Governo não paga R$ 4,2 mi destinados por deputados ao Aldenora Bello

Spread the love

O deputado estadual César Pires (PV) revelou hoje (27), em discurso na Assembleia Legislativa, que o governo Flávio Dino (PCdoB) ainda não repassou ao Hospital Aldenora Bello o valor referente a emendas parlamentares destinadas à unidade.

Segundo articulação do deputado Yglésio Moyses (PDT), cada deputado destinou R$ 100 mil em emendas à casa de saúde, totalizando R$ 4,2 milhões para o tratamento de Câncer. A verba, contudo, ainda não chegou onde deveria.

“Houve mídia, tanto mídias fixas, visuais, como por meio de televisão. E, por conta da lembrança do meio de comunicação, liguei ao Dino [Antonio Jorge Dino, diretor do hospital], que se encontrava fora do estado. Ele foi bem enfático comigo: ‘nenhum centavo até agora foi depositado dos quatro milhões e duzentos’. O governo não respeita nada, não respeita os nossos deputados estaduais, que propuseram os R$ 4,2 milhões, extraídos das nossas prováveis emendas. Resultado, o dinheiro não chegou ao Aldenora Bello, não adianta comemorar ano internacional, dia internacional, mês internacional, mês estadual de prevenção ao câncer, se você não tem os instrumentos necessários para poder fazer a prevenção. Não se resolve nada no caráter conceitual, no caráter do verbo, mas tem que ter a verba para poder se fazer alguma coisa e essa verba não chegou até agora ao Hospital Aldenora Bello”, destacou.

Pires cobrou que os meios de comunicação, que foram usados para propagar a destinação das emendas, também noticiem o não pagamento das mesmas emendas.

“O que eu quero é que os mesmos meios de comunicação utilizados por nós para propagar as nossas ações sejam também utilizados para falar do governo, que o governo não honrou os seus compromissos e que inúmeras pessoas podem ser levadas a óbito”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *