Arquivo mensais:março 2019

MPF quer ligação direta entre aeroporto, rodoviária e terminais aquaviários e ferroviário

O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão se reuniu com representantes da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para discutir o recente histórico de problemas relacionados à infraestrutura do Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado e estabelecer um cronograma para as ações voltadas para aprimorar a experiência dos usuários do terminal.

Participaram da reunião, o procurador da República Hilton Araújo de Melo, a superintendente do Aeroporto Marechal Cunha Machado Tayse Brandão Figueredo, o gerente de Gestão Operacional e de Segurança Marcelo Frazão Angelim e o Encarregado de Manutenção Luís Roberto Nogueira. A reunião girou em torno de duas recomendações expedidas pelo MPF, em 28 de janeiro de 2019.

Na ocasião, os representantes da Infraero informaram acerca da correção do sistema de climatização do aeroporto, visto que já tramita processo de contratação visando a aquisição de novas peças para as máquinas que servirão ao saguão do Terminal I, bem como que já foi otimizado o sistema de ar-condicionado na área de embarque. Outro ponto tratado diz respeito à disponibilização de vagas na área externa do aeroporto, com vistas a otimizar as áreas destinadas ao embarque e desembarque de passageiros, tendo a Infraero comprometido-se a apresentar estudo alternativo à realidade atual, de modo a corrigir a distribuição do espaço ao longo da pista de acesso.

A reunião tratou ainda da intermodalidade entre o transporte aéreo e os transportes rodoviário, ferroviário e aquaviário, visando a conexão rápida e direta entre o aeroporto de São Luís e os principais terminais de transporte da cidade, tendo a Infraero informado que já se reuniu com o prefeito do município de São Luís, solicitando a implementação de uma linha de transporte público especial para o aeroporto. A Infraero informou ainda que já solicitou recursos orçamentários para a efetivação das obras de construção da calçada ao longo de todo o muro do aeroporto, às margens da BR-135.

No que se refere ao serviço de informações aos usuários, foi afirmado que as equipes do Procon, do Viva Cidadão e da Secretaria de Turismo, que atuam no aeroporto, passaram recentemente por treinamento e que a Infraero reforçou seu quadro disponibilizando permanentemente dois encarregados para auxiliar os atendentes do balcão de informações. Sobre os totens de colheitas de manifestações, informaram a disponibilização de um canal online para reclamações, podendo o usuário efetuar considerações sobre os serviços por escritos, nas caixas de ouvidoria, cujas informações encontram-se disponibilizadas aos usuários.

Assim, o MPF pediu que a Infraero, no prazo máximo de 10 dias, enviasse os documentos comprobatórios do status da solicitação de disponibilização do recurso para a obra de construção da calçada e do pedido de viabilização da linha de transporte público para o aeroporto. O MPF agendará uma nova reunião, com a presença de representantes do município de São Luís, para tratar da intermodalidade do transporte.

Passageiro é assassinado a tiros dentro de ônibus

Um passageiro identificado como Alexsandre Dias Rodrigues, de 40 anos, foi assassinado a tiros na noite de segunda-feira (25) dentro de um ônibus no bairro Monte Castelo, em São Luís.

Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 20h em um ônibus que fazia linha Terminal da Praia Grande para o bairro São Cristóvão, na capital. O passageiro Alexsandre Dias estava no coletivo quando foi surpreendido pelos disparos de arma de fogo efetuados por um suspeito, que ainda não teve a sua identidade revelada, que havia entrado no ônibus.

A vítima não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu no local do crime.

Até o fim da noite de segunda, policiais militares tentavam localizar o assassino. A principal suspeita é o crime de latrocínio, que consiste no assalto seguido de morte, mas a polícia ainda investiga outros motivos.

Foto: Reprodução

Líderes partidários oficializam veto a trechos da Reforma da Previdência

Líderes de pelo menos 9 partidos na Câmara oficializaram hoje (26), em nota, apoio à Reforma da Previdência, mas com veto a mudanças na aposentadoria rural e no pagamento de benefícios para idosos miseráveis e à desconstitucionalização.

Esses pontos foram propostos pela equipe econômica do governo Jair Bolsonaro, mas enfrentam resistências entre os parlamentares.

Os parlamentares que assinam o comunicado, dizem que a Previdência deve proteger “os mais pobres e mais vulneráveis”.

A nota é assinada pelos líderes de DEM, MDB, PSD, PP, PR, PRB, PTB, SD, além da liderança da maioria.

Segundo levantamento da Folha, essas siglas têm 204 dos 513 deputados federais.

Vereadores visitam bairros atingidos pelas chuvas em São Luís

Os vereadores Osmar Filho (PDT), presidente da Câmara Municipal, Ricardo Diniz (PRTB) e Raimundo Penha (PDT) visitaram, neste domingo, vários bairros de São Luís que foram prejudicados pelas fortes chuvas que caíram nas últimas 24 horas.

Acompanhados do secretário municipal de Obras, Antônio Araújo, os parlamentares conversaram com as famílias que foram atingidas pelo temporal e que estão desabrigadas.

Osmar Filho garantiu que o Poder Legislativo Municipal também prestará assistências a estas pessoas.

“A prefeitura está tomando as medidas cabíveis e nós, enquanto Legislativo Municipal, iremos continuar visitando os locais atingidos e oferecer ajuda necessária à população”, disse o presidente da Casa.

O pedetista também esteve na sede da prefeitura, onde reuniu-se com secretários municipais e o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Na oportunidade, Edivaldo, que também visitou áreas atingidas pelas chuvas, determinou a implantação de uma força-tarefa composta por diversas Secretarias e que está de prontidão.

“Não temos medido esforços para contornar os problemas ocasionados pelas fortes chuvas que têm castigado nossa cidade. Trata-se de um volume muito grande de água, que excederam as previsões meteorológicas. Sabemos dos transtornos que resultaram disto e temos mobilizado toda a nossa administração para que a população tenha todo o apoio de que necessita”, pontuou o prefeito.

Foto: Divulgação

Sampaio comemora 96 anos de glórias do esporte

O momento não é bom, mas deve servir de reflexão para o Sampaio reformular tudo e buscar forças para começar a reagir na temporada.

Nesta data, ao completar 96 anos, o Sampaio precisa buscar em sua própria história, o caminho e a fórmula para corrigir os seus erros e voltar a brilhar no cenário do futebol brasileiro.

Basta mergulhar em sua própria história e recordar os momentos de alegria de sua imensa torcida. Os erros do presente não apagam a história gloriosa do Mais querido, mas servem para mostrar que tudo está errado no clube. É hora de recomeçar e recomeçar sem tantos erros.

Ao longo desses 96 anos, o Mais Querido carrega grandes conquistas como o tri-campeonato brasileiro (1972, 1997 e 2012), a conquista da Copa Norte (1998) e Copa do Nordeste (2018) e alternou bons e maus momentos no Brasileirão Série B, além das 33 conquistas do título de campeão brasileiro.

Além do futebol, o Sampaio também tem brilhado no cenário nacional com sua equipe de Basquete Feminino e também no Beach Soccer.

Que esses grandes momentos inspirem a equipe neste momento tão difícil para que a torcida Tricolor volte a sorrir novamente.

Parabéns, Sampaio!!!

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

Desembargador do TRF-2 manda libertar Temer

Globo.com

A Justiça determinou nesta segunda-feira (25) a soltura do ex-presidente Michel Temer, preso quinta-feira em São Paulo pela Força-Tarefa da Lava Jato no Rio. A decisão é do desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

A decisão também determina a soltura do ex-ministro Moreira Franco, de João Batista Lima Filho, o Coronel Lima, apontado como operador financeiro do suposto esquema criminoso comandado por Temer, e de outros cinco alvos da Operação Descontaminação.

São eles: Maria Rita Fratezi, Carlos Alberto Costa, Carlos Alberto Costa Filho, Vanderlei Di Natalie e Carlos Alberto Montenegro Gallo – este último, sem pedido de habeas corpus em seu nome.

Projeto proíbe revista em supermercado após compras

O vereador Umbelino Júnior (PPS) é autor do projeto de Lei de Nº 032/19, que proíbe supermercados e similares fazerem conferência ou revista dos produtos adquiridos pelos clientes após o pagamento dos produtos no caixa.

Segundo o parlamentar, a proibição deve valer para o comércio de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios, tais como: armazéns, mercearias, mercados, supermercados, hipermercados, atacadistas e similares.

De acordo com o texto, os estabelecimentos deverão deixar claro a existência das regras que estão contidas na lei e que garantem ao cliente não passar por tal constrangimento.

Umbelino justificou que a iniciativa da autoria da lei se deu por conta de inúmeras reclamações de consumidores que se sentiram constrangidos ao serem abordados para tais conferências de notas fiscais, na saída de alguns estabelecimentos.

“Não podemos permitir que as empresas e estabelecimentos promovam o constrangimento de seus clientes com esse tipo de ‘revista descabida’, esse tipo de atitude atinge a honra das pessoas portanto, não podemos permitir esse tipo de atitude. Acredito que existem outras formas até mais seguras de coibir possíveis roubos e furtos no interior das lojas,  como a instalação de câmeras por exemplo”, pontuou Umbelino.

Foto: JR Celedônio

Flávio Dino diz que parte da Justiça perdeu o equilíbrio

O governador Flávio Dino (PCdoB) criticou o Judiciário nas redes sociais, após a prisão do ex-presidente da República, Michel Temer (MDB), nesta quinta-feira (21).

Segundo Flávio Dino, parte do Judiciário perdeu o equilíbrio e classificou as decisões de “ultrapolitização”.

“O combate à corrupção é um dever cotidiano de todos. Porém, a legitimidade da causa não justifica que leis sejam descumpridas em um vale-tudo. Esse equilíbrio que parte do Judiciário perdeu, levando a uma ultrapolitização de decisões. Algumas com fins nobres. Outras, nem isso”, afirmou.

“Aqueles que ajudaram a desestabilizar o país também pagam o preço da destruição das regras do Estado de Direito. O vale-tudo que passamos a viver desde 2015 prossegue. E pode ter um desfecho terrível, se não houver amplo diálogo e serenidade.”, acrescentou Dino.

Temer foi preso pela força-tarefa da Lava Jato do Rio de Janeiro, suspeito de liderar uma organização criminosa para desvios de dinheiro público.. Os agentes também prenderam o ex-ministro Moreira Franco no Rio e o coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer.

Foto: Divulgação

Prisão de Temer tem relação com propina em 2014; MDB nega

A prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB) no bojo da Operação Lava Jato tem relação com as eleição de 2014.

No ano passado, Lúcio Funaro entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) informações complementares do seu acordo de colaboração premiada.

Entre os documentos apresentados estão planilhas que, segundo o delator, revelam o caminho de parte dos R$ 10 milhões repassados pela Odebrecht ao MDB naquela campanha.

Segundo Funaro, o ex-presidente teria sido beneficiado por valores pagos pela empreiteira Odebrecht; no contrato da usina nuclear de Angra 3; em esquemas de propina no Porto de Santos e também por repasses do Grupo J&F, dos irmãos Joesley e Wesley Batista. Segundo ele, o ex-presidente também receberia repasses de propina feitos pelo ex-deputado Eduardo Cunha, que atuava na linha de frente na prospecção de dinheiro para abastecer o caixa do partido.

O pagamento feito pela Odebrecht foi citado também em delações de executivos da empreiteira. Então vice-presidente e candidato à reeleição em 2014 na chapa de Dilma Rousseff, Temer teria pedido ao empresário Marcelo Odebrecht contribuição para a campanha de 2014, numa reunião no Palácio do Jaburu. Funaro teria entregado documentos que mostrariam a distribuição dos R$ 10 milhões pagos pela empreiteira.

Em 2016, quando a delação da Odebrecht foi divulgada, Temer disse ter feito pedido de contribuição oficial à campanha e que os valores foram declarados à Justiça Eleitoral. Um dos delatores da empreiteira, Claudio Mello, porém, afirmou que R$ 4 milhões foram entregues em dinheiro e citou o escritório de José Yunes, amigo de longa data de Temer, como um dos endereços de entrega. Parte do valor teria chegado ao escritório de Yunes, em São Paulo, pela transportadora de propinas de Álvaro Novis, outro colaborador da Lava-Jato.

Na época, Yunes disse ter recebido de Funaro um envelope, sem saber o conteúdo, para ser entregue a uma terceira pessoa. O pedido para que recebesse teria sido feito por Eliseu Padilha e Yunes chegou a dizer que foi uma espécie de “mula” no caso.

Funaro deu outra versão aos procuradores. Disse ter ido ao escritório de Yunes buscar R$ 1 milhão, que deveria ser entregue em Salvador a outro aliado do grupo de emedebistas: Geddel Vieira Lima, que chegou a ser preso pela Polícia Federal depois que os policiais encontraram R$ 51 milhões em dinheiro num apartamento.

Nota

O MDB divulgou nota para criticar a prisão do ex-presidente Michel Temer.

“O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte do ex-presidente da República, Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa.”, afirma a nota do partido.

Com informações de O Globo e Agência Estado

Bancada reforça iniciativa de Pedro Lucas

O deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA) protocolou requerimento na Cãmara dos Deputados pedindo a criação da Frente Parlamentar para Modernização do Centro de Lançamento de Alcântara no Maranhão.

A iniciativa de Pedro Lucas tem o apoio da bancada do Maranhão. OS deputados Márcio Jerry (PCdoB), Gil Cutrim (PDT), Hildo Rocha (MDB), Marreca Filho (Patriotas) e João Marcelo (MDB) acompanharam a entrega do requerimento. (Clique aqui e veja o requerimento).

Segundo Pedro Lucas, um dos objetivos da Frente Parlamentar é acompanhar a tramitação de matérias no Congresso Nacional de interesse do Centro de Lançamento de Alcântara.

“Excelente iniciativa do deputado Pedro Lucas Fernandes que a bancada do Maranhão abraçou. A Frente parlamentar para modernização do Centro de Lançamento de Alcântara. Vamos juntos acompanhar a tramitação de matérias no Congresso de interesse do povo de Alcântara e do CLA”, disse Márcio Jerry.

“Nós, da bancada do Maranhão, assinamos hoje um requerimento para a criação da Frente Parlamentar para modernização do Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão. Queremos acompanhar de perto a tramitação de matérias no Congresso a respeito da instituição”, destacou Gil Cutrim.

De imediato, a Frente Parlamentar vai acompanhar todas as informações do acordo assinado entre Brasil e Estados Unidos para uso comercial da Base de Alcântara, no Maranhão.

Foto: Divulgação