Wellington aponta incoerência em reunião entre Flávio Dino e Sarney

Spread the love

Entre 42 deputados estaduais, Wellington do Curso foi o único que falou sobre a incoerência do governador Flávio Dino, que criticou Sarney durante toda a vida e, agora, foi atrás do referido para “pedir conselhos”. Subitamente, o que até semana passada era visto como “o atraso do Maranhão”, agora passou a ser chamado de “grande líder político” tanto pelo governador quanto por seus aliados.

Ao se pronunciar, o deputado Wellington questionou o que mudou e motivou essa alteração bruta e repentina, mas nenhum aliado de Flávio Dino soube responder.

“Até semana passada, Flávio Dino demonizava Sarney! Dizia ser o atraso do Maranhão, a tal da ‘oligarquia’, que fazia parte da ditadura e era prejudicial à democracia. Flávio Dino se elegeu duas vezes falando mal da família Sarney e culpando-a por tudo de ruim que acontecia no Maranhão. Agora, por interesses próprios, vai atrás de Sarney para pedir conselhos. Tenho certeza de que o governador não foi até lá para falar sobre a geração de empregos, melhoria na qualidade de vida dos mais pobres do Maranhão e, muito menos, das pessoas que sofrem para fazer tratamento de hemodiálise, câncer e padecem em corredores de hospitais. Essa é a cara de pau de quem nunca soube o que é coerência. Como deputado estadual, nunca defendi Sarney. Não dou Dinistra e nem Sarneyzista. Ao contrário do governador, seguirei firme defendendo o povo do meu Maranhão”, disse o deputado Wellington.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *