Coluna Língua de Trapo do dia 11/03/2020

Spread the love

REFORMA INTERMINÁVEL    
R$ 2 milhões 846 mil 686 reais e 55 centavos. Foi o valor que a Prefeitura de Rosário recebeu, entre os anos de 2016 e 2018, para realizar reparos na Unidade Mista de Saúde (Antigo SESP), que apresenta problemas em sua estrutura física. Alguns dos recursos foram destinados, inclusive, através de emendas, mas a entrega do serviço até hoje não foi realizada.

PREFEITA QUER SER DEPUTADA      
Falando nisso… A prefeita de Rosário, Irlahi Linhares (MDB), ao que parece, não desistiu do sonho de ser deputada estadual. De olho em 2022, a chefe do executivo rosariense começou a ensaiar os primeiros passos rumo à Assembleia Legislativa. Ela resolveu apoiar candidatos a prefeitos em quase todos os municípios da região. Deseja falar das ações que desenvolveu em seu município onde administra pela segunda vez. A prefeita já comprou dois pares de tênis pra iniciar caminhada.

GRUPO ENCOLHENDO
Na Câmara de Morros, o grupo de vereadores ligados ao prefeito Sidrack Feitosa, que teria como regente o vereador Riba Lobato, não consegue acertar o ritmo. Já teve os onze vereadores, depois baixou para nove, começou o ano com seis e até as eleições estará apenas com três. Não custa lembrar que em 2018, seis dos onze parlamentares impuseram uma derrota ao grupo do chefe do executivo morruense com a vitória na eleição para Mesa da Câmara.

PERIGO, PERIGO                 
O prefeito de Presidente Juscelino, Magno Teixeira (PSDB), tem colocado sua candidatura à reeleição em um jogo perigoso. E não é por rejeição de contas ou ficha suja. Mas por dar ouvidos a um secretário que já está politicamente desgastado.

DENÚNCIA GRAVÍSSIMA           
Grave não, gravíssima a denúncia que chegou ao blog, de que um chefe do legislativo da região teria ajudado a dar fuga a um homicida foragido da justiça. A denúncia diz que o tal vereador também é suspeito de receptação já que foram flagrados em sua residência vários produtos furtados de um órgão público do município. As autoridades competentes do estado estão investigando o caso.

TENTAM JUNTAR                 
“Bombeiros” de Bacabeira tentam apagar o fogo visando fechar uma aliança de paz e amor na eleição de 2020. Querem juntar no mesmo palanque os inimigos políticos José Venâncio e Reinaldo Calvet (ex-prefeitos) e Ubirajara Torres (atual vice) e Alan Linhares (ex-prefeito) que são adversários na comunidade Zé Pedro. É o que se fala agora nas esquinas e bares da cidade, com a bênção da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e de líderes ligados ao governador Flávio Dino.

HOMEM DO DEMO              
Já que tocamos no assunto…., o ex-prefeito José Venâncio, que tenta limpar sua ficha suja para o pleito deste ano, anda comentando que não sai do (Demo)cratas. E mais: diz que vai filiar o irmão Pinheirinho [ou a mulher Jacilene] no partido para ser uma opção na disputa caso não consiga ‘limpar’ sua ficha na justiça… Podem até chiar, mas Venâncio sempre foi simpático ao (Demo)cratas.

SÍNDROME DO PÂNICO               
O prefeito de Cachoeira Grande, Antônio Ataide Matos de Pinho, o Tonhão (MDB), depois que assumiu o comando da prefeitura do município pela terceira vez, passou a sofrer de síndrome do pânico. Segundo as más línguas, ele estaria pensando em alugar sua casa na sede do município, para viver se escondendo pelos povoados do lugar. Os seus opositores vivem dizendo que para se esconder do ‘pede-pede’, Tonhão estaria dormindo numa comunidade e acordando em outra.

SHOW DO MILHÃO         
“Prefeito milhão” é como chamam José Ribamar Moreira Gonçalves, o Dunga (PMN), no município de Icatu, por causa das muitas licitações acima de R$ 1 milhão que vem realizando. Um milhão para brita; para areia, para cimento, para merenda, para o bol… deixa pra lá. Falando nisso, o blog vai trazer em breve uma reportagem sobre uma ação na qual envolve o chefe do executivo icatuense.

POBRE DE MARRÉ            
Em 2008, os bens da prefeita de Axixá, Sonia Campos representavam quase o triplo do que foi declarado em 2004, período em que disputou sua primeira eleição. O tempo passou e Soninha, como é popularmente conhecida, reduziu seu patrimônio em quase pela metade do que foi declarado em 2016, quando disputou sua terceira eleição. Em 2008, os bens eram de R$236.771,16. No entanto, oito anos depois o patrimônio foi reduzido a R$94.601,24. O caso lembra aquela canção infantil: Eu sou pobre, pobre, pobre, de marré, marré, marré…

O FOFOQUEIRO              
“Secretário de Monitoramento das Fofocas”, é um cargo que é, no mínimo, engraçado que vem sendo adotando em algumas prefeituras da região. O titular da pasta, geralmente, atua numa espécie de leva-e-traz. O blog está realizando um levantamento para descobrir quais os municípios que já nomearam o “secretário fofoqueiro”.

SÓ DESDOBRO
Dizem as más línguas que um conhecido gestor da região não pisa o pé no município se não tiver acompanhado da cara-metade, que possui uma especialidade para ‘desdobrar’ aquele popular ‘pede-pede’ inconveniente.

PONTO & CONTRAPONTO
>> Repercutiu, de forma negativa, o encontro do Partido Socialista Brasileiro – PSB que foi organizado pelo presidente da Câmara de Bacabeira, vereador Elias Teixeira Lima, conhecido por Tchabal, no último final de semana.

>> Após ser traído pelo chefe do legislativo bacabeirense, o comunicador Daniel Mendes, que é presidente do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) no município, vem sendo estimulado a lançar sua pré-candidatura a vereador em 2020.

>> Apenas 10 dos 29 partidos com registros no município de Bacabeira estão aptos a disputar as eleições deste ano no município. A maior aparece no sistema de consultas da justiça eleitoral com restrições, principalmente, junto à Receita Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *