Pescador que ficou fora da Câmara com mais votos que irmão tentará sua terceira eleição

Spread the love

Carlos Torres, presidente do Sindicato dos Pescadores de Bacabeira, obteve mais votos do que vereadores eleitos em 2012 e 2016. Ele ocupou a suplência em duas oportunidades e espera lograr êxito no pleito deste ano.

O pescador José Carlos Pereira Torres, de 49 anos, é uma vítima do sistema proporcional adotado em eleições para vereador e deputado no Brasil. Em 2016, ele foi candidato a vereador pelo PROS e recebeu 234 votos, mas ficou de fora da Câmara Municipal de Bacabeira, nesta legislatura que encerra em fevereiro do ano que vem, quando os eleitos nas eleições de 2020 vão tomar posse.

Curioso, é que Carlos Torres teve mais votos que o irmão José Benedito Pereira Torres – Arrumadinho (PSB), de 50 anos, que foi eleito na época, pelo PSDB, com apenas 225 votos. Ou seja, nove sufrágios a menos que o presidente do Sindicato dos Pescadores de Bacabeira.

Filho de pescadores, casado, pai de dois filhos, católico, residente e domiciliado no distrito de Peri de Baixo onde nasceu e cresceu, Carlos Torres é o personagem desta semana da série de reportagens especiais que o PSL bacabeirense vem disponibilizando em seus perfis das redes sociais para mostrar um pouco do histórico de cada um dos pré-candidatos nas eleições proporcionais de 2020 no município.

ORGULHO DE REPRESENTAR A CLASSE


A história de lutas do personagem da semana é bastante interessante. Líder da pesca de maior credibilidade na região, ele se orgulha de representar a categoria como presidente do Sindicato dos Pescadores Artesanais de Bacabeira (SINDPESB) – entidade que atualmente reúne o maior número de pescadores no município.

Em entrevista ao jornalista Daniel Mendes, que integra a comunicação do partido, Carlos destaca que sua dedicação na luta pela classe pesqueira iniciou em 1996, quando obteve o primeiro documento oficial da categoria, o Registro Geral da Pesca (RGP) e logo depois, o Certificado de Pesca Marítima, documento emitido pelo Ministério da Marinha no ano de 1998.

Exercendo a atividade pesqueira desde cedo, o jovem pescador foi pioneiro no movimento da classe no município no início dos anos 2000. Em 2008, fundou o Sindicato dos Pescadores da cidade, desempenhando hoje seu terceiro mandato como presidente da instituição.

No Maranhão, o líder pesqueiro é secretário de Pesca da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) e membro da Federação dos Sindicatos dos Pescadores do Estado do Maranhão (FESPEMA), entidade na qual também já foi secretário. Em 2009, Carlos Torres representou o Maranhão na Conferência Nacional de Pesca em Brasília.

Sua entrada na política ocorreu em 2012, quando refletiu sobre necessidade de aprimorar a representação dos pescadores no Legislativo municipal. Para fomentar efetivamente o desenvolvimento sustentável da pesca no município, Carlos Torres decidiu disputar a eleição daquele ano.

MAIS VOTOS DO QUE DOIS ELEITOS

Filiado ao PTB, o representante dos pescadores alcançou um resultado bastante expressivo para quem disputava a eleição pela primeira vez, ao receber o voto voluntário de 318 eleitores, e só não venceu o pleito, devido ao antigo e injusto modo pelo qual se definia os eleitos, visto que dois vereadores se elegeram com votação inferior.

Em 2016, o então candidato relutou em participar da eleição municipal, mas a convite do PROS ele acabou registrando a candidatura. Na época, a resistência se deu em razão da hospitalização de sua esposa que enfrentaria uma cirurgia bem no período eleitoral. Apesar de não ter feito campanha, Carlos Torres obteve 234 votos e mais uma vez ficou a frente de dois vereadores eleitos com votação inferior.

Agora, filiado ao Partido Social Liberal – PSL de Bacabeira e compondo o grupo político da prefeita Fernanda Gonçalo (PMN), o líder político e comunitário parte para buscar seu primeiro mandato como vereador e segue confiante, somando esforços e reunindo apoios importantes para a consolidação de sua vitória em 2020 e consequentemente da classe de pescadores de Bacabeira.

QUEM JÁ FOI DESTAQUE?

ROMUALDO
A série inédita que o PSL bacabeirense lançou para apresentar seus pré-candidatos foi lançada em março contando um pouco da história do vereador Romualdo Oliveira que está há duas décadas na Câmara de Bacabeira. Na época, mostramos que o decano está pronto para buscar sexto mandato consecutivo em 2020.

MARTINHO
Em seguida, foi a vez de conta a história do ex-vereador Martinho José que tentará voltar à Câmara em 2020, após três mandatos consecutivos. Revelamos que após 12 anos no legislativo bacabeirense, o ex-parlamentar que ainda supera a perda de sua mãe, vai buscar o quarto mandato nas eleições deste ano.

DINEIDE
A última personagem do episódio especial foi a ex-vereadora Dineide Ramos, primeira mulher eleita para a Câmara de Bacabeira que vai buscar seu quarto mandato em 2020. A esposa do ex-vice-prefeito Ducarmo, foi a 1ª vereadora que acabou com o ‘Clube do Bolinha’ no Legislativo. Ela também é a mulher com mais mandato no Legislativo bacabeirense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *