Arquivo mensais:novembro 2020

Pesquisa da Record mostra cenário indefinido em São Luís entre Braide e Duarte

Duarte (à esq.) tem 41% e Eduardo Braide lidera pesquisa com 47%

Em São Luís, as eleições estão empatadas dentro da margem de erro. Eduardo Braide, do Podemos, tem 47%. Duarte Júnior, do Republicanos, aparece com 41%. Os candidatos estão empatados no limite da margem de erro de três pontos para mais ou para menos. 7% disseram que vão votar branco ou nulo. 5% não souberam ou não responderam.

2º turno em São Luís mostra que antecipar eleição na Assembleia foi um erro

Duarte votou em Othelino para comandar Assembleia até 2022, mas foi traído por ele neste 2º turno

Eleito em fevereiro do ano passado para presidir a Assembleia Legislativa no biênio 2019-2021, o deputado Othelino Neto (PCdoB) teve sua reeleição antecipada, três meses depois, no dia 06 de maio do mesmo ano e ficará no comando da Casa até 31 de janeiro de 2023. Segundo o deputado, a recondução da Mesa Diretora “foi uma decisão consensual” e “prova disto é que os 41 parlamentares presentes em plenário foram unânimes em votar na única chapa registrada: Unidade e Democracia”.

Na época, o único ausente foi Hélio Soares, que hoje é um dos coordenadores da campanha de Duarte Júnior no 2º turno da eleição em São Luís. Numa espécie de prenúncio, parecia até que o deputado do PL sabia exatamente o que poderia ocorrer um ano depois e, talvez, por isso preferiu se abster do processo eleitoral interno.

Dias depois da sua segunda vitória, Othelino soltou aquele “não sei como Deus me colocou aqui”, atribuindo ao pobre Jeová algo que está mais por ser obra de Belzebu. Mas como são grandes as artes do Tinhoso, o chefe do legislativo mudou com o tempo.

Pelo menos em tese, ele nunca foi oposição a Flávio Dino e ajudou, inclusive, o Palácio dos Leões a obter vitórias na Casa. No entanto, sempre esteve fortalecendo a oposição, segundo as más línguas. O deputado Wellington do Curso é um exemplo claro disso, conforme já noticiamos.

A prova de fogo estava por vir em 2020 e mais uma vez, Othelino adotou uma postura esquisita em vários municípios. Na Raposa, só para citar um dos casos mais claros, gravou vídeo pedindo votos para a candidata Ocileia (PSDB), ignorando o candidato Eudes Barros (PL) que foi eleito tendo como vice um candidato do próprio PCdoB.

Em São Luís, adotou uma postura de ‘estadista’ que seria justificável no primeiro turno, pois três de seus colegas de parlamento estavam na disputa: Duarte Júnior (Republicanos), Neto Evangelista (DEM) e Yglésio Moyses (PROS), embora demonstrasse sua preferência mais pelo democrata.

No entanto, no segundo turno, a postura estadista foi mostrando seu lado na disputa. Hoje, entretanto, a mascara caiu depois que ele ‘vestiu a carapuça’ das declarações de Brandão sobre desertores.

Como falamos anteriormente, o chefe do legislativo tem motivos de sobras para agir dessa forma: vai comandar a Assembleia Legislativa até 31 de janeiro de 2023. Foi eleito e reeleito com votos de todos os ‘deputados-candidatos’, entre eles Duarte Júnior, candidato apoiado pelo governador Flávio Dino neste 2º turno na capital maranhense.

Ou seja, nem isso Othelino levou em consideração ao optar por uma escolha na segunda etapa na capital. Pior: torce hoje pelo adversário de seu próprio eleitor que lhe ajudou na eleição antecipada do Legislativo estadual. Mais do que ingratidão, isso é covardia!

Com a posição declarada de Othelino, através de indiretas nas redes sociais, fuga para interior visando ignorar a convenção do próprio partido que homologou a candidatura de Rubens Júnior e, da articulação de apoios de deputados visando ajudar a derrotar o candidato apoiado pelo governador, cabe alguns questionamentos: Antecipar a eleição da Mesa da Assembleia um ano antes do pleito municipal foi erro?

A princípio, a eleição da Assembleia ocorreria apenas no final de 2020, quando termina o mandato da atual mesa diretora, mas a antecipação garantiu que a eleição ocorresse em maio. Caso não tivesse sido antecipada qual seria a postura adotada por Othelino Neto nas eleições de 2020? Ele iria permanecer como um ‘estadista’?

Neste apocalipse de milagres nada santo e de uma crise política iminente, uma coisa é certa: os passos que vai tomar daqui pra frente começa a ficar aberto neste segundo turno: o problema é que a contrita esperança de Othelino de virar senador ou permanecer na cadeira que ocupa, pode se transformar em ilusão. Diante disso, não custa perguntar:

A derrota do “sem-voto” – à Prefeitura ludovicense na terceira colocação com menos de 100 mil votos seria uma espécie de premonição do que pode ocorrer daqui a dois anos?

 

 

MP recomenda ao prefeito de Arari que prossiga com atividades remotas em escolas

O Ministério Público do Maranhão enviou Recomendação ao Município de Arari para que sejam mantidas as medidas restritivas de isolamento nas escolas públicas municipais e nas particulares, incluindo as creches, com a permanência das atividades pedagógicas remotas até que as autoridades científicas definam que as aulas presenciais possam ser oferecidas com segurança. O objetivo é minimizar os impactos decorrentes da pandemia de Covid-19.

Destinado diretamente ao prefeito Djalma de Melo Machado e ao secretário municipal de Educação, Fabrício Sousa Santana, o documento trata da necessidade de realização de planejamento pedagógico e administrativo para a retomada das atividades escolares, com as práticas pedagógicas remotas que se fizerem necessárias.

De autoria da promotora de Justiça Patrícia Fernandes Gomes Costa Ferreira, a Recomendação prevê também que devem ser feitos relatórios e pesquisas de impacto sobre o retorno da comunidade escolar às atividades presenciais no grau de contaminação e na estrutura de saúde para o combate à Covid-19. Deve ser elaborado um plano estrutural na rede de ensino, com diagnóstico da situação, alternativas de solução do problema e demais elementos resolutivos enfrentados na pandemia.

O Ministério Público recomenda, ainda, a continuidade das ações pedagógicas remotas (impressas ou virtuais) e a readequação do calendário escolar. As ações devem ser efetivadas nos termos do Parecer nº 05/2020, do Conselho Nacional de Educação, a fim de minimizar os prejuízo oriundos do afastamento do aluno do ambiente físico da escola.

Com relação às avaliações de conclusão do ano letivo, o documento ministerial orienta que elas, além de levarem em consideração as diferentes situações enfrentadas pelos estudantes, deverão assegurar a todos as mesmas oportunidades e observar os conteúdos efetivamente ofertados durante a pandemia, a fim de evitar a reprovação e o aumento da evasão escolar.

MESMO CALENDÁRIO DE RETORNO

No último item, a Recomendação ao Município de Arari sugere que, uma vez constatadas as condições sanitárias adequadas para o retorno das atividades escolares presencias, seja obedecido um mesmo calendário de retorno, tanto para a rede pública como para a rede particular de ensino. Segundo a titular da Promotoria de Justiça de Arari, a medida está baseada em um dos fundamentos Constituição Federal, “que tem a educação como espaço de fundamental importância direcionado à redução das desigualdades sociais e regionais”.

Foi estabelecido o prazo de 48 horas para que o Município de Arari envie ao Ministério Público todas as informações relativas ao atendimento das medidas previstas na Recomendação.

Em debate confuso, Braide e Duarte trocam acusações

No confronto promovido pela Band, quem se destacou foi a jornalista Daniele Bandeira que mediou o programa

Analista político precisa de língua grossa, porque é muito comum que tenha de mordê-la.

Não há risco de spoiler. O final da história pertence ao eleitor, e haverá sempre o risco de uma reviravolta surpreendente.

Assisti aos debate realizado pela Band Maranhão, na noite desta quarta-feira (25), entre os candidatos a prefeito de São Luís – Duarte Júnior (Republicanos) e Eduardo Braide (Podemos), mas minhas impressões foram as seguintes.

Braide e Duarte possuem algumas qualidades que poderiam garantir a vitória de ambos, mas preferiram trocar mais acusações do que soluções para os muitos problemas que atingem a maioria da população da capital maranhense.

De tanto um apontar mais os defeitos do outro do que falar de seus programas e aceitar que também errou, ambos deixaram no ar respostas sobre honestidade, uso do mandato para benefício próprio etc.

O programa teve duração de uma hora e meia, e um bloco foi reservado para perguntas e respostas sem intervalo e sem interferência da mediadora, a jornalista Daniele Bandeira. O embate contou ainda com as participações do jornalista Raimundo Borges (O Imparcial), do economista Felipe de Holanda, da professora Josy Bastos (UFMA) e do advogado Thiago Alisson.

Do pouco que deu para apurar sobre ideias com vistas à inovação da gestão pública em São Luís, nenhuma surgiu como novidade, já que todas vêm sendo anunciadas em outros debates, nos programas de rádio e TV e nas redes sociais. Cada prometendo milagres, tamanha a facilidade de resolver problemas que resistem há décadas.

Na área da Saúde, o candidato Eduardo Braide reforçou a intenção de construir uma maternidade na Cidade Operária, reabrir as do Anil e uma da zona rural, firmar convênio com a Santa Casa, e estruturar todas as unidades para que o atendimento de qualidade elimine as filas para marcação de consulta. Duarte Júnior, por sua vez, prometeu convênios com a rede privada e também prometeu zerar a fila de marcação de consulta.

Em termos de mobilidade urbana, Braide voltou a prometer melhoria no transporte coletivo com construção de três novos terminais, criação do ônibus expresso com ligação direta entre esses terminais, extensão do tempo de duração do bilhete único e melhorar as calçadas para que pedestres e cadeiras possam se movimentar com mais rapidez e segurança. Duarte sugere a transformação dos terminais de integração em mini shoppings, também quer ampliar o tempo de validade do bilhete único e renovar a frota de ônibus em 100%, toda ela com ar condicionado.

Braide prometeu novamente criar uma subprefeitura para a zona rural e levar assistência social e econômica a suas comunidades. Duarte disse que pretende criar um programa pelo qual possa valorizar a produção rural, abrindo mercado para seus produtores.

No campo da Educação, ambos prometeram aproveitar o aumento dos recursos do Fundeb para melhorar a qualidade de ensino, inclusive com mais conforto para as crianças nas escolas.

No debate da Band, quem se destacou foi a jornalista Daniele Bandeira que mediou o programa

Acusações – Como cada pergunta e cada resposta sobre esses temas trazia sempre acusações de um para outro, e nem sempre respondiam convincentemente, o telespectador pode ter ficado com a impressão de que os dois escondem alguma coisa sobre si, mas expõem muito os defeitos do outro.

Duarte Júnior, por exemplo, não desmentiu que tenha gasto mais de R$ 500 mil de verbas públicas com propaganda pessoal, que utilizou passagem e diárias da Assembleia para ir se filiar ao Republicanos, em Brasília; que usou dinheiro e estrutura do Procon para se eleger deputado.

Já Eduardo Braide não respondeu se utilizava verba indenizatória para custear moradia, quando deputado estadual; se também se beneficiou dos 20 salários que eram pagos anualmente na Assembleia; e mais uma vez garantiu não ser investigado por Polícia Federal ou Ministério Publico Federal.

IFMA fará processo seletivo de vagas por meio de sorteio

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) comunica que o processo seletivo para ingresso aos cursos da Educação Profissional Técnica de Nível Médio para o ano de 2021 será realizado por meio de Sorteio Público Eletrônico, em edital a ser publicado durante o mês de dezembro.

Tal decisão considera o momento de excepcionalidade, em função da Pandemia da COVID-19, e a necessidade de se buscar uma alternativa que garanta as oportunidades de acesso aos cursos técnicos e que se observe a preservação da saúde de candidatos, colaboradores e servidores, que se impõe de forma premente neste momento.

Nesse sentido, o IFMA, por meio do seu Colégio de Dirigentes, optou por utilizar como forma de acesso o Sorteio Público Eletrônico, processo já utilizado na Rede Federal por outros Institutos Federais de forma exitosa, com garantia de transparência, selecionando aleatoriamente os candidatos através de algoritmos e cálculos matemáticos, respeitando todos critérios legais de cota e ampla concorrência.

É importante destacar que, todas as possibilidades para execução do processo seletivo de ingresso em 2021 foram avaliadas operacionalmente e juridicamente de modo a garantir o tratamento isonômico e igualdade de condições entre os candidatos. Também foram consideradas as questões orçamentárias decorrentes de gastos com a aquisição de materiais necessários para prevenção da COVID-19, contratação de um número elevado de colaboradores para aplicação das provas e ampliação de espaços para a garantia de segurança sanitária, no caso de um seletivo presencial.

A instituição compreende ainda a necessidade de se ampliar a discussão sobre as formas e possibilidades de acesso aos cursos técnicos para o futuro com a sua Comunidade e a Sociedade, de forma geral, e informa que está trabalhando na estruturação do Fórum Institucional de Acesso Discente. Este Fórum garantirá a participação representativa de todos os campi, tendo como propósito construir uma Política de Acesso Discente ao IFMA que envolva não apenas a forma de acesso, mas que também amplie as perspectivas dos estudantes quanto à permanência e o êxito.

Othelino Neto “veste carapuça” das declarações de Brandão sobre desertores

Othelino veste a carapuça e responde a Brandão: “Em Barreirinhas, contemplando um dos mais belos pôr do sol do mundo”

Nessa quarta-feira (25), durante ato na Deodoro, o vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão (Republicanos), disse que “desertores” que decidiram não apoiar Duarte Júnior (Republicanos) em São Luís “não serão esquecidos”, afirmou sem declinar nomes.

Diante do comentário, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB) — que está em Barreirinhas junto com o senador Weverton Rocha (PDT) — resolveu vestir a carapuça e, acreditando que a crítica era para ele, respondeu de forma indireta, pela rede social.

“De uns poucos dias atrás, na beira do rio Preguiças, em Barreirinhas, contemplando um dos mais belos pôr do sol do mundo. Detalhe: foto tirada por mim, do celular”, escreveu.

Curioso, entretanto, é que a provocação indireta ocorre dois dias depois do blog mostrar que Othelino Neto pode ser tudo, menos um estadista. Na frente da cúpula do partido, o chefe do Legislativo estadual diz que se reserva ao direito de estadista para se posicionar na corrida eleitoral tanto no primeiro como no segundo turno. No entanto, nos bastidores, nunca se comporta como tal. Vimos isso em vários momentos ao longo da disputa.

A postura de ‘estadista’ do presidente da Assembleia seria justificável no primeiro turno, pois três colegas de parlamento estavam na disputa: Duarte Júnior (Republicanos), Neto Evangelista (DEM) e Yglésio Moyses (PROS). No entanto, no segundo turno, através de sua postura sórdida, vil, rancorosa, mesquinha e rasteira, ele transformou Duarte em adversário e Braide em aliado.

O chefe do legislativo tem motivos de sobras para agir dessa forma: vai comandar a Assembleia Legislativa até 2022. Prevendo o que poderia ocorrer em 2020, Othelino que foi eleito em fevereiro do ano passado para presidir a Casa do Povo no biênio 2019-2021, resolveu articular a antecipação da sua reeleição para maio do mesmo ano e agora ficará no comando da Casa até 31 de janeiro de 2023.

Foi eleito e reeleito de forma unanime, com votos de todos os ‘deputados-candidatos’, entre eles Duarte Júnior, candidato apoiado pelo governador Flávio Dino neste 2º turno na capital maranhense. Ou seja, nem isso Othelino levou em consideração ao optar por uma escolha na segunda etapa na capital. Pior: torce hoje pelo adversário de seu próprio eleitor que lhe ajudou na eleição antecipada do Legislativo estadual. Mais do que ingratidão, isso é covardia!

Duarte votou em Othelino para comandar Assembleia Legislativa até 2022, mas foi abandonado por ele neste 2º turno

ANTECIPAR ELEIÇÃO NA ALEMA FOI ERRO

Com a posição declarada de Othelino, através de indiretas nas redes sociais, fuga para interior visando ignorar a convenção do próprio partido que homologou a candidatura de Rubens Júnior e, da articulação de apoios de deputados visando ajudar a derrotar o candidato apoiado pelo governador, cabe alguns questionamentos: Antecipar a eleição da Mesa da Assembleia um ano antes do pleito municipal foi erro?

A princípio, a eleição da Assembleia ocorreria apenas no final de 2020, quando termina o mandato da atual mesa diretora, mas a antecipação garantiu que a eleição ocorresse em maio. Caso não tivesse sido antecipada qual seria a postura adotada por Othelino Neto nas eleições de 2020? Ele iria permanecer como um ‘estadista’?

Que 2020 sirva de lição para que erros e equívocos como esses não ocorram mais…

Rubens Júnior terá que ser submetido a uma cirurgia no rim

O deputado federal Rubens Júnior (PCdoB) que foi candidato a prefeito de São Luís, no primeiro turno será submetido a uma cirurgia nos próximos dias.

No início da semana, Rubens Júnior que decidiu apoiar o candidato Duarte Júnior (Republicanos) no segundo turno, havia anunciado a suspensão das atividades por conta de uma virose. Ele já havia testado positivo para a Covid-19, e ficou boa parte do primeiro turno em isolamento social em casa.

Após investigação sobre a virose, os médicos diagnosticaram Rubens Júnior com um cisto no rim direito e terá que ser operado.

“Investigando a virose que me tirou estes dias das minhas atividades presenciais, descobri que estou com um cisto Bosniak III no rim direito. Será necessária intervenção cirúrgica, que ainda será marcada. Mantenho a todos informados, como sempre fiz. Deus no comando sempre!”, disse.

“Vamos vencer”, diz vice de Duarte durante carreata em São Luís

Tem um provérbio que diz “a mentira corre e cansa, mas a verdade anda e alcança”. A expressão se encaixa aos adversários do candidato Duarte (Republicanos), que mandou divulgar na imprensa que sua vice Fabiana Vilar teria abandonado a campanha. Mas como a “mentira tem perna curta”, logo a verdade apareceu: as redes sociais da companheira de chapa do prefeiturável republicano, comprova que ela continua mais do que firme na campanha.

Fabiana, que é sobrinha do deputado Josimar de Maranhãozinho, comandou uma das aagendas realizada essa semana na capital maranhense. Trata-se de uma carreata, iniciada pelo Tibiri, com a presença dos vereadores que apoiam a chapa.

Passando pelo Tibirizinho, São Raimundo, Santa Bárbara, Vila Ayrton Senna, Vila Vitória e Tajaçuaba, a vice de Duarte diz que sentiu a alegria da população que acredita no projeto por uma São Luís melhor.

“Vamos vencer no dia 29, rumo à vitoria, Duarte é 10 e bora resolver!”, declarou para desespero dos adversários que desejam completar trÊs décadas na prefeitura apostando na eleição Braide.

Abaixo algumas das imagens de Fabiana em algumas das agendas de campanha:

“Foco será infraestrutura de Paço do Lumiar”, diz Paula da Pindoba

A prefeita reeleita em Paço do Lumiar, Paula da Pindoba (PCdoB) foi entrevistada desta terça-feira (24), no Abrindo o Verbo, com Geraldo Castro, na Rádio Mirante AM.

Paula agradeceu o povo luminense pela vitória e disse que os votos recebidos representam a credibilidade na sua gestão.

“A partir de janeiro é um novo mandato. Temos muito trabalho em Paço do Lumiar. Eu quero agradecer os meus eleitores luminenses, pelos 23.501 votos que recebi. Vai ser o meu agradecimento de todos os dias ao levantar da minha cama e agradecer por essa credibilidade que o povo me deu para cuidar deles por mais 4 anos”, disse.

Segundo Paula, a prioridade será o trabalho na infraestrutura da cidade para enfrentar o período das chuvas.

“Foi uma diferença pequena, mas o povo de Paço do Lumiar entendeu que o trabalho não poderia parar e tinha que continuar. esse pouco tempo que eu passei como prefeita, eu levo com muita seriedade e compromisso e o que eu pude fazer em tão pouco tempo estou fazendo e vou fazer até 31 de dezembro. Eu tenho que aproveitar o tempo que não está chovendo e eu preciso aproveitar esse tempo para trabalhar em alguns locais que eu ainda não consegui chegar. Mas eu sou grata porque o povo reconheceu que era melhor continuar o trabalho que eu começei”, destacou.

A prefeita reeleita reafirmou que fará a ligação das comunidades que integram o município de Paço do Lumiar.

“Vou ligar as comunidades do Paço do Lumiar entre si. Gostaria de fazer isso agora, mas é uma obra cara e que precisa ser feita com cuidado para não quebrar novamente. Vou ligar o Maiobão ao Mojó, a Pindoba ao Iguaíba. Mas agora eu estou trabalhando para fazer o trabalho mais urgente e me preparando para enfrentar a chuva”, afirmou.

Paula da Pindoba disse que quatro Unidades Básicas de Saúde serão concluídas e colocadas em funcionamento até janeiro. Ela disse que ainda em janeiro, o governo do Maranhão entregará a maternidade em Paço do Lumiar. Ela reafirmou que pretende fomentar o turismo e a produção agrícola.

MP recomenda cancelamento do Réveillon em Tutóia

O aumento de casos de coronavírus e do índice do Ritmo de Contágio (RT), atualmente em 1.0, no município de Tutóia, motivou o Ministério Público do Maranhão a emitir Recomendação nesta quarta-feira (25), indicando à Prefeitura de Tutóia para cancelar a festa de Réveillon. O índice de transmissão varia entre 0.7 e 1.2.

O promotor de justiça Fernando José Alves Silva recomendou que o cancelamento abranja a queima de fogos e shows com bandas musicais na área da praia ou fora dela.

No documento, o MPMA solicitou que o Município de Tutóia divulgue amplamente, nos meios de comunicação, sobre o cancelamento com o objetivo de evitar a aglomeração de pessoas no final deste ano.

Foi concedido prazo de cinco dias úteis para que o Poder Executivo municipal encaminhe à Promotoria de Justiça documento comprovando as medidas adotadas sobre o cancelamento.

Além de encaminhar a Recomendação ao prefeito, o Ministério Público enviou cópia à Secretaria Municipal de Saúde e à Vigilância Sanitária de Tutóia.

O Decreto Estadual nº 35.831, de 20 de maio de 2020, reitera o estado de calamidade pública em todo o Maranhão para fins de prevenção e enfrentamento da Covid-19, estabelecendo as medidas sanitárias e segmentadas para a contenção da pandemia.