Salto na saúde! Três mulheres ajudam Edivaldo a melhorar o atendimento dos ludovicenses

Spread the love

Natália Mandarino, Isabel Macedo e Márcia Bittencourt estão unidas por um mesmo propósito: fazer o bem ao próximo

Trio feminino impõe ritmo à gestão e deixa marca ao unificar técnica com olhar humano (Foto: Divulgação)

O Governo Municipal tem atuado sistematicamente para melhoria do atendimento e assistência na área da saúde em São Luís. Alguns números dão mostra disso e comprovam porque, alguns dias atrás, a própria Câmara Municipal de São Luís, reconhecendo os esforços da atual administração e a significativa melhora do atendimento à população em algumas das várias frentes que estão sendo atendidas em ritmo emergencial, destinou Moção de Aplausos ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior por estes avanços, através de proposição apresentada pelo vereador Astro de Ogum (PCdoB), vice-presidente da Casa.

E o resultado positivo só foi possível graças ao emprenho de três mulheres que uniram pelo mesmo propósito: melhorar o atendimento com ações reais e efetivas. Como todos sabem, não é segredo para ninguém as condições caóticas às quais a população ludovicense (e maranhense por extensão) vem sendo submetida há longo período nos principais hospitais públicos de emergência da capital. Inúmeras matérias jornalísticas denunciavam a situação de descaso e pressão a que os profissionais de saúde dos Socorrões I e II eram submetidos no exercício de suas funções.

Qual não foi a surpresa de vermos noticiado que os corredores sempre amontoados dos hospitais Socorrão I e II, duas das mais importantes unidades de saúde que atende a população de baixa renda da capital e do estado, encontram-se normalizados e um clima de ordem vem dando tom à rotina de pacientes e funcionários?

Uns podem dizer que é mágica, outros vão dizer que é sorte da nova equipe. Mas, ao que temos visto, a gestão feminina na Secretaria Municipal de Saúde – Semus tem realizado milagres, dando nó em pingo d’água ou feito das tripas coração à base de muita competência técnica e olhar humano para uma das áreas mais importantes, carentes e, portanto, difíceis de lidar na gestão pública.

Com isso, Natália Mandarino, Isabel Macedo e Márcia Bittencourt , três mulheres unidas por um mesmo propósito, o de fazer o bem ao próximo, reforçam a máxima que se observa globalmente com a crescente participação feminina em cargos-chave dos espaços de poder: não só quebram a lógica da dominante participação masculina como mostram a que vieram ao realizar façanhas desta envergadura em tempo recorde numa clara demonstração de compromisso, sensibilidade e vontade de fazer que somente mulheres poderiam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *