Arquivo mensais:setembro 2020

Conexão perigosa em Rosário, apelidos engraçados e Fernanda ‘inspira’ bolo de aniversário em Bacabeira

APOIO IRRELEVANTE


A balela de que o senador Weverton Rocha (PDT) influencia o voto e tem poder de ajudar candidatos – como é o caso de Venancinho, em Bacabeira – está sendo soterrada em São Luís, com Neto Evangelista (DEM), empatado na margem de erro com Rubens Júnior (PCdoB), Madeira (SD) e Jeisael (Rede), conforme pesquisa Ibope. No interior não é tão diferente. Em Codó, o prefeito Nagib abdicou da reeleição devido à alta rejeição; situação semelhante do prefeito de Barra do Corda, Érick; Em São José de Ribamar, o ex-deputado Jota Pinto ainda não empolgou.

DE 04, 03 ESTÃO FORA


A gente já sabe que o PSB vai perder um dos quatro vereadores porque resolveu se candidatar a vice. Mas dos três que disputam a reeleição, dois com certeza absoluta, vão terminar o ano desempregados. Na atual realidade, só o representante da pesca tem chance de deixar  “Arrumadinho” uma vaga para a próxima legislatura. Para garantir a estrutura da reeleição, ele faz questão de não aparecer em nenhuma foto do partido com o candidato majoritário.

VAI SOBRAR ALGUÉM?


A dúvida é se algum dos outros vereadores se salva nesta eleição. A Câmara Bacabeirense passou os quatro anos sem ser protagonista. A Casa reprovou matérias importantes como a criação da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã (Semusc), pasta que hoje poderia ajudar a reduzir os altos índices de violência, por meio de parceria com outros órgãos de segurança. Vai ser difícil algum parlamentar sobreviver, mas eu ainda aposto na reeleição de quatro ou cinco dos nove que tentam renovar o mandato.

UMA MÃE PRA ROSÁRIO


Em discurso na convenção que homologou a candidatura à releição da prefeita Fernanda Gonçalo (PMN), o candidato a prefeito de Rosário, Calvet Filho (PSC) admitiu que Bacabeira foi uma ‘mãe’ para o município rosariense durante o pico da pandemia do novo coronavírus. “Sou candidato a prefeito para dar a oportunidade aos rosarienses de outro projeto de sociedade. No pico da pandemia, a situação só não foi pior porque Bacabeira serviu a população rosariense como uma mãe” – disse.

UMA CONEXÃO PERIGOSA


Falando nisso… Uma operação da Polícia Civil deflagrada, em junho de 2017, para desarticular uma organização criminosa suspeita de desviar recursos públicos do município de Cachoeira Grande pode revelar esquemas de corrupção na prefeitura de Rosário. De acordo com as denúncias, o ex-prefeito Francivaldo Vasconcelos que na época foi preso na operação, e é irmão do ex-deputado Pedro Vasconcelos, ‘esposo’ da prefeita Irlahi Linhares, teria contratado as mesmas empresas que também prestaram serviços à prefeitura rosariense. O caso é tão grave, mas tão grave, que pode respingar em outros aliados da região, principalmente agora, com muitos candidatos buscando financiamento de campanha.

PARA CHUTAR AO GOL


O ex-secretário de Saúde de Bacabeira, Capitão Lucas (PSL) joga na defesa, zagueiro direito avançado, como antigamente, na época das peladas. Qualquer novidade lá em cima, sobe para o ataque. Primeira opção era para compor a vice na eleição deste ano. Queria dar segurança ao time na concorrida disputa municipal. Mas, como a bola surgiu de frente à Câmara, chutou para o gol!. Vai disputar uma das 11 vagas na Câmara com total apoio do secretário de Segurança, Jefferson Portela. No último dia 18, os dois conversaram abertamente sobre o assunto durante a cerimônia de posse do major Jefferson Coelho como novo chefe do Comando do 27º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Rosário.

PARA NÃO CHORAR DEPOIS


O enfermeiro Willame Anceles, ex-gestor na Unidade Regional de Saúde (URS) de Rosário conclamou a classe política do município a dar as mãos agora. “Para depois não chorar o leite derramado!” – lembrou, numa churrascaria da cidade. “Os exemplos estão aí na cara de todo mundo!” – acrescentou. “Eles chegam de fora, bonzinhos, se elegem e vão embora!”

FERNANDA ‘INSPIRA’ BOLO


Em meio à campanha de 2020 – considerada uma festa democrática – o candidato a vereador Eraldo Quirino (PSC) comemorou aniversário no último dia 20 deste mês e ganhou uma festa com bolo ‘inspirado’ no pleito deste ano. A surpresa contou com um bolo temático contendo os números de campanha da prefeita Fernanda Gonçalo, candidata à reeleição; e do próprio aniversariante. Curioso é que a data do aniversário do anfitrião é a mesma do número do seu novo partido.

OS NOMES DOS CANDIDATOS


Imagina isso numa sessão da Câmara de Vereadores:

– Eu concedo um aparte a V.Excia, vereador Racha Prato.

– Muito obrigado, a V.Excia, vereador Bucho Louco, por me conceder o aparte pra mim e, em seguida para vereadora Heryka Serv Bem que também  será a ‘parteada’  pela colega de plenário Boneca.

– Eu queria dizer, vereador Seu Boneco, que Paixão da Saúde apoia e gosta de Meu Povo, mas existe um problema com Zé da Galinha que não gosta de ouvir Abisaguia Canário cantar.

– Caro colega Zuca, o plenário já está Arrumadinho. No entanto, precisamos apenas de Hélio da Iluminação para que Inês Amiga do Povo possa usar a tribuna para discursar.

Candidato a vereador tem cada apelido.

Olha só esses que pediram registro de candidatura: Nena, Bau, Naelzão, Preta, Puka, Ruck, Zé Batata, Didiu, Chagasmap, Bodão Caires, Bugé, Dell do Arrocha, Joseane do Socó, Junior da Tanja, Louro Black, Marina do Gás, Professor Lelé, Sebastião do Posto, Tinor e Tuão Mendes.

Bacabeira, 27 de setembro de 2020.

“Momento oportuno com que promove educação de qualidade”, diz Felipe Camarão sobre diálogo com gestores do IEMA

O secretário de Educação do Maranhão, Felipe Camarão defendeu nessa quinta-feira, 24, o diálogo entre os gestores e o Estado para debater sobre a reestruturação das unidades plenas do Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA).

Com objetivo de avançar nas práticas pedagógicas, as pautas foram apresentadas aos 17 gestores das unidades plenas do IEMA, onde puderam participar ativamente, apresentando suas demandas e sugerindo possíveis soluções, de acordo com a eventualidade apresentada.

 “Hoje reuni com os gestores das 17 unidades plenas do IEMA, para dialogar sobre a reestruturação das escolas e ouvir um pouco sobre as demandas e sugestões de cada um. Momento muito oportuno e de aproximação com esses profissionais que promovem uma educação pública e de qualidade por meio do Instituto, salientou Camarão em entrevista ao blog.

Felipe Camarão segue sendo o melhor nome e o mais preparado na equipe do Governo Flávio Dino pelo seu desempenho à frente da pasta de educação.

Salto na saúde! Três mulheres ajudam Edivaldo a melhorar o atendimento dos ludovicenses

Natália Mandarino, Isabel Macedo e Márcia Bittencourt estão unidas por um mesmo propósito: fazer o bem ao próximo

Trio feminino impõe ritmo à gestão e deixa marca ao unificar técnica com olhar humano (Foto: Divulgação)

O Governo Municipal tem atuado sistematicamente para melhoria do atendimento e assistência na área da saúde em São Luís. Alguns números dão mostra disso e comprovam porque, alguns dias atrás, a própria Câmara Municipal de São Luís, reconhecendo os esforços da atual administração e a significativa melhora do atendimento à população em algumas das várias frentes que estão sendo atendidas em ritmo emergencial, destinou Moção de Aplausos ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior por estes avanços, através de proposição apresentada pelo vereador Astro de Ogum (PCdoB), vice-presidente da Casa.

E o resultado positivo só foi possível graças ao emprenho de três mulheres que uniram pelo mesmo propósito: melhorar o atendimento com ações reais e efetivas. Como todos sabem, não é segredo para ninguém as condições caóticas às quais a população ludovicense (e maranhense por extensão) vem sendo submetida há longo período nos principais hospitais públicos de emergência da capital. Inúmeras matérias jornalísticas denunciavam a situação de descaso e pressão a que os profissionais de saúde dos Socorrões I e II eram submetidos no exercício de suas funções.

Qual não foi a surpresa de vermos noticiado que os corredores sempre amontoados dos hospitais Socorrão I e II, duas das mais importantes unidades de saúde que atende a população de baixa renda da capital e do estado, encontram-se normalizados e um clima de ordem vem dando tom à rotina de pacientes e funcionários?

Uns podem dizer que é mágica, outros vão dizer que é sorte da nova equipe. Mas, ao que temos visto, a gestão feminina na Secretaria Municipal de Saúde – Semus tem realizado milagres, dando nó em pingo d’água ou feito das tripas coração à base de muita competência técnica e olhar humano para uma das áreas mais importantes, carentes e, portanto, difíceis de lidar na gestão pública.

Com isso, Natália Mandarino, Isabel Macedo e Márcia Bittencourt , três mulheres unidas por um mesmo propósito, o de fazer o bem ao próximo, reforçam a máxima que se observa globalmente com a crescente participação feminina em cargos-chave dos espaços de poder: não só quebram a lógica da dominante participação masculina como mostram a que vieram ao realizar façanhas desta envergadura em tempo recorde numa clara demonstração de compromisso, sensibilidade e vontade de fazer que somente mulheres poderiam.

Live da morte do boi de Peri de Cima vai encerrar temporada junina

Grupo, que tem 40 anos de existência, anunciou apresentação virtual para o próximo sábado (26)

Quer acompanhar a live? Inscreva-se no canal do Boi de Peri de Cima Oficial (Foto: Reprodução)

2020 foi um ano de superação onde exigiu da humanidade muita reinvenção para superar a crise provocada pelo novo coronavírus. Para os grupos de bumba-meu-boi não tem sido diferente. O Boi de Periz de Cima – Tradição de Bacabeira, um dos grupos mais antigos do Maranhão tem se reinventado em meio à pandemia para que o São João permanecesse vivo e cada vez mais forte no coração dos brincantes e simpatizantes.

Depois de proporcionar ao público sua apresentação junina virtual neste período de pandemia, o grupo que tem 40 anos de existência, anunciou que vai realizar uma live no próximo sábado (26), às 20h, para celebrar a morte do boi.

O ritual marca o fim do ciclo junino do bumba-meu-boi que começa com o batizado do grupo. O evento será transmitido no canal do Youtube e nas redes sociais. A brincadeira tem como cantadores Ribão D’Oludô e Paulo Roberto.

“Estamos finalizando a temporada junina com um grande ritual que será transmitida por meio digital que se tornou um palco de apresentações. Foi um São João difícil, mas esperamos que 2021 seja melhor”, diz , Helena Desterro, presidente do Boi.

O palco do espetáculo será a sede da brincadeira, localizada no Alto Castelo, em Peri de Cima – município de Bacabeira, e os internautas poderão sentir um pouco da vibração sem sair de casa.

O recurso tecnológico foi a ferramenta que os tradicionais batalhões de bumba meu boi, seja do sotaque de orquestra, matraca, zabumba, da baixada ou costa de mão, encontraram para manter uma tradição que atravessa o tempo e vem passando de geração em geração. E, para homenagear a principal manifestação cultural do estado que foi reconhecido com o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, no ano passado, os grupos realizaram apresentações virtuais nesta temporada.

SERVIÇO

O quê? Live da morte do Boi de Periz de Cima

Quando? Sábado, dia 26 de setembro

Horário: A partir das 20h00

Onde? No canal do YouTube e nas redes sociais

#FicaEmCasaComBoidePerizdeCima.

Nota em resposta ao ataque dos facínoras que tentam esconder a verdade sobre o candidato ‘ficha suja’ de Bacabeira

Por conta da correria do dia a dia, somente agora tive disponibilidade de tempo para responder as mensagens plantadas em grupos de wattshapp, acusando o titular deste blog de disseminar FAKES NEWS contra adversários políticos da prefeita Fernanda Gonçalo (PMN-33), que é a única ficha limpa na eleição municipal e a primeira mulher a comandar a Prefeitura de Bacabeira, órgão ao qual desde o primeiro semestre deste ano venho prestando serviço de comunicação.

Mesmo tendo sido usado um meio nada convencional, diga-se de passagem, típico de pessoas covardes, confesso que recebi com muita tranquilidade o material apócrifo. Para aqueles que conhecem a minha origem, o meu caráter e a minha trajetória de vida, sabem que essa manobra espúria não vai impedir de continuar fazendo meu trabalho a contento, mesmo que venha desagradar alguns ou a minoria.

De origem humilde e correndo em minhas veias o sangue pujante da raça negra, jamais poderia me furtar de travar um bom embate. Por isso sou daqueles que acredita que quando descemos para o campo de batalha, necessariamente, devemos levar dois sacos: um para bater e outro para apanhar. Mas, neste caso, o bom combate tem que ser com verdades e não com mentiras ou termos chulos de quem não consegue convencer com ideias e bons argumentos.

Em resposta aos ataques dos facínoras que tentam esconder a verdade que o blog vem publicando sobre o candidato ‘ficha suja’ do município, o editor desta página vem a público ESCLARECER:

1 – O termo ‘fracassado’ nem de longe faz parte do meu dicionário, muito menos do meu currículo, já que cheguei onde cheguei por fruto exatamente do meu trabalho,  da minha coragem e determinação, características que me são peculiares. Fracassados mesmos são aqueles que me atacam, que cresceram ‘mamando nas tetas’ da Prefeitura ou que passaram a vida toda sem construir uma carreira profissional e não conseguem mais sobreviver sem está atrelado ao erário municipal;

2 – Em relação a aquisição e troca de veículo, assim como todo brasileiro de origem humilde que ascende na carreira profissional, já que para isso labuto diariamente e de maneira árdua, ou seja, buscando um futuro melhor para mim e os meus, já o tinha adquirido antes mesmo de assumir a função de assessor. Tal aquisição foi feita com sacrifico, sendo paga mensalmente, pois não posso admitir que passe pelo mesmo constrangimento que aconteceu com uns e outros no município bacaberense, os quais também adquiriram bem móvel, mas depois que pararam de mamar nas tetas do erário público deixaram de pagar, sendo o veículo tomado pelo banco em ação judicial de busca e apreensão.

3 – Quanto à fama de ‘blogueiro famoso’ que já ganhou mais de ‘100 mil reais como  pedreiro’, irei ignorar, pois de tal denúncia não sou o alvo e, portanto, não posso me pronunciar a fim de defender direito de terceiro. Agora, é de conhecimento público quem são os personagens da politica bacabeirense que, sem profissão definida, mesmo de pedreiro, construíram mansões e um patrimônio duvidoso;

4 – Não tenho sede pelo poder, não abro mão dos meus valores e convicções para agradar quem quer que seja ou, ainda, para assumir cargos públicos de destaque para que possa me sentir mais importante do que realmente sou. Não tenho e nunca terei a pecha de traidor, inconfiável, covarde ou incompetente… Pelo contrário, esse ataque evidencia o quanto a minha capacidade profissional incomoda aqueles que acham que não podem e não devem ser incomodados temendo, por exemplo, perder mais uma eleição mesmo com todas as estratégias tacanhas e maliciosas que já foram definidas com o intuito de querer ‘tomar o pleito na marra’, já que não terão mais votos para vencer nas urnas por estarem desacreditados devido a ficha suja. Por isso, eles acreditam que podem fazer em Bacabeira o que foi feito em Mirinzal;

5 – Lamento que os “autores intelectuais” deste ataque partam da premissa que, enquanto jornalista, exercendo a função de um dos assessores de comunicação do município, cumprir com o preceito basilar de informar aos cidadãos bacabeirenses, muito bem esculpido no art. 5º, XXXIII da nossa Carta Magna – pautando e primando pela verdade -, receba como definição a nomenclatura de FACK NEWS;

6 – Continuarei, arduamente, escrevendo de acordo com as minhas convicções e dentro da legalidade, e todos aqueles que se sentirem prejudicados podem e devem bater às portas do  Poder Judiciário, pois como todos bem sabem, lá é a seara correta para dirimir conflitos quando em disputa interesses antagônicos;

7 – Além disso, continuarei, também, exercendo as minhas funções para o qual fui contratado, e cuja prestação de serviço atendeu aos princípios basilares do direito administrativo, tanto que os valores dos vencimentos encontram-se publicado no Portal da Transparência;

8 – E, para finalizar, ratifico que estou à disposição para os esclarecimentos necessários, já que o trabalho de assessoria de comunicação vem sendo efetivamente prestado, não só em Bacabeira, mas nas entidades para as quais presto serviço, razão pela qual não me enquadro na qualidade de funcionário fantasma ou coisa parecida.

Bacabeira, 24 de setembro de 2020.

Isaías Rocha

Jornalista, radialista, apresentador, palestrante, coach, assessor de comunicação e acadêmico do 8° período do curso de Direito da Faculdade Pitágoras.

Projeto do IPTU justo é aprovado pela Câmara de São Luís

De autoria do vereador Honorato Fernandes, norma que prevê até 30% de descontos no tributo caso serviços públicos não estejam sendo disponibilizados, segue para redação final e sanção do prefeito.

Com o objetivo de fazer justiça tributária com o contribuinte de São Luís, sem impactar na arrecadação de um tributo tão importante para o funcionamento da máquina pública, como é o caso do IPTU, o Projeto de Lei nº 27/2019 — de autoria do vereador Honorato Fernandes (PT), foi aprovado nesta terça-feira (22/09), em sessão deliberativa híbrida, na Câmara Municipal de São Luís (CMSL).

Chamado de “IPTU Justo”, o PL prevê descontos de até 30% no imposto caso alguns dos serviços públicos (abastecimento de água, calçamento , iluminação pública, escola ou creche a 3km do imóvel e esgotamento sanitário) , previstos no fator gerador espacial do tributo, que não estejam sendo disponibilizados. Em sua justificativa, Honorato Fernandes diz que “a função principal dos tributos é o financiamento das ações do Município, de modo a promover melhorias e a manutenção de políticas públicas que atendam a diferentes segmentos da sociedade, promovendo o combate na redução das desigualdades sociais e permitindo o ordenamento dos espaços urbano”.

O projeto tem doze artigos e explicita como deve ser feito o desconto percentual no valor do IPTU no caso de não atendimento de itens de melhoramentos construídos e mantidos pelo poder público. De acordo com o artigo 1º, em seu parágrafo 1º, farão jus as deduções, empresa e munícipes que requerem descontos junto à Secretaria de Fazenda do Município segundo os critérios observados nesta Lei.

Honorato explica ainda que o objetivo da norma não é diminuir a arrecadação do município, mas aumentar ao incentivar o pagamento fruto de uma avaliação justa e dentro do exercício corrente.

“O nosso objetivo não é diminuir a arrecadação do município. Sabemos da importância do IPTU para cidade de São Luís. Queremos é aumentar a arrecadação do município ao incentivar o pagamento do imposto dentro do exercício fruto de uma avaliação justa. O IPTU Justo, na realidade, é um instrumento legal permitindo que haja desconto por parte do contribuinte de até 30% pela inexistência de serviços públicos em determinada região do imóvel”, defendeu.

Com a aprovação em plenário, o projeto de lei segue para sanção do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Prefeito de Bom Jardim é afastado do cargo por 120 dias

A pedido do Ministério Público do Maranhão, em agravo de instrumento interposto contra decisão proferida pelo juízo da Comarca de Bom Jardim, a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão concedeu liminar, nesta segunda-feira, 21, para determinar o afastamento do prefeito de Bom Jardim, Francisco Alves de Araújo, pelo prazo de 120 dias.

Na decisão, foi determinada ainda a notificação da Câmara de Vereadores de Bom Jardim, para que, no prazo de 72 horas, sejam adotadas as providências para dar posse ao vice-prefeito do Município. Também devem ser comunicadas as instituições financeiras em que são movimentados os recursos públicos municipais sobre a alteração na chefia do Poder Executivo local.

No recurso do Ministério Público, formulado pelo titular da Promotoria de Justiça de Bom Jardim, Fábio Santos de Oliveira, foi requerida a revogação da decisão do juízo de 1º grau, que negou o pedido de indisponibilidade dos bens dos agravados Jonathan Davemport de Carvalho, Francisca Alves de Araújo e Antônio Gomes da Silva. Neste item, a relatora do processo, desembargadora Anildes Cruz, indeferiu o requerimento por considerar que “não restaram configurados os elementos necessários à concessão da medida de indisponibilidade, vez que ainda não é possível constatar, de plano, que possuam ligação de forma direta com o processo licitatório inquinado de irregular”.

Ibope comprova que eleitores de Wellington do Curso não migraram e podem decidir eleição em São Luís

Na última segunda-feira (21), foi divulgado o resultado da pesquisa Ibope, a primeira realizada após a traição sofrida por Wellington do Curso que o impediu de ser candidato. Fato curioso é que, ao se avaliar os percentuais, observa-se que os votos de Wellington não migraram para nenhum outro candidato. Apesar de ter sido vítima de uma traição articulada pelo senador Roberto Rocha que decidiu apoiar Eduardo Braide, Wellington do Curso oscilava entre o 2º e 3º lugar nas pesquisas anteriores.

Sobre o resultado da pesquisa, Wellington agradeceu aos seus eleitores por seguirem firmes com ele e afirmou que permanecerá na luta por uma São Luís melhor.

“A pesquisa comprova que os nossos eleitores estão conosco em todos os momentos. Não são votos comprados, mas sim votos limpos, honestos e conscientes. Fomos vítimas de uma grande traição, mas não acabaram com o sonho de ser prefeito. Apenas adiaram esse sonho. Seguirei firme na luta por uma São Luís melhor e não irei decepcionar essas pessoas que confiam em mim. Tenho avaliado as propostas dos outros candidatos e, nos próximos dias, devo anunciar quem irei apoiar”, disse Wellington.

Ainda nos últimos dias, Wellington percorreu alguns bairros de São Luís para ouvir a opinião das pessoas, já listando cerca de 1.500 maranhenses.

“Seguimos ouvindo a opinião das pessoas para escolher o que é melhor para São Luís. Nas últimas semanas, ouvimos mais 300 pessoas. Somando isso às 1.200 pessoas que também já deram sua opinião, temos cerca de 1.500 sugestões para garantir que os ludivicenses sejam ouvidos antes de anunciar o apoio”, disse Wellington.

Em 4ª tentativa, líder comunitária Célia Rocha busca vaga de vereadora em Bacabeira

Conheça a história da candidata do PSL que desde cedo aprendeu a vencer as dificuldades

Célia ao lado de sua companheira Elaine (Fotos: Arquivo pessoal)

“Comovente”. Assim pode ser definida a história de Célia Cristina Rocha, ou Célia Rocha, como é mais conhecida. Filha mais nova de seis irmãos, ela nasceu na comunidade Tapera, em Peri de Cima – município de Bacabeira, no dia 19 de abril de 1969. Ainda muito pequena mudou-se com sua mãe Maria da Conceição Rocha Corrêa para o povoado José Pedro, onde conviveu com ela até os 68 anos, vindo a falecer no dia 31 de janeiro 2002.

Filha de mãe solteira, Célia Rocha teria tudo para se tornar amargurada, sem objetivos, sem perspectivas de vida, sem propósitos, mas Deus tinha um plano para sua vida. No entanto, ao contrário de muitas outras histórias que você já deve ter ouvido, ela ousou ser mais, batalhou e não se acovardou, estudou, formou-se em Educação Física, prestou concurso público e hoje é funcionária da Prefeitura de Bacabeira, alcançando também sua estabilidade.

Quadra poliesportiva de José Pedro, pedido seu para a prefeita. “Só tenho à agradecer”.

A partir daí, ela passou a escrever sua própria história. Casou com a funcionária pública Elaine, com quem já convive há alguns anos. Célia Rocha é personagem desta semana da série de reportagens especiais que o PSL bacabeirense vem disponibilizando em seus perfis das redes sociais para mostrar um pouco do histórico de cada um dos pré-candidatos nas eleições proporcionais de 2020 no município.

Em entrevista ao titular do blog, a candidata a vereadora que desde cedo aprendeu a vencer as dificuldades, explica os motivos que o levaram a disputar uma vaga na Câmara de Bacabeira pela 4ª vez no município.

Célia é uma incentivadora do esporte, principalmente do futebol feminino

TRAJETÓRIA POLITICA

Com o anseio de quem tem sede de mudança decidiu concorrer ao mandato de vereadora da cidade pela primeira vez em 2004, mas não logrou exito e obteve na época apenas 50 votos. Ela voltou a concorrer novamente oito anos depois, nas eleições de 2012, quando conquistou 125 votos. A última vez que se aventurou nas urnas foi no último pleito municipal em 2016, quando alcançou apenas 89 votos

A vontade de representar o povo aliada ao seu caráter e perseverança, a fizeram ainda mais incansável. Esses mesmos ideais ela espera levar para o parlamento, caso venha lograr exito na disputa de 2020. Com pulso forte e coração imenso ganhou espaço no cenário político e vem se sobressaindo por sua atuação maciça e ações concretas como presidente da Associação de Moradores do José Pedro. Sendo assim uma representante engajada com as questões da nossa cidade e como ela mesmo defende, “não tem promessa de campanha tem compromisso com o povo”.

Ela exibe com orgulho o certificado de conselheira do Pacto pela Paz

Célia mostra com orgulho, algumas das ações realizada como líder comunitária. Nessa função, conquistou vários investimentos para a localidade como, por exemplo, a construção de uma quadra esportiva, solicitação de asfaltamento da comunidade e várias outras conquistas.

Pensando numa nova maneira de fazer política, desde o início de sua tratória, Célia mostrou que veio para lutar pela sociedade nas questões que afligem a população como saúde, infraestrutura, transporte, educação, esporte/lazer e cultura. Prova de sua atuação diferenciada, é que ela arregaçou as mangas e colocou em prática uma de suas maiores bandeiras: o esporte.

Célia está sempre apoiando as ações dos pescadores de sua comunidade

“Hoje vou disputar a quarta eleição com o propósito de estar ao lado do povo, por conhecimento das grandes necessidades de um parlamentar no dia dia dos nossos conterrâneos, pois a falta dos nossos representantes na Câmara é muito grande nas nossas comunidades. Hoje sou representante da Associação de Moradores do Povoado de José Pedro, mas meu forte também é o esporte. Eu dou grande assistência para algumas agremiações, conheço todos os povoados da nossa querida Bacabeira, tenho o conhecimento da falta de um vereador nas comunidades para os diálogos mais urgentes. O vereador tem direitos e deveres, mas, nem todos cumpriram com seus deveres e não merecem o direito de voltar a representar o povo”, desabafou.

QUEM É ELA?

Célia Cristina Rocha, conhecida por Célia Rocha, é funcionária pública, nasceu na Tapera Peri de Cima, no dia 19/04/69. Ela é casada com Elaine que tem todo o seu respeito e cria com muito amor e carinho o pequeno Kevin Cauã, garoto que cria como seu filho. Filha de Maria da Conceição Rocha Corrêa, que era conhecida popularmente por Maroca, se mudou para José Pedro onde conviveu com sua genitora até os 68 anos.

Célia tem seis irmãos e foi criada sem pai, já que sua genetriz era mãe solteira e tinha suas tarefas pesadas para criar sua prole. A saudosa Maroca – como era mais conhecida – foi uma mulher muito pobre e vivia do seu trabalho digno para dá aos filhos bons exemplos.

Ela ao lado do de Kevin Cauã, garoto que cria como seu filho

“Agradeço à Deus todos os dias, pois eu e meus irmãos não tivemos o melhor alimento, as melhores roupas, muitas vezes não íamos às repartições por não tê-las. No entanto, Deus dava para nós [filhos] a maior e melhor riqueza que um filho pode ter de sua mãe: calor, carinho, confiança, e um bom exemplo para sua criação”, destacou.

Ela lembra que na sua casa não tinha nada [nenhum objeto] de valor, mas possui seu ouro mais valorizado: a sua mãe, uma mulher pobre da roça, da cozinha dos grandes fazendeiros da época (José Baiano, Hermógenes, Nelson e o grande Saudoso Benedito Coelho, todos falecidos), mas com um grande coração.

Célia lembra que foram os vizinhos que ajudaram sua mãe a criar seus irmãos. “Essas pessoas ajudaram muito a nossa mãe a nos criar, muitas vezes ela saia cedo para roça e deixava eu e meu irmão mais novo João em casa, e nós dois íamos para a casa dos vizinhos mais próximos, João Alemão ou Antonio Garrafa, passávamos o dia por lá, muitas vezes merendávamos por lá mesmo, até a nossa mãe chegar da roça pôr volta das 18h00 e ela ia preparar aquele batido de jongome, vinagreira, quiabo e com farinha seca, nós jantávamos felizes da vida”, contou.

Mãe dedicada, ela está sempre acompanhando Kevin Cauã nas ações sociais e na escola

A candidata do PSL conta que não tinha aquela vontade de ir à escola, pois faltava àquele incentivo. Ela, entretanto, não culpa a mãe, pois o tempo que ela tinha era do trabalho para sustentar a família.

“Deus abriu a segunda porta na minha vida, ao passar um dia na casa da família do senhor Benedito Coelho (já falecido) e sua esposa Zezé Coelho, fiquei até o dia de hoje, digo isso por que é minha outra família, pois ali tive uma boa alimentação, uma boa educação, escola. A Zezé Coelho tem todo o respeito que um filho tem com sua mãe e é a minha melhor amiga”, relata.

Como presidente da Associação de Moradores de José Pedro, tenta buscar melhorias para aquela comunidade

JOGO RÁPIDO

ISAÍAS – Onde você estudou e se formou?

CÉLIA – Fiz meu primário na Escola Municipal José de Castro Viana, na comunidade de José Pedro e o 1º grau no CEMA, na sede de Bacabeira, mas o 2º Grau cursei no Colégio Nascimento Moraes, em Rosário (Magistério). Em 2015, me formei em Educação Física.

ISAÍAS – Você já concorreu ao cargo quantas vezes?

CÉLIA – Fui candidata em 2004 para compor chapa e tive 50 votos, em 2012 conquistei 125 votos e em 2016 alcancei 89 votos. Espero que desta vez eu possa lograr exito nas eleições deste ano.

ISAÍAS – Por que você quer ser vereadora?

CÉLIA – Tá na hora da mudança! Vamos acreditar que podemos fazer a diferença com as mulheres, dando aquela oportunidade que realmente nós merecemos como eleitores, pois nós temos um grande exemplo dentro da nossa querida Bacabeira, a administração atual da prefeita Fernanda Gonçalo, uma mulher que realiza um brilhante trabalho e é esse exemplo que o povo quer e merece. Acredito que chegou a hora de nós mulheres conquistarmos a confiança e o respeito da população bacabeirense. Eu quero ser representante legislativo, eleita pelo povo e ter como função legislar, criar leis que tornem a sociedade mais justa e mais humana.

ISAÍAS – O que sua mãe representa em sua vida?

CÉLIA – Minha mãe é minha heroína

ISAÍAS – Que palavra define a amizade com dona Zezé Coelho, sua segunda mãe?

CÉLIA – A palavra é gratidão. Sou grata a ela por tudo.

ISAÍAS – Qual mensagem você vai carregar nessa campanha?

CÉLIA – Nas mãos de Deus, o impossível se torna possível.

ISAÍAS – Célia, deixou você com suas considerações finais

CÉLIA – Isaías, agradeço a oportunidade de contar um pouco da nossa história e falar das pretensões na Câmara. Deixo aqui os meus agradecimentos à Deus, e um grande abraço para todos vocês.

Venancinho apresenta certidão de quitação eleitoral, mas continuará sem poder votar e ser candidato em Bacabeira

Ele  até’regularizou’  seu título, porém, vai continuar inelegível para as Eleições 2020 já que atualização de seus dados na Justiça Eleitoral somente poderá ser feita no mês de dezembro de 2020 – após o pleito municipal, quando o cadastro eleitoral será reaberto

Venancinho apresenta certidão de quitação, mas continua inelegível em Bacabeira.

Tem um provérbio que diz “a mentira corre e cansa, mas a verdade anda e alcança”. A expressão se encaixa ao ex-prefeito de Bacabeira, José Venâncio Correa Filho – o Venancinho (DEM), que mandou divulgar na imprensa uma certidão eleitoral para comprovar sua “quitação eleitoral”. Mas como a “mentira tem perna curta”, logo a verdade apareceu: o próprio documento usado para dizer que o democrata estaria “apto a disputar” as eleições deste ano, comprova que ele continua inelegível para o pleito deste ano.

O motivo, segundo a referida certidão, é que que a atualização de seus dados na Justiça Eleitoral somente poderá ser feita no mês de dezembro de 2020 – um mês após a disputa de novembro, quando o cadastro eleitoral será reaberto. Ou seja, embora tenha procurado o Cartório Eleitoral para ‘regularizar’ o título, Venaninho não poderá votar e nem ser candidato em Bacabeira nas Eleições 2020 devido aos prazos eleitorais estabelecidos pela legislação.

VEJA TAMBÉM:
Venancinho está com título de eleitor suspenso em Bacabeira, diz TSE

De acordo com o calendário das eleições 2020, instituído pela Resolução nº 23.627, o prazo para regularização da situação com a Justiça Eleitoral e votar [ou ser candidato] nas Eleições Municipais de 2020 terminou no dia 5 de maio, conforme art. 91 da Lei nº 9.504/1997.

Segundo o ordenamento, o período para regularização do título, de até 150 dias antes das eleições, é estipulado pela legislação eleitoral e, de acordo com o TRE, não foi prorrogado este ano, embora o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tenha realizado mudança na data das eleições devido a Emenda Constitucional nº 107/2020.

Certidão que atesta ‘elegibilidade’ de Venancinho não passa no detector de mentiras

Portanto, quem não fez a solicitação na data prevista não poderá votar [nem ser candidato] nas eleições de 15 de novembro como é o caso, por exemplo, de Venancinho que só procurou o Cartório Eleitoral após o prazo estabelecido já que na data limite, conforme as informações, ele ainda não possuía nenhuma liminar que pudesse lhe dar garantias de elegibilidade. Os tramites, entretanto, não acompanharam o calendário eleitoral no que tange a regularização do título de eleitor, mesmo com uma decisão judicial provisória à seu favor.

O QUE DIZ A LEGISLAÇÃO?
De acordo com a regra, o título eleitoral pode ser suspenso quando o eleitor esteja em cumprimento do serviço militar obrigatório (conscrito); tenha sido condenado criminalmente com sentença transitada em julgado, condenado por improbidade administrativa ou declarado incapaz para os atos da vida civil (incapacidade civil absoluta). Em tais situações, não poderá votar enquanto durarem os efeitos, tendo os seus direitos políticos suspensos.

COMO REGULARIZAR?
Para requerer a regularização de título eleitoral suspenso, o eleitor deve encaminhar seu pedido de restabelecimento de direitos políticos por meio do Requerimento ao Cartório Eleitoral Virtual, ao cartório da inscrição.

O pedido de restabelecimento solicitado a partir de 30 de junho terá efeito somente na certidão de quitação eleitoral. A reativação do título eleitoral suspenso ocorrerá somente após as eleições (a partir de 9 de dezembro de 2020). No entanto, para quem quer ser candidato nas eleições deste ano, o prazo de regularização deveria ser até o dia 4 de abril, conforme a legislação em vigor.

Site do TSE mostra que título de Venancinho segue suspenso (Foto: Reprodução/TSE)

QUER CONFERIR A VERDADE? 
Caso tenha dúvida sobre a situação eleitoral do candidato Venancinho, o eleitor bacabeirense pode conferir se o democrata está regular com a Justiça Eleitoral. O portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet oferece diversos serviços e informações ao cidadão, disponíveis na aba Eleitor, localizada na barra superior do site.

Na seção Serviços, o eleitor pode conferir sua situação eleitoral (se está regular ou com pendências na Justiça Eleitoral), retirar diversas certidões como de quitação eleitoral, além de buscar o endereço do local onde vota (zona eleitoral), entre outras opções.

No caso de Venaninho, após clicar no link Situação eleitoral, o cidadão pode verificar se ele tem alguma pendência (multa, cancelamento de título, etc) com a Justiça Eleitoral. A pesquisa pode ser feita mediante Consulta por nome (basta digitar: José Venâncio Correa Filho) ou Consulta por título (ou digitar: 177082211163).

Certidão mostra que Venâncio não poderá votar e nem ser votado em 2020