Apos traição, Ramon se filia ao PTB, “esvazia” PTC e compromete reeleição de Paulo Alencar em São José de Ribamar

Spread the love
Jovem liderança ribamarense “arrastou” dezenove pré-candidatos para o novo partido comandado no município pelo prefeito Eudes Sampaio
Ramon muda de partido e deixa vereador Paulo Alencar sozinho no PTC

O suplente de vereador em São José de Ribamar, Ramon Corrêa Lima Marques, mais conhecido por Ramon Ribamarense, deixou o comando municipal do PTC, e se filiou ao PTB-14, comandado no município pelo prefeito Eudes Sampaio. A decisão ocorreu, segundo apurou a reportagem, após traição do comandado estadual do antigo partido, que tem o ex-deputado Júnior Verde como presidente regional. Ramon foi afastado da presidência do PTC, após declarar apoio à reeleição do chefe do executivo ribamarense.

No inicio dessa semana, a jovem liderança confirmou a troca. A filiação de Ramon ao PTB causou uma grande migração de pré-candidatos ao grupo de partidos que apoiam Eudes. Quem mais ganhou com o troca-troca foi o próprio PTB, que recebeu 10 pré-candidatos a vereador. Os demais filiados foram para o PP e PROS, sendo que o primeiro recebeu cinco nomes e o segundo filiou quatro dos novos apoiadores.

O mais prejudicado com a entrada de Ramon no PTB foi o PTC, seu ex-partido que hoje tem como presidente municipal o vereador Paulo Alencar. O quadro de filiados da legenda praticamente se esvaziou, comprometendo com isso, a reeleição do parlamentar mais votado no pleito de 2016, justamente, a dois dias de fechar a janela de filiações para quem vai disputar as eleições deste ano.

Ao comentar o fato de sua saída do PTC ter provocado uma debandada de aliados, Ramon não quis relacionar o caso à nenhuma vingança pessoal contra a direção estadual da legenda. Há cerca de um mês, a Executiva Estadual do PTC decidiu tirar Ramon do comando municipal, o que foi entendido como uma “expulsão branca” do partido.

“Em momento nenhum eu baseio minhas atitudes com o sentimento de vingança. Não é esse o meu interesse. Eu saí e outros companheiros saíram comigo porque não concordaram com o processo antidemocrático. Não me deram nem o direito de defesa. Se o comando estadual quisesse discutir ou fazer o debate sobre o assunto, eu estaria aberto, mas não, simplesmente me tiraram da direção do partido”, declarou Ramon.

Com as mudanças, Eudes Sampaio foi o pré-candidato a prefeito que mais recebeu adesões num único dia: 19 novos aspirantes ao cargo de vereador. Ramon, por sua vez, foi o líder politico que mais levou novos apoios ao candidato majoritário: 18, ao todo, conforme lista em anexo.

1-Ramon – PTB
2-João Carlos – PP
3-Prof Keila – PP
4-Keila Negona- PTB
5-Robson – PP
6-Alex Gonçalves- PTB
7-Jânio Abreu – PTB
8-Bambam-PTB
9-Ten Guterres – PROS
10-Batalha – PTB
11-Alemão – PTB
12-Pr. Gessé – PTB
13-Carlinhos Arrocha – PTB
14-Gil Alves – PP
15-Albertina Brandão – PTB
16-Valquíria – PROS
17-Edgar – PP
18-Michel – PROS
19-Guri – PROS

QUEM É ELE?
Nascido no dia 26 de setembro de 1992, em São Luís – MA, Ramon Corrêa Lima Marques, mais conhecido por Ramon Ribamarense, descobriu-se homem público com ênfase na política partidária desde muito cedo, quando percebeu que através da vida pública poderia mudar a realidade de um povo cuja situação social, política e econômica o inquietava.

Em 2016, despertou interesse pela política partidária e filiou-se ao Partido Republicano Brasileiro (PRB) [que passou a se chamar “Republicanos” em 2019], onde disputou as eleições daquele ano e conquistou 550 votos, ficando como suplente na legislatura 2017-2020.

Dois anos depois do pleito municipal, Ramon assume a direção do Partido Trabalhista Cristão (PTC) em São José de Ribamar, conseguindo filiar várias lideranças de peso no município. O jovem líder politico diz que a tônica de sua gestão como presidente municipal do partido foi o diálogo com a sociedade civil organizada, a classe política e os movimentos sociais com o objetivo de fortalecer o vínculo da legenda com a comunidade.

Em 2018, Ramon e seu grupo politico conseguiu expressiva votação para os candidatos que disputavam os cargos de deputados estadual e federal. Em 2020, diante de um histórico de luta contínua e corajosa sempre em defesa das causas sociais, ele diz que voltará a disputar uma vaga na Câmara de Vereadores e espera lograr êxito em mais uma disputa rumo ao legislativo ribamarense.

Acadêmico de direito, Ramon é filho da advogada Itamary de Fátima Corrêa Lima Marques e do secretário de Articulação e Desenvolvimento Metropolitano de São Luís, Júlio César Marques. Seu genitor também é advogado com especialidades em Direito Eleitoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *