‘Baixa rejeição pode ser fator decisivo para Rubens’, diz analista

Spread the love

Na opinião de Fernando Bastos, se o PT –  dono do 2º maior tempo de TV – aderir à campanha do pré-candidato do PCdoB em São Luís, poderia ser o golpe fatal da eleição

Empresário e analista político Fernando Bastos

A pesquisa Prever, a primeira realizada para medir o poder de fogo dos pré-candidatos à Prefeitura de São Luís em meio ao impacto da pandemia do novo coronavírus e após as mudanças no calendário eleitoral, com o adiamento das eleições para 15 de novembro, agitou o cenário político na capital maranhense.

Registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-02708/2020, o levantamento apontou um cenário preliminar, conforme opinião do analista político, Fernando Bastos, que conversou com o blog Fator Verdade.

De acordo com ele, dois resultados devem ser levados em consideração na pesquisa eleitoral: a aceitação e a rejeição. Nesses quesitos, o analista deu destaque para Eduardo Braide, que lidera as intenções de votos e Rubens, que aparece com menor índice de rejeição.

“Braide está consolidado no 2º turno, o que para alguns pode soar como excelente para ele, mas não é, pois em minha opinião Braide perdeu o “time” e deixou escapar uma eleição em 1º turno, e numa disputa em dois turnos tudo pode acontecer, ainda mais que pelo vistos todos os candidatos devem se unir contra ele, e quem não o fizer, tem declarado que permanecerá imparcial no processo, o que dá uma enorme desvantagem para Braide ao meu ver”, disse Bastos.

Em relação a Rubens Júnior, o analista destacou que o ‘fator rejeição’ é uma boa notícia para ele.

“Nenhum outro candidato tem tanta probabilidade de crescimento quanto o pré-candidato do PCdoB, nem mesmo Braide. Essa vantagem pode levá-lo ao 2º turno e conhecendo seu poder de aglutinação, no lugar de Braide, eu me preocuparia”, avaliou.

Ainda de acordo com o analista político, se o PT –  dono do 2º maior tempo de TV – aderir à campanha do pré-candidato do PCdoB em São Luís, poderia ser o golpe fatal da eleição.

“Se o PT, que é dono do 2º maior tempo de TV, aderir a campanha de Rubens, pode ser o golpe fatal dessa eleição, o que ao meu ver poderia levar Rubens ao 2º turno, porque ele teria tempo para se tornar conhecido da população e com seu discurso moderno e ficha limpa tem tudo para conquistar o exigente eleitorado da ilha que sempre foi rebelde”, analisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *