das Comunicações e à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), corre o risco de ser fechada pela Policia Federal. A estação registrada como Rádio Alegria FM Comunicações Ltda. (CNPJ 26.927.770/0001-78), funciona na Rua Eber Braga, nº 606, Centro, Santa Rita – MA. A empresa foi criada no dia 23 de janeiro de 2017 e tem no quadro societário duas mulheres: Alecya Fernanda Linhares Moraes Sousa, como sócia-administradora e Alana Caroline Cabral Linhares, como sócio. A empresa que é uma sociedade empresária limitada tem um capital social de R$ 50 mil. Além das graves irregularidades, a rádio também estaria funcionando sem o alvará do município, mas essa é uma pauta para outra matéria.

Registrada em 2017, a Alegria só existe mesmo no papel
Parentes do ex-prefeito de Bacabeira são sócias da rádio ‘fantasma’

OUTRO LADO

A reportagem tentou buscar um contato com a direção da emissora para ouvir sua versão sobre o assunto, mas o site da estação estava fora do ar e não conseguimos localizar ninguém para comentar as denúncias. O espaço está aberto para eventuais questionamentos.

Primeiro bebê nascido em maternidade pública em Bacabeira é uma menina

Ela nasceu no inicio da tarde desta quinta-feira (16), no Hospital e Maternidade – Naila Gonçalo. A mãe da recém-nascida mora no Engenho, Distrito de Peri de Cima

O primeiro bebê nascido numa unidade de saúde público de Bacabeira é uma menina. Ela veio ao mundo no inicio da tarde desta quinta-feira (16), no Hospital e Maternidade – Naila Gonçalo, construída e equipada pela prefeita Fernanda Gonçalo.

Nascida no próprio município, a primeira bacabeirense é Maria Luiza. A criança nasceu com 4,2 quilos e 53 centímetros. A mãe Laurinete Torres Serra mora na comunidade – Engenho, no Distrito de Peri de Cima.

Em entrevista ao blog do jornalista Daniel Mendes, a prefeita Fernanda Gonçalo, que acompanhou os procedimentos, disse que estava feliz com o primeiro parto na unidade de saúde. “Neste momento de muita alegria, temos a honra de apresentar um Hospital e Maternidade pronto para atender nossas gestante que tanto esperavam por esse momento, é a realização de um sonho da nossa população”, enfatizou.

O secretário de Saúde, Capitão Lucas Lindoso, também esteve presente e falou da sobre a importância do novo equipamento de saúde. “O Hospital e Maternidade construído pela prefeita Fernanda [Gonçalo], hoje está funcionando em sua totalidade. Acompanhamos o primeiro de muitos partos que ainda serão realizados”, disse.

Médico cirurgião, o prefeito de Santa Rita, Dr. Hilton Gonçalo, que é esposo da prefeita Fernanda Gonçalo, também acompanhou o parto e atestou a qualidade do atendimento.
Nas redes sociais, a população do município repercute o parto da pequena Maria Luíza e celebra o funcionamento do primeiro Hospital e Maternidade do município.

Presidente do Sindicato dos Pescadores de Bacabeira anuncia filiação ao PSL e declara apoio à reeleição de Fernanda Gonçalo

O suplente de vereador Carlos Torres, presidente do Sindicato dos Pescadores de Bacabeira anunciou, na tarde desta quinta-feira (16), disposição para apoiar à reeleição da prefeita Fernanda Gonçalo, em 2020.

Carlos, que é irmão do vereador José Benedito Torres, o Arrumadinho (PSDB), revelou que também pretende se filiar ao Partido Social Liberal (PSL) e, de olho nas eleições municipais deste ano, destacou que pretende colaborar com as articulações políticas e o trabalho para preparar a legenda visando à corrida eleitoral. O líder dos pescadores deve disputar uma vaga na Câmara Municipal.

Em contato com o editor do blog, Capitão Lucas Lindoso, presidente do partido no município, afirmou que a vinda de Carlos [Torres] para o PSL é resultado de um trabalho feito em grupo.

“Nosso partido tem recebido importantes adesões. Hoje, tivemos o privilegio de receber em nosso quadro de filiados, o presidente do Sindicato dos Pescadores de Bacabeira, o amigo Carlos Torres e toda sua equipe”, revelou.

“O PSL está de portas abertas para receber você que acredita e pode contribuir com o projeto de desenvolvimento e crescimento da nossa querida cidade. Filie-se você também!”, completou o dirigente partidário.

Em 2016, Carlos Torres disputou uma vaga ao legislativo bacabeirense pelo PROS e, apesar da concorrência na pesca e dentro da própria família, foi um dos 16 candidatos mais votados na disputa por uma das 11 vagas na Casa de Leis, com 234 votos.

Duarte Júnior volta a reagir aos ataques e fake news

O deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) reagiu, nas redes sociais a novas tentativas de perseguição por conta da sua decisão de manter a sua pré-canidatura à Prefeitura de São Luís.

Segundo Duarte, desde o início da semana ele tem sido vítima de fake news na tentativa de atingir a sua família, a sua noiva, a ex-presidente do Procon Karen Barros e agora servidores do seu gabinete na Assembleia Legislativa.

“Ainda me impressiono com a maldade e a criatividade de alguns para desinformar as pessoas. Em 3 dias, já atacaram a mim, meu pai, minha noiva e agora os servidores do meu gabinete. A cada nova perseguição, minha vontade de trabalhar pela cidade fica ainda maior”, disse.

Duarte acrescentou que não desistirá de lutar por justiça e por uma política com princípios.

“Posso suportar todas essas fake news, perseguições e agressões durante todo o ano. Não vou desistir jamais de lutar por justiça e por uma política com princípios. Não sou movido por poder ou dinheiro, mas pela possibilidade de garantir direitos!”, acrescentou.

Visita de Madeira a Flávio Dino gera especulações

O ex-juiz federal e pré-candidato a prefeito de São Luís, Carlos Madeira visitou na tarde desta quarta-feira (15), o governador Flávio Dino (PCdoB) no Palácio dos Leões.

Esse foi o primeiro ato de Madeira, após o anúncio, pela manhã, da sua pré-candidatura pelo Solidariedade, partido que é comandado pelo secretário de Indústria e Comércio do Maranhão, Simplício Araújo.

A visita chamou a atenção de todos pelo fato de que, durante o anúncio da sua pré-candidatura, Madeira fazer questão de deixar bem claro que não seria um dos candidatos ligados ao governador Flávio Dino.

“Eu estou acreditando, firmemente, que ele [Simplício Araújo], independentemente de ser secretário de Estado, tenha o comando do partido para não permitir que o partido, eventualmente, deixe de entregar a legenda para que nós possamos ser candidatos. Embora eu tenha um imenso respeito pelo governador Flávio Dino, não me sinto dentro deste arco do governador. E não poderia fazê-lo. O governador Flávio Dino, pelo que eu tenho lido nos jornais, tem um candidato que é do seu partido, o PCdoB”, afirmou Madeira.

Nas redes sociais, o governador Flávio Dino se manifestou após o encontro e deu boas vindas a Madeira na política.

“Hoje recebi a visita do colega de concurso na Justiça Federal, o juiz Madeira. Recentemente aposentado, é agora filiado ao Solidariedade. Bem vindo à Política, ferramenta fundamental para que haja Justiça. Na foto, também está o presidente do Solidariedade, Simplicio Araújo”, afirmou o governador.

Bom, mas para quem não é um dos candidatos do governador Flávio Dino, a visita de Carlos Madeira ao Palácio dos Leões provocou muita especulação em relação à sua postura. E a campanha nem começou ainda….

Vianey terá que normalizar coleta de lixo em Santa Inês

Atendendo ao pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA), o Município de Santa Inês foi condenado, a normalizar, até março, a coleta de lixo urbano, com a devida utilização de veículos específicos e equipamentos de proteção individual (EPI).

A multa por descumprimento é R$ 1 mil diários, até o limite de R$ 100 mil. O montante deve ser transferido ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos.

A determinação judicial é resultado de Ação Civil Pública de obrigação de fazer com pedido de tutela provisória de urgência antecipada, ajuizada em 2016, pelo promotor de justiça Sandro Carvalho Lobato de Carvalho. Proferiu a decisão a juíza Denise Milhomem.

Nos últimos meses de 2016, na gestão do ex-prefeito Ribamar Alves, a coleta foi paralisada e a cidade foi tomada pelo lixo e mau cheiro. Mesmo com a mudança de gestão, na administração da prefeita Vianey Bringel, a paralisação da coleta continuou.

Na sentença, a Justiça destacou que o funcionamento irregular da coleta de resíduos em área urbana causa graves danos ambientais e, por isso, requer uma efetiva atuação dos órgãos competentes.

“A obrigação da coleta do lixo periódica mostra-se necessária para evitar o acúmulo de lixo em estado de putrefação na região e graves consequências não só de ordem ambiental mas também de saúde pública”, lê-se na decisão.

Bacabeira recebe reforço de efetivo policial para combater crimes

Além do reforço policial, operações de segurança também serão intensificadas em todo o município

A Delegacia de Bacabeira recebeu reforço no efetivo. A medida anunciada pelo delegado Edinaldo dos Santos nas redes sociais, atende a uma reivindicação da população bacabeirense junto à Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, visando impedir o avanço no índice de criminalidade na cidade.

Além do reforço policial, o município também será alvo de uma operação integrada que une forças de segurança visando intensificar buscas em todos os bairros e povoados do município.  A operação denominada “Pente Fino” vai unir as Polícias Militar e Civil. A operação que deverá ao longo do mês inclui ações conjuntas desses órgãos de segurança no combate à criminalidade.

REUNIÃO DEFINIU ESTRATÉGIAS

O reforço policial para o município ocorreu uma semana depois da reunião ordinária do Conselho Comunitário de Segurança Pública “Pacto pela Paz”, que tem como coordenador o Capitão BM Lucas Lindoso, que também é secretário Municipal de Saúde.

A reunião que foi proposta pelos moradores do município com o objetivo de discutir um planejamento de segurança e combate à criminalidade na região para o ano de 2020, ocorreu no dia 8 deste mês.

De acordo com Capitão Lucas, a aproximação e a troca de informações com os agentes de segurança pública é a melhor solução para combater a criminalidade na cidade. “Reunimos com o delegado Ednaldo, o tenente-coronel Frank do 27 BP de Rosário e os membros do Pacto pela Paz e solicitamos reforço ao secretário de Segurança do Estado, Jefferson Portela, e fomos prontamente atendidos”, disse.

O coordenador do Pacto pela Paz de Bacabeira disse ainda que essa questão é uma preocupação constante da prefeita Fernanda Gonçalo. Ele também reconheceu a parceira da chefe do executivo municipal no apoio dos órgãos de segurança pública.

“A prefeita Fernanda sempre esteve disposta a colaborar com a segurança. Tanto que sua primeira medida, logo que assumiu a prefeitura, foi enviar à Câmara o Projeto de Lei 007/2017 que cria a Secretaria Municipal de Segurança Cidadã, mas, infelizmente a proposta dependia da aprovação dos vereadores. O importante é que a prefeita fez a parte dela”, completou.

Além de Capitão Lucas, a reunião contou com a presença do delegado da Polícia Civil Ednaldo Santos; do tenente-coronel Frank; da comandante Denise e da Guarda Municipal de Bacabeira. Durante o encontro foram disponibilizados os contatos (98)991060786 / 988005401 para que a população possa solicitar apoio da PM.

O QUE É?   

O Pacto Pela Paz é um programa criado pelo Governo do Maranhão mediante a Lei de nº 10.387 de 21 de dezembro de 2015, cujo objetivo é a promoção da paz social, da cultura dos direitos humanos e do respeito às leis.

O programa é coordenado pela Secretaria Estadual de Segurança e os membros trabalham com políticas públicas eficazes, pois tais resultados contribuem, igualmente, para diminuição da criminalidade.

“Quem tem o apoio do povo não está isolado”, diz Braide

O deputado federal Eduardo Braide, pré-candidato do Podemos à Prefeitura de São Luís, falou ontem (6), abertamente, sobre as críticas que vem recebendo de adversários por, supostamente, estar isolado na sua caminhada rumo às eleições.

Segundo essa tese, o parlamentar não tem interlocução com a classe política.

Ao programa Passando a Limpo, da rádio Nova FM, ele destacou que, como tem apoio do povo, não se pode considerar isolado.

“Essa é uma situação colocada pelos meus adversários no sentido de dizer que estou isolado, que não tenho conversado com ninguém. Em primeiro lugar, quem tem o apoio da população, o apoio do povo, não está isolado de forma alguma. Começa por aí. E é o apoio de quem realmente você precisa ter“, destacou.

Na sequência, comentou que tem conversado com diversos atores da política maranhense, e citou nominalmente o também deputado federal Josimar de Maranhãozinho, presidente estadual do PL no Maranhão, e o PSDB.

“Com certeza o deputado Josimar é uma das pessoas que eu tenho conversado. O deputado dirige hoje o PL aqui no Maranhão e vamos avançar nas conversas no sentido de mostrar que realmente ele e outros atores da política do nosso estado podem estar juntos nessa caminhada rumo à prefeitura de São Luís”, afirmou.

“Todos na disputa”, diz Osmar Filho sobre cenário para as eleições

De O Estado

O atual presidente da Mesa Diretora da Câmara dos Vereadores de São Luís e pré-candidato a prefeito na capital maranhense, Osmar Filho (PDT), admitiu a O Estado que todos os nomes apontados para a sucessão na capital, incluindo o dele próprio, estão em disputa interna para legitimação da candidatura da base de apoio à atual gestão.

Segundo o parlamentar, somente após as pesquisas qualitativas de março deste ano será possível mensurar um nome único para o projeto, ou se serão lançadas duas ou mais candidaturas.

Além de Osmar Filho, são cotados para a disputa eleitoral pelo grupo do governador Flávio Dino (PCdoB) e do atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), o deputado estadual Neto Evangelista (DEM), o deputado federal Bira do Pindaré (PSB) e o atual secretário de Cidades do Estado, Rubens Júnior (PCdoB), este último favorito no caso de uma candidatura uniforme.

Correm por fora neste momento o deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB), Dr. Yglésio (sem partido) e Luís Fernando Silva, que ocupa a função de secretário de Estado de Programas Estratégicos (Sepe).

Questionado sobre um possível acordo entre DEM e PDT para apoio pedetista a uma chapa majoritária de Neto Evangelista em 2020, em contrapartida a um apoio democrata no projeto de candidatura governamental de Weverton Rocha (PDT) em 2022, Osmar Filho disse que, por ora, não há nada fechado. “O que sei é que todos os nomes ainda estão postos sob a mesa e somente a partir de março, após a avaliação das pesquisas qualitativas, será possível chegar a um ou, se for o caso, dois ou mais nomes”, disse o vereador.

Antes da divulgação das primeiras pesquisas sobre a corrida para prefeito, a estratégia da base da gestão atual era legitimar o máximo possível de candidaturas para, desta forma, pulverizar os votos e obrigar a promoção de um segundo turno. Com os percentuais baixos, em especial, de Rubens Júnior nas qualitativas, a ideia mudou e a meta é tentar encontrar um nome de consenso.

Aliados não descartam, por exemplo, a construção de uma chapa entre PCdoB e DEM, com os democratas indicando o nome para vice. Melhor avaliado dentre os governistas em praticamente todas as pesquisas, o deputado Duarte Júnior não goza da simpatia dos membros importantes da sigla, apesar das tentativas de aglutinação do governador Flávio Dino, que recentemente fez elogios à atuação do parlamentar.

Mesmo com a recusa de parte da ala forte comunista, fontes ouvidas por O Estado apontam que Duarte Júnior será candidato em São Luís, com ou sem apoio do PCdoB. Caso isso ocorra, o desafio dos que se opõem à candidatura de Duarte seria migrar uma parte dos votos destinados a ele ao candidato (ou candidatos) da base governista.

De acordo com a última pesquisa DataM, divulgada no fim do ano passado, Eduardo Braide (Podemos) possui 41,6% dos votos estimulados, seguido pela ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (MDB), com 9,9% das intenções. Duarte Júnior aparece na terceira colocação na lista, com 9,7% dos votos. Já Rubens Júnior registrou apenas 0,6% dos votos válidos.

“Está nas mãos de Weverton”, diz Osmar Filho sobre candidatura

O pré-candidato a prefeito de São Luís, Osmar Filho (PDT), afirmou ainda que o seu projeto de se lançar nas próximas eleições para o Executivo depende do senador da República, Weverton Rocha (PDT). Principal dirigente do partido no âmbito estadual, de acordo com Osmar, cabe a Weverton a decisão de lançar a legenda com projeto próprio ou como integrante de chapa com outra sigla.

Segundo Osmar, conversas com o DEM, PSB e PCdoB estão em andamento. “Em breve, deveremos ter uma definição sobre o assunto”, disse. O vereador pedetista sonha com a candidatura, mas admite que o cenário não é dos mais fáceis para ele.

O projeto de Osmar Filho já teve mais força, pela desenvoltura do trabalho realizado pelo parlamentar na Câmara dos Vereadores, especialmente com a nomeação de aprovados no último concurso da Casa. No entanto, o baixo percentual nas qualitativas freou a empolgação de defensores da tese.