Confusão na Câmara de Lago da Pedra

Spread the love

Muita confusão, quebra-quebra, gritaria e força policial na manhã de ontem na Câmara Municipal de Lago da Pedra.

Tudo começou com a eleição da Mesa Diretora, prevista para esta sexta-feira. Cassada por excesso de faltas, a vereadora Wanessa Morais participaria do trâmite, por força de uma decisão judicial de base, não fosse uma liminar que chegou à Mesa Diretora da Casa momentos antes do início da sessão.

A decisão do Tribunal de Justiça, lida pela presidente da Câmara, vereadora Lorena Rodrigues, afastou a parlamentar de suas atividades na Câmara.

Wanessa então teve de se retirar do plenário, para que o seu suplente, vereador Gilberto dos Três Lagos, assumisse mandato e participasse do pleito. Gilberto, no entanto, foi impedido de ter acesso ao plenário, pela oposição, liderada pelo vereador Moisés do Lago Preto.

A confusão somente parou após atuação da Polícia Militar, que chegou a utilizar spray de pimenta na intervenção. A divisão da galeria para o plenário, que era de vidro, acabou sendo derrubada por manifestantes.

Após o quebra-quebra, a oposição se retirou do plenário para inviabilizar a eleição. A presidente da Casa, Lorena Rodrigues, conduziu então a sessão de seu gabinete, e foi reeleita com sete votos.

“Acampada” numa praça pública, a oposição realizou uma eleição paralela e elegeu Moisés do Lago Preto presidente.

A Justiça Estadual deve ser acionada pelas duas bancadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *