Sindicato diz que retirada de camelôs da Rua Grande gera prejuízos aos lojistas

Spread the love

Em entrevista ao programa Na Hora, da Rádio 92.3 FM, que foi ao ar nessa terça-feira (26/11), às 13h00, o presidente do Sindicato de Vendedores Ambulantes de São Luís, José de Ribamar Ferreira, conhecido por Ribinha, afirmou que o comércio da Rua Grande, no Centro, vem registrando prejuízo após a ação de retirada de camelôs do local. Segundo ele, a saída dos trabalhadores informais do logradouro não agradou lojistas e consumidores.

“Os vendedores ambulantes ajudam o comércio do Centro já que atraem movimento. Com a retirada dos camelôs, as vendas caíram mais de 40%”, revelou o representante dos trabalhadores informais na capital.

Além de falar sobre esse assunto, Ribinha destacou que para resolver o problema de acomodação de vendedores ambulantes, a Prefeitura de São Luís prometeu construir um shopping popular em área frontal ao Ginásio Costa Rodrigues.

“A promessa por parte da Prefeitura de São Luís é a construção do Shopping Popular, sem datas definidas ainda quanto a início e conclusão das obras. O endereço do empreendimento anunciado é em frente ao Ginásio Costa Rodrigues”, disse.

Entrevistado pelos apresentadores Isaías Rocha e Flavio Chocolate, o presidente do Sindicato de Vendedores Ambulantes diz que buscou a justiça para garantir a permanência dos camelôs na Rua Grande nesse período de fim de ano ou até a conclusão do novo espaço que vai abrigar uma parte do comercio informal.

Confira a entrevista completa com mais informações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *