Crianças sofrem para chegar às escolas em Marajá do Sena

Spread the love

Comandado pelo jornalista Caco Barcellos, o programa Profissão Repórter, da Rede Globo, que foi ao ar na noite dessa teça-feira 11, mostrou que, apesar de ter dinheiro em caixa para inchar a máquina pública com sinecuras, alugar aeronaves,sustentar satélites políticos e torrar com publicidade e propaganda, o governador Flávio Dino (PCdoB) não teve qualquer sensibilidade para investir no transporte escolar da rede pública de ensino do Maranhão.

Gravado há quase quatro meses, quando a equipe de reportagem foi maltratada pelas péssimas condições das estradas do município de Marajá do Sena, o programa focou nas imagens e dados alarmantes que comprovam que alunos, a maioria criança, ainda são obrigados a enfrentar pau de arara, que é proibido por lei, e longas caminhadas para realizarem o sonho de estudar.

Apesar da mídia anilhada (anilha é sinal que se põe na perna de ave domesticada) apontar como culpa da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) o flagra feito desde o dia 16 de abril deste ano, portanto já com Dino no comando do Estado, parte da herança maldita da peemedebista nesse descaso foi camaradamente acolhida pelo governador Flávio Dino (PCdoB) no Palácio dos Leões.

Explica-se: em abril do ano passado, oito crianças morreram e outras oito ficaram gravemente feridas em um acidente automobilístico quando estavam sendo transportados de Bacuri a Apicum-Açu em um pau de arara usado para transporte escolar. Uma das indiciadas pelas mortes e lesão corporal dos estudantes, Célia Vitória Neri Silva, ex-secretária de Educação do município de Bacuri, foi prontamente nomeada por Dino no cargo de adjunta do Cerimonial, logo nos primeiros dias do ano.

Questionado por setores da imprensa após a revelação da boquinha suspeita pelo Atual7, o comunista chegou ao disparate de declarar que não sabia do indiciamento da subordinada, e que, comprovando, Célia Neri seria prontamente exonerada, o que não aconteceu até hoje.

Um outro fato curioso é que, informado das gravações e que, além das péssimas condições das estradas, o Profissão Repórter exibiria em rede nacional as mazelas enfrentadas pelas crianças maranhenses para chegar à escola, ainda em abril, o governador do Maranhão instituiu rapidamente, por meio de decreto, o Programa Estadual de Apoio ao Transporte Escolar (Peate), que no papel está orçado em R$ 20 milhões somente para o ano de 2015.

Estranhamente, somente agora, após a reportagem da Globo ir ao ar, é que o Palácio dos Leões resolveu divulgar os tais investimentos, para salvar a pele de cordeiro que cobre o lobo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *