Produtor cultural mantém bloco de rua há 14 anos organizando eventos

Spread the love
fd6fe1ea-b926-4e25-8fde-b132619962b4
Bloco começou com um grupo de amigos em 2005

Quem respira o Carnaval de rua em Bacabeira sabe que um dos blocos mais organizados é “Os Raparigueiros”, da comunidade Peri de Cima, em Bacabeira. Mas, para além da organização, o bloco que surgiu em 2005 se insere, política e socialmente, na história da folia do município.

Prestes a completar duas décadas, o grupo carnavalesco coleciona vivências e visões, sempre traduzidas por seu fundador, Herbenilson Santos Caíres, mais conhecido por Herbinho.

Em entrevista ao blog, o produtor cultural falou sobre a história do bloco e afirmou que usa uma forma bem criativa para ajudar a arrecadar dinheiro para colocar a brincadeira na rua.

7005207d-3363-42f5-afe0-4770ef7a9f6e
A brincadeira foi crescendo ao longo dos anos

De acordo com Herbinho, uma das saídas viáveis é a realização de diversos eventos ao longo do ano para arrecadar recursos que contribuem para que “Os Raparigueiros” sobrevivessem nesses 14 anos de fundação. O dinheiro arrecadado, segundo ele, é utilizado para suprir as despesas da brincadeira.

“O bloco surgiu em 2005 e desde então sobrevive através da arrecadação dos eventos realizados ao longo do ano”, revelou.

3721bcc6-e1ca-4b51-b38e-1c820b968c98

700bea03-f183-43c2-b676-10cecbba7100
Bloco “Os Raparigueiros” se firmou e já é um dos mais tradicionais e organizados do município

A forma que o bloco “Os Raparigueiros” encontrou para se manter ao longo dessa trajetória contrapõe à do fundador do bloco Pito no Lixo que acha que folia deve ser feita apenas com dinheiro público.

f3a47f6c-d787-4a28-87b5-2aba174a0fed

887eff29-7997-44d7-adc5-f8e3cfabce8e
Organizadores do bloco também mostram o lado social da brincadeira

84a37776-e454-4d71-b081-8e3cb1712f2d

3a75aa07-0403-4f30-8454-6ff57daf7bab
Vários eventos são realizados ao longo do ano para arrecadar recursos para poder o bloco sair na rua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *