Ex-procuradora é presa por suspeita na morte do marido

Spread the love

A polícia prendeu nesta terça-feira (26) a ex-procuradora de Cândido Mendes, Edna Maria Cunha de Andrade. O mandado de prisão foi cumprido às 6h da manhã, no escritório e no apartamento de Edna Maria, em São Luís.

Os imóveis ficam em um condomínio de luxo, na península, bairro nobre da capital. Ela foi levada para a Superintendência de Homicídios, onde prestou depoimento.

“Isso tudo é para consubstanciar as investigações nos autos do inquérito policial e de procedimento investigatório criminal do Ministério Público acerca do homicídio em que foi vítima Romerson Robson, então secretário de saúde do município de Cândido Mendes, em 2014”, declarou Jeffrey Furtado, delegado de homicídios.

Romerson foi assassinado a tiros dentro do carro no povoado Águas Belas, na zona rural da cidade. Ele era marido de Edna, então procuradora do município, que foi encontrada dentro do veículo no dia do crime, junto com um funcionário da Prefeitura.

Além de Edna, também foi preso Ney Moreira Costa, no dia 16 de janeiro, por suspeita de participação no crime. A polícia trabalha com as possibilidades de crime passional ou queima de arquivo.

Exames periciais apontaram que os tiros que mataram o secretário teriam partido de dentro do carro. De acordo com a polícia, também há indícios de que o crime tenha sido encomendado pelo prefeito de Cândido Mendes, José Ribamar Araújo, o ‘Mazinho Leite’.

“A investigação até agora apurou que o ‘Mazinho Leite’ tinha um relacionamento extraconjugal com a procuradora do município, Edna Maria. Com isso, os investigados supostamente arquitetaram a morte do Romerson”, informou o delegado Guilherme Sousa Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *