Problema de saúde tira Domingos Dutra da cena política

Spread the love

Domingos Dutra (PCdoB),  então prefeito de Paço do Lumiar, situado na Região Metropolitana de São Luís, foi internado às pressas na noite de  23  de julho de 2019, no Hospital São Domingos, na capital, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Na mesma hora, ele  foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva(UTI) após ser submetido a exames para ser medida a gravidade do derrame.

Segundo a equipe médica que assistiu o prefeito, embora o caso não tenha sido extremo, ele precisava de cuidados especiais, principalmente por ter mais de 60 anos de idade. Começava ali uma série de episódios novelescos envolvendo Dutra, a esposa dele, Núbia e os filhos do primeiro casamento do político, que logo foram proibidos de visitá-lo.

Tempos depois, Dutra foi retirado do São Domingos de forma sorrateira e levado para São Paulo. No dia 3 de março de 2020, Núbia Dutra, com forte escolta pessoal, e conduzindo Domingos Dutra, arrombou a porta da Prefeitura e deu posse ao marido, na tentativa de destronar a então vice, Paula da Pindoba, hoje prefeita titular. Ele tomou posse, embora apenas balbuciando algumas palavras e pensando que ainda fosse deputado federal.

No dia seguinte, ele passou mal e acabou na emergência do hospital São Domingos. O caso aconteceu menos de 24 horas após a tresloucada posse.

O grupo liderado por Núbia Dutra ainda foi acusado de impedir que funcionários entrassem no prédio para trabalhar. No mesmo dia, a promotora de justiça Raquel Pires de Castro pediu à Justiça uma perícia médica que comprovasse se Dutra tinha condições de saúde para trabalhar na prefeitura.  Ele nunca foi levado para ser submetido à perícia médica.

Trajetória de lutas

 Nascido no povoado Saco das Almas, no município de Buriti de Inácio Vaz, Dutra é o primogênito de uma família de 11 irmãos. Veio para São Luís adolescente e trabalhou durante  vários anos no extinto Grupo Lusitana. Se formou em Direito, defendeu os trabalhadores rurais, se filiou ao PT e teve ativa participação nos movimentos sociais de São Luís a partir da década de 1980.

Exerceu um mandato de deputado estadual e três de deputado federal. Renunciou às aposentadorias proporcionais, tanto da Assembleia Legislativa como da Câmara Federal. Migrou para o PC do B após desentendimento no PT e conseguiu se eleger prefeito de Paço do Lumiar.

Após todos os problemas de saúde e os imbróglios criados em torno do seu mandato de prefeito, que ele não concluiu, nunca mais se ouviu falar a respeito do seu real estado de saúde.

Com essa exposição, o jornalista Djalma Rodrigues, fez um importante questionamento, em seu blog: Por onda anda Domingos Dutra?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *