Arquivo mensais:maio 2019

Brandão e Weverton em campanha pelo governo

Já não é mais possível esconder de ninguém.

Enquanto o governador Flávio Dino (PCdoB) sonha com a Presidência da República, dois dos seus principais aliados intensificam movimentos de olho na sucessão pelo Governo do Maranhão.

Desde o início do ano, o vice-governador, Carlos Brandão (PRB), tem se reunido lideranças dos mais diversos matizes políticos. A quem se dispõe a ouvi-lo, não guarda segredos: depois que assumir para concluir o atual mandato, será candidato à reeleição.

O senador Weverton Rocha (PDT) não desconhece a articulação, e “contra-ataca” como pode.

Eleito senador com a força de um grupo político alicerçado em lideranças regionais e prefeitos, ele já conseguiu o controle da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), onde conseguiu eleger um dos seus coordenadores de campanha, o prefeito Erlanio Xavier, de Igarapé Grande.

Durante a semana, nova vitória: viu o aliado Othelino Neto (PCdoB) costurar, sem percalços, uma alteração ao Regimento Interno da Assembleia para antecipar a eleição da Mesa Diretora.

O comunista deve reeleger-se já ao longo da semana, para ficar sob o comando do Legislativo até 2022. Dessa forma, também acaba entrando definitivamente na linha sucessória e vira um “vice” caso Flávio Dino efetivamente deixe o cargo para uma nova candidatura.

Projeto estimula produção científica e ajuda alunos com experiências práticas

“Diálogos Penais” permite que a cada edição um profissional vá até a sala de aula ou faculdade para ministrar uma palestra sobre conteúdo da disciplina aplicada

Professora Patrícia Barros estimula produção científica e ajuda alunos com experiências práticas — Foto: Divulgação

Por considerar que todo profissional tem sua história de sucesso, a professora do curso de Direito da Faculdade Pitágoras, Patrícia Barros, criou um método que ajuda seus alunos a aprender com experiências práticas. Para isso, a educadora que também é advogada militante, lançou o projeto “Diálogos Penais”, uma iniciativa que permite que a cada edição um profissional convidado vá até a sala de aula ou faculdade para ministrar uma palestra sobre conteúdo da disciplina aplicada.

Em entrevista ao portal Rádio Noticia Maranhão, Patrícia Barros destacou que o objetivo do projeto multiprofissional é incentivar os alunos na pesquisa, leitura e produção científica.

“A ideia do projeto surgiu com o proposito de realizar um encontro uma vez por mês com profissionais convidados da aérea penal e afins para propor um diálogo com os alunos para desenvolver neles um estimulo para pesquisa, leitura e produção científica”, destacou.

Além da proposta de experiências práticas, o projeto ‘Diálogos Penais’ também trabalha a responsabilidade social na sala de aula. A cada palestra, existe uma arrecadação de alimentos doados pelos próprios alunos para ajudar as comunidades carentes com entrega de cestas básicas.

O primeiro encontro que aconteceu, no dia 26 do mês passado, teve como tema: “A eficiência do método APAC no Maranhão”. A palestrante desta edição foi supervisora das APACS no estado, Rayanna Araújo.

PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS
A idealizadora da iniciativa explicou ainda que ao final do ano será publicado um livro com os trabalhos científicos dos acadêmicos a partir de uma visão crítica de cada palestra realizada ao longo do período. A publicação com os artigos elaborados pelos alunos estará sob a coordenação da própria educadora.

Tocador de vídeo
00:00
00:15

DESCONTO EM LIVRARIA
O projeto inovador desenvolvido pela professora Patrícia Barros despertou a atenção da Livraria Themis, que resolveu apoiar a proposta. Para isso, cada aluno que participa dos encontros ganha um certificado que serve para obter desconto na compra de qualquer livro livraria. Além disso, o certificado de participação também ajuda na soma dos pontos nas horas de atividades extra-curriculares.

A segunda edição do projeto acontecerá nesta terça-feira (30), onde a Coronel Augusta Andrade, Comandante de Segurança Comunitária e Coordenadora Estadual da Patrulha Maria da Penha, explanará sobre: “Violência doméstica contra mulher e as atividades da Patrulha Maria da Penha”. Poderão participar os alunos de todas as áreas. Os interessados deverão comparecer ao Teatro Zenira Fique da Faculdade Pitágoras a partir das 19h.

SERVIÇO

O QUÊ? “Diálogos Penais” 2ª edição com tema Violência doméstica contra mulher e as atividades da Patrulha Maria da Penha

QUANDO? Hoje, terça-feira, 30 de abril.

ONDE? Teatro Zenira Fique, na Faculdade Pitágoras.

HORÁRIO? A partir das 19h.

Câmara promulga lei que cria o ProUni São Luís

A Câmara Municipal de São Luís promulgou nesta segunda-feira, 29, a Lei nº 6.505/2019, que institui o Programa Municipal Universidade Para Todos – ProUni São Luís, com o objetivo de oferecer bolsas integrais de estudos em instituições particulares de ensino superior para estudantes de baixa renda e professores da rede municipal de ensino.

A legislação oriunda do Projeto de Lei nº 074/2018, de autoria do vereador Pavão Filho (PDT), foi promulgada pelo presidente da Casa, Osmar Filho (PDT), depois que não houve sanção ou veto por parte do prefeito Edivaldo de Holanda Júnior (PDT).

Com a promulgação, agora o ProUni São Luís será regulamentado e serão disciplinadas as normas relativas à seleção dos estudantes, como a análise dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o perfil socioeconômico, além das obrigações dos alunos e das instituições.

De acordo com o chefe do legislativo, essa é uma iniciativa extremamente positiva que foi abraçada e unanimemente aprovada pela Casa.

“A promulgação desta lei, que foi abraçada e unanimemente aprovada por todos os vereadores, é de grande importância, pois visa atender toda a cidade e de forma específica a comunidade estudantil que quer ingressar no ensino superior”, disse Osmar Filho.

Autor da proposta, Pavão Filho também comemorou a promulgação da legislação. O parlamentar afirmou que acredita que o ProUni Municipal será um dos exemplos de ações positivas com vista da expansão universitária.

“É uma proposta que cria mecanismos de expansão universitária. Temos percebido a necessidade de elaboração de novos mecanismos que possam proporcionar esta expansão. Eu acredito que o ProUni Municipal será um destes exemplos de ações que vem dando certo”, frisou o parlamentar.

O ProUni São Luís conta com 12 artigos e traz disposições gerais, regularização, fiscalização e normas de execução que serão disciplinadas pelo Executivo Municipal. O dispositivo beneficiará a Instituição de Ensino Superior que aderir ao programa com alíquota do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza – ISSQN de no máximo de 1% (um por cento), a ser regulamentado pela Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz). Além disso, a norma também determina a destinação do percentual de 20% das bolsas universitárias para o funcionalismo público municipal.

Pitágoras pode aderir

O diretor da Faculdade Pitágoras de São Luís, Adriano Douglas Silva, prestigiou a cerimônia de promulgação da legislação, elogiou a iniciativa do vereador Pavão Filho e demonstrou interesse da instituição em aderir ao ProUni Municipal que deve ofertar bolsas de até 100% para estudantes carentes da capital no início do ano letivo de 2020.

“Esse é um projeto inovador e transformador. Com essa proposta, o estudante do ensino médio da rede pública terá a possibilidade de promover a educação continuada, ou seja, saindo do ensino médio direto para o ensino superior. A Câmara de São Luís está de parabéns por regulamentar essa iniciativa”, disse.

Para a estudante Flávia Rocha Silva, do Centro de Ensino Médio Cidade Operária I, o Prouni Municipal ameniza os índices de exclusão social. “Enxergo essa iniciativa como uma medida de mudança. Nos últimos anos criamos mais de um milhão de vagas para estudantes no país, mas mesmo com tudo isso, 84% dos jovens ainda são excluídos da oportunidade de cursar ensino superior”, concluiu.

Fotos: Handson Chagas