Arquivo mensais:março 2020

Maranhão tem novos leitos de UTI para Covid-19

O governo do Maranhão está preparando novos leitos de UTI destinados ao atendimento exclusivo dos casos graves de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19). O serviço será disponibilizado na capital maranhense por meio de aluguel com hospital privado que desativou parte dos serviços em 2018. A unidade, com capacidade para até 80 leitos de UTI, já conta com 30 prontos para uso e deve receber mais de mil profissionais de saúde.

Os secretários de Estado da Saúde e de Governo, Carlos Lula e Diego Galdino, respectivamente, vistoriaram a montagem dos leitos, nesta quinta-feira (26). “Embora nossas unidades disponham de leitos destinados ao cuidado de pacientes com Covid-19, essa nova estrutura garante uma linha de combate inteiramente nova para dar vazão ao dimensionamento estadual”, disse Carlos Lula.

O novo Hospital de Cuidados Intensivos expande a capacidade da oferta de tratamento intensivo da rede pública estadual. De acordo com o secretário de governo, Diego Galdino, não foram medidos esforços para equipar o local. “A estrutura que estamos prestes a entregar mostra a preocupação que o Governo do Estado tem com a segurança dos maranhenses. Ao passo que a situação for normalizada, o estado poderá contar com mais leitos disponíveis e prontos para serem utilizados”, contou.

Também presente na visita técnica, o presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh), Marcos Grande, explicou sobre a equipe multiprofissional que será responsável pela assistência aos pacientes do novo serviço. “Serão médicos intensivistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem com experiência em unidade de terapia intensiva. Com esse preparo, transmitimos tranquilidade a nossa população e também nos preparamos para que casos como os ocorridos em outros estados não aconteçam no Maranhão”, comentou.

Apoio aos municípios – A gestão estadual também vai repassar aos municípios equipamentos de proteção aos profissionais que atuarão na linha de frente nas unidades de saúde de gestão municipal. Além desta doação, está prevista a aquisição de mais 10 mil kits de testagem para diagnóstico do Covid-19. Estes serão distribuídos proporcionalmente nas 18 Regiões de Saúde.

‘Sem vida humana nada se compra nem se vende’, diz Sarney a Bolsonaro

Café da manhã oferecido pela ASSEFE em homenagem a José Sarney

O ex-presidente José Sarney (MDB) divulgou hoje (26) uma nota com críticas ao presidente da República, Jair Bolsonaro, pela postura adotada diante da crise sanitária por que passa o Brasil em virtude do avanço do novo do coronavírus (Covid-19).

Segundo o emedebista, “sem a vida humana nada se compra nem se vende”.

A mensagem foi um recado direto a Bolsonaro, que desde um pronunciamento na terça-feira (24) tem tratado o vírus como uma “gripezinha” e as medidas adotadas por governadores como estimuladoras de “histeria”.

“Ela não ameaça apenas nações, mas a espécie humana, assim como o Ebola e a Aids, sempre sob cerco e severa vigilância”, diz o ex-presidente sobre a Covid-19.

Leia abaixo a íntegra da nota:

“No rol das ameaças ao futuro da humanidade estão as doenças desconhecidas. A visão dos cientistas é unanime de que foram elas as responsáveis pelo desaparecimento de muitas espécies.

A COVID-19, causado pelo vírus SARS-CoV-2, é considerada uma das doenças que constitui ameaça dessa ordem. Daí a linha vermelha que acendeu, por ser a primeira grande pandemia na era da comunicação, do tempo real, da velocidade e da globalização. Ela não ameaça apenas nações, mas a espécie humana, assim como o Ebola e a Aids, sempre sob cerco e severa vigilância.

É difícil e impossível compreender que o Presidente da República, tão bem assessorado, ignore essa verdade científica. É hora de harmonizar a nação, evitar conflitos e buscar a paz social. Para essa tarefa é insubstituível o Presidente da República. A discórdia e a dissensão em nada ajudam o País.”

Braide pede retorno da vacina de H1N1 em São Luís

Durante a primeira sessão remota da Câmara dos Deputados, o deputado federal Eduardo Braide solicitou o retorno da vacina de H1N1 em São Luís. A vacinação foi suspensa logo no primeiro dia da campanha, o que preocupa o parlamentar.

“Além do coronavírus, o Maranhão e a capital do nosso estado, São Luís, vivem um surto de H1N1. A vacinação iniciada no dia 23 de março foi suspensa porque as vacinas acabaram. Com as unidades de Saúde e até UTIs cheias de pacientes acometidos pelo H1N1, o retorno dessa vacina se torna fundamental para o controle dessa situação”, ponderou Braide.

Ainda durante sua fala, o deputado ressaltou a situação enfrentada no Maranhão com os casos de H1N1.

“Nós já tivemos mais de 10 mortes confirmadas em nosso Estado por conta do H1N1. É preciso olhar a situação do Maranhão que, além da pandemia do coronavírus, tem o surto do H1N1. Por isso, faço aqui o apelo ao Ministério da Saúde para o envio de novos lotes da vacina e reforço para que a campanha seja restabelecida o mais rápido possível”, finalizou Braide.

Conheça a história do vereador que está há duas décadas na Câmara de Bacabeira

Filiado ao PSL, Romualdo está pronto para buscar sexto mandato consecutivo em 2020

Em 2000, Romualdo foi eleito pelo PP para o 1º mandato com 212 votos – Foto: Arquivo

No exercício do quinto  mandato e depois de ter sido presidente da Câmara Municipal de Bacabeira por três vezes consecutivas, entre os biênios 2011-2012, 2013-2014 e 2015-2016, o vereador Antônio Romualdo Barbosa Oliveira, está fazendo história não somente na política bacabeirense, mas também na região e até mesmo no estado. Aos 63 anos, o decano da Casa, é um dos parlamentares mais antigos do Maranhão que continua em atividade.

O parlamentar que costuma ser chamado pelo segundo nome é uma pessoa extremamente simpática, que chega à Câmara diariamente conversando com funcionários da Casa e quem mais encontrar pela frente. Filho do casal Paula Barbosa de Oliveira e Antônio Benedito Oliveira, nasceu em 07 de janeiro de 1957, no Povoado Gameleira, onde mora desde então. Ele costuma afirmar  que sempre teve vocação para a política.

O vereador bacabeirense completou 20 anos de mandato em 2020. Só pra se ter ideia, sua trajetória politica se confunde com a própria história do município que completou 25 anos de emancipação em novembro de 2019. Não é a toa que ele foi eleito para o seu primeiro mandato na eleição de 2000, quatro anos depois da primeira eleição de Bacabeira, em 1998.

Romualdo está na vida pública desde 1998. Até hoje, perdeu apenas essa eleição. Naquele ano, ele fazia sua estréia na disputa para o cargo de vereador pelo PSD, mas não obteve êxito na época, conquistando apenas a suplência com 94 votos. Foi eleito para seu 1º mandato quatro anos depois, na eleição de 2000, onde conquistou 212 votos. De lá pra cá, não perdeu mais nenhuma disputa.

Romualdo pode quebrar marca de outro decano: Totó, que tirou sete mandatos

No pleito de outubro deste ano, Romualdo vai buscar seu sexto mandato consecutivo pelo PSL. Se lograr êxito nas urnas, vai completar na próxima legislatura 25 anos de mandato. Ele diz estar pronto para mais uma batalha. “Acredito que a sociedade bacabeirense confia no meu trabalho. Eu continuo o mesmo, faço campanha visitando as pessoas em casa, conversando bastante. Não sou de correr da disputa. A idade já é avançada, mas me sinto um menino, cheio de saúde e disposição”, afirma.

O decano também foi um dos recordistas na região como presidente da Câmara de Vereadores. Com três biênios soma seis anos de comando. Em 2017, poderia disputar mais um mandato para a Mesa Diretora, já que sua coligação tinha eleito 07 dos 11 vereadores, mas preferiu se abster depois que o grupo da prefeita Fernanda resolveu fazer sua escolha por um candidato que tinha apoiado a atual chefe do executivo. “Eu tenho uma forma muito diferenciada de fazer politica. Não gosto de me indispor e sou claro com meus gestos e posições”, justificou.

Vereador há 20 anos, Romulado continua se dedicando à sua vida política. Em contato com o blog, ele deu a receita dos ingredientes que o fizeram seguir na Câmara de Bacabeira desde 2000. “A gente se envolve com a comunidade e é uma responsabilidade muito grande representar as pessoas no Poder Legislativo. Eu gosto muito do que faço. Fico feliz em poder contribuir com a história de Bacabeira ao longo de 20 dos 25 anos de emancipação”, avalia.

TRAJETÓRIA POLÍTICA
Em 1998, Romulado disputou sua primeira eleição pelo PSD, mas não obteve êxito, conquistando apenas a suplência com 94 votos. Em 2000, foi eleito pelo PP para seu 1º mandato com 212 votos. Em 2004, foi reeleito com 252 votos para o 2º mandato. Em 2008, foi reeleito pela 3ª vez com 264 votos. Em 2012, pelo PTB foi terceiro colocado nas urnas, com 376 votos e reeleito pela 4ª vez. No pleito de 2016, concorrendo no DEM, foi reeleito para o 5º mandato consecutivo com 340 votos. Em 2020, está pronto para buscar o sexto mandato consecutivo pelo PSL.

Governadores decidem manter o isolamento social

Vinte e cinco dos vinte e sete governadores brasileiros decidiram que vão manter o isolamento social com principal medida para tentar barrar o avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil.

Os governadores de todo o país, exceto o do Distrito Federal participaram na tarde desta quarta-feira (25) de uma videoconferência e aprovaram uma carta com uma série de reivindicações ao governo Federal.

Governadores do Acre, Amapá, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais Pará, Paraíba, Parará, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins vão continuar com as medidas de isolamento. Apenas os governadores de Rondônia e Roraima não se manifestaram.

Após o pronunciamento polêmico de ontem à noite, o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar com a imprensa no Palácio da Alvorada e repetiu o tom do pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV.

Enquanto isso, o vice–presidente da República, Hamilton Mourão afirmou que a posição do governo é manter o isolamento e distanciamento social. “A posição do nosso governo, por enquanto, é uma só: o isolamento e o distanciamento social”, afirmou.

Câmara de São Luís realiza audiência pública remota

A Câmara Municipal de São Luís promoveu, nesta terça-feira (24), a primeira audiência pública remota da história do legislativo ludovicense com o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho.

O evento realizado 100% online foi necessário devido a pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19), declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no último dia 11 de março.

Coordenada pelo presidente da Casa, vereador Osmar Filho (PDT), a audiência inédita e histórica foi transmitida pelo canal da Câmara no YouTube e utilizando o Sistema de Deliberação Remota, plataforma de Internet disponibilizada pelo setor de Tecnologia da Informação da CMSL. A transmissão contou com intérpretes de Libras para permitir que pessoas com deficiência auditiva acompanhassem as discussões sobre a temática.

Os parlamentares tiveram tempo para fazer questionamentos e sugestões de ações. A tecnologia implantada pela gestão Osmar Filho continuará sendo utilizada pelos parlamentares para votação de projetos e outras matérias.

Lula Fylho falou das medidas para prevenir os efeitos e não sobrecarregar a rede de saúde municipal. Ele também destacou que os R$ 3,1 milhões da emenda parlamentar coletiva destinada pelos vereadores serão usados na compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e insumos para ações de combate à expansão do Covid-19 na cidade.

Além disso, o auxiliar do prefeito Edivaldo Júnior também atualizou os vereadores em relação às informações sobre a Gripe H1N1e explicou as ações da Prefeitura contra a doença.

“Com a confirmação do primeiro caso da doença em São Luís, reforçamos as medidas para garantir o atendimento aos pacientes e para o controle do Coronavírus. É importante que a população evite sair de casa e aglomerações. Agradeço o apoio da Câmara e gostaria de afirmar que os R$ 3,1 milhões que são frutos da emenda parlamentar coletiva dos vereadores serão usados na compra de EPIs e insumos para ações de combate à expansão do vírus “, enfatizou o secretário.

Assembleia aprova estado calamidade pública no Maranhão

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, na tarde desta terça-feira (24), o Projeto de Decreto 002/2020, em que o Executivo pede o reconhecimento do estado de calamidade pública no Maranhão com efeitos até 31 de dezembro de 2020, devido às medidas preventivas face à pandemia do novo coronavírus (COVID-19). A apreciação e votação da mensagem foi feita em uma Sessão Extraordinária com Votação Remota por Videoconferência, uma iniciativa inédita na história do Parlamento maranhense.

Após a aprovação, por unanimidade, pelos 38 parlamentares presentes, o presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), promulgou o projeto.

Em suma, o Projeto de Decreto assegura ao Governo do Estado o bom funcionamento do Maranhão para a garantia da continuidade do desenvolvimento das políticas públicas essenciais, a exemplo das demandas da área da saúde, bem como para atenuar os efeitos negativos da desaceleração econômica.

Na mensagem, o governador Flávio Dino (PCdoB) justifica o estado de calamidade pela ampliação do número de casos suspeitos de infecção por COVID-19, aumento significativo e transitório de doenças infecciosas geradas pelo vírus H1N1 e ocorrência de eventos adversos associados ao volume de corpos hídricos, bem como pela intensidade das precipitações pluviométricas em vários municípios maranhenses, provocando, inclusive, o deslocamento da população para abrigos temporários e a consequente disseminação de doenças de transmissão respiratória, a exemplo das infecções virais.

Para Othelino Neto, o Poder Legislativo cumpre o seu papel com a aprovação da matéria. “Permitimos que o Poder Executivo tenha segurança jurídica para tomar decisões emergenciais de prevenção e combate à pandemia do novo coronavírus e ao H1N1, além de auxiliar pessoas desabrigadas em decorrência de enchentes. Juntos, venceremos essa batalha”, enfatizou

O chefe do Legislativo complementou: “Neste momento, precisamos seguir as recomendações do Ministério da Saúde e ficar em isolamento social, em nossas casas. Nesse sentido, agradeço aos servidores que permitiram que a Sessão Extraordinária por videoconferência acontecesse, sendo esta uma solução tecnológica encontrada para que mantivéssemos uma quantidade mínima de pessoas aqui na Casa, conforme orientações dos órgãos de Saúde”, disse.

Políticos criticam pronunciamento de Jair Bolsonaro

Políticos de todo o país criticaram o pronunciamento feito em cadeia nacional pelo presidente da República Jair Bolsonaro.

O governador do Maranhão, Flávio Dino disse que há poucas esperanças de que Bolsonaro possa exercer com responsabilidade e eficiência a Presidência da República. O presidente do Senado, Davi alcolumbre também criticou o pronunciamento de Bolsonaro e líder do governo Major Vitor Hugo elogiou o pronunciamento do presidente e classificou de excelente”.

Veja a repercussão:

Flávio Dino – governador do Maranhão
“Pronunciamento de hoje mostra que há poucas esperanças de que Bolsonaro possa exercer com responsabilidade e eficiência a Presidência da República. Os danos são imprevisíveis e gravíssimos. Em respeito às vidas dos maranhenses, bem como em sintonia com cientistas e profissionais da saúde, manterei no Maranhão todas as providências preventivas e de cuidado em face do Coronavírus.”

Davi Alcolumbre – presidente do Senado
“Neste momento grave, o país precisa de uma liderança séria, responsável e comprometida com a vida e a saúde da sua população. Consideramos grave a posição externada pelo presidente da República hoje, em cadeia nacional, de ataque às medidas de contenção ao Covid-19.”

Major Vitor Hugo – Líder do governo
“Excelente pronunciamento do nosso presidente Jair Bolsonaro! A sua visão de estadista e a sua coragem em ir na contramão da histeria coletiva, construída sem critérios racionais, vão salvar as vidas de milhões de brasileiros. Salvar vidas e proteger empregos!.”

Eliziane Gama – Senadora Cidadania
“A cada dia vemos que o presidente se supera. A Índia e o resto do mundo decretando quarentena e aqui a ordem do presidente é a aglomeração. Definidamente sem palavras pra definir tamanha irresponsabilidade. A cada dia vemos que o presidente se supera. A Índia e o resto do mundo decretando quarentena e aqui a ordem do presidente é a aglomeração. Definidamente sem palavras pra definir tamanha irresponsabilidade.”

Márcio Jerry – deputado federal
“Que psicopatia faz Jair Bolsonaro ter esse desejo de ver o povo exposto ao coronavírus? Nenhum respeito pelos 46 mortos até aqui. Nenhuma preocupação com outros tantos que morrerão. Quanta malvadeza! Quanta crueldade!.”

Joice Hasselmann – deputada federal
“Em relação ao pronunciamento do PR sobre o coronavírus concluo: Jair Bolsonaro foi irresponsável, inconsequente, insensível! O Brasil precisa de um líder com sanidade mental. Todas as chances que o PR teve de acertar ele mesmo jogou fora. Erra e se orgulha do erro estúpido.”

Flávio Bolsonaro – senador
“Jair Bolsonarofala a verdade ao povo brasileiro: proteger os mais vulneráveis (idosos e com doenças pre-existentes) e retomar a normalidade no país! Outros líderes mundiais já esboçam iniciar o mesmo movimento. Com coragem, Presidente Jair Bolsonaro faz pronunciamento para que onda do coronavírus seja menos mortal que a onda da recessão, logo a seguir.”

Dr. Hilton Gonçalo anuncia aquisição de testes para coronavírus em Santa Rita

A Prefeitura de Santa Rita vai iniciar nesta semana os primeiros testes para o possível diagnóstico de coronavírus em pessoas que apresentem os sintomas e estejam na lista de suspeitos no município.

O anúncio foi feito pelo prefeito Hilton Gonçalo, que entende que a melhor forma de combater a doença causada pelo vírus é diagnosticar a doença e identificar as pessoas, para que estas recebam o tratamento adequado e fiquem isoladas em unidades hospitalares.

Hilton Gonçalo lembrou que cada um é responsável por ajudar no combate ao coronavírus e o poder público municipal de Santa Rita também tem feito a sua parte adquirindo com recursos próprios 500 kits de testagem para o covid-19.

Os kits também vão poder ser utilizados pela Prefeitura de Bacabeira, uma vez que os dois municípios possuem um consórcio e que integram atividades em diversas áreas dentre elas, a saúde.

Além desse anúncio, Hilton Gonçalo já tinha anunciado que 6 unidades estão prontas para atender exclusivamente casos suspeitos de coronavírus, somando 24 leitos exclusivos, assim como houve distribuição de glicosímetros e aparelhos aferir pressão arterial.

O município de Santa Rita recebeu pouco mais de 2 mil doses de vacinas contra H1N1 praticamente todas já foram aplicadas e novas unidades já foram solicitaras ao Ministério da Saúde.

Flávio Dino diz que caminhoneiros são essenciais

O governador Flávio Dino (PCdoB) determinou que as estradas maranhenses permaneçam abertas para a circulação dos caminhões.

Segundo Flávio Dino, o trabalho dos caminhoneiros é essencial para abastecimento de alimentos e materiais de saúde.

Flávio Dino disponibilizou um número de whatsapp para os caminhoneiros caso encontrem barreiras.

“Caminhoneiros são essenciais para abastecimento de alimentos e materiais para saúde. Por isso, determinei que estabelecimentos nas estradas fiquem abertos para apoiar circulação dos caminhões. Qualquer problema, peço que caminhoneiros mandem WhatsApp para (099) 991910709”, destacou.